Rondônia, 07 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

Raupp defende alfandegamento do aeroporto Jorge Teixeira

Terça-feira, 07 Junho de 2016 - 15:11 | Da Redacao


Na última segunda-feira (6) ocorreu audiência pública para discutir o alfandegamento do Aeroporto Jorge Teixeira de Porto Velho na Assembleia Legislativa (ALE). A proposta já defendida pelo senador Valdir Raupp (PMDB-RO) ganhou apoio maciço de entidades do setor produtivo e teve a receptividade do presidente da ALE, Maurão de Carvalho (PMDB) e o deputado Jesuíno Boabaid (PMN). O deputado Léo Moraes (PTB) presidiu a audiência.

"Este é mais um passo necessário para o progresso de Rondônia. Tenho dito sempre que Rondônia nasceu para ser um Estado rico. Internacionalizarmos de fato o aeroporto Jorge Teixeira com a alfândega expandirá nossas oportunidades de negócios. Abriremos mais uma porta para o desenvolvimento", declarou o senador.

A Consultora Executiva da Fecomércio-RO, Cileide Macedo, que substituiu o presidente Raniery Coelho na audiência pública,  ressaltou o trabalho de Raupp em defesa do aeroporto. "O senador Valdir Raupp e a deputada Marinha sempre levantaram essa bandeira e defenderam a viabilização deste projeto. Tenho certeza que continuarão nos auxiliando para que se torne realidade", disse Cileide.

A regularização depende de prévia autorização do Ministério da Aeronáutica e do Ministério da Fazenda. Carlos Alberto Menezes da Costa, superintendente da Infraero, explicou que serão necessários apenas alguns ajustes para concretização do projeto. "A Infraero se compromete a produzir em duas semanas um relatório do que é necessário para que isto venha a ocorrer", informou Carlos Alberto.

O empresário do setor aéreo Gilberto Schiffer defende a implantação da alfândega. "O aeroporto de Porto Velho precisa ser de fato internacionalizado. Não podemos deixar que os rondonienses procurem outros Estados para seus voos. Somos um Estado rico e que precisa desse investimento" declarou.

Após a audiência os representantes das entidades firmaram compromisso em acompanhar o processo, e a Infraero de fornecer em 15 dias os ajustes necessários para o alfandegamento.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também