Rondônia, domingo, 26 de setembro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Segunda, 12 de Dezembro de 2011 - 16h39

Vilhenense garanhão leva esposa e amante para a pescaria e leva chapéu (de touro) das duas

Dimas Ferreira


"Viva como se fosse morrer amanhã. Aprenda como se fosse viver para sempre."
(Mahatma Gandhi)

CARA NOVA

A partir da próxima semana, os leitores do WWW.folhadosulonline.com.br, site que mais cresce no interior, vão se surpreender com o novo visual da página eletrônica. Desenvolvido por uma empresa paranaense, o veículo reestréia cheio de novidades, como vídeos, artigos e galerias de fotos dos principais acontecimentos sociais da região. Um visual leve e ágil para os navegantes virtuais, que poderão, inclusive enviar reportagens e fotos para a redação. Confiram daqui a dois dias...

MALANDRAGEM

Vejam, senhores leitores, a que ponto chega a ingenuidade masculina. No mês passado, um conhecido comerciante de Vilhena resolveu correr riscos em nome de uma aventura amorosa: levou para a cidade ribeirinha de Pimenteiras a esposa e amante, com quem tinha um caso há mais de ano. Hospedou cada uma num local diferente e foi curtir a vida. Ao regressar a um dos cafofos, encontrou as duas mulheres de sua vida na maior intimidade. Pensam que acabou?

GUAMPA SURPREENDENTE

Ao tentar descobrir de onde vinha tamanha afinidade entre as supostas rivais, o garanhão ruim de memória ouviu de ambas que elas estavam tendo um tórrido romance há oito meses. Não satisfeito com a inusitada guampa, o cabra cobrou detalhes daquela sem-vergonhice. Descobriu, constrangido, que ele próprio era o culpado pela desgraça: tentando ser esperto, apresentou a amante à patroa num churrasco que organizara exatamente para celebrar a fartura de mulheres. A atração fatal (e lésbica) das madames começou exatamente naquele dia, embalada por algumas doses a mais. Envergonhado, o machão escafedeu de Vilhena e ninguém sabe onde foi parar. Perguntem aí pela cidade às pessoas bem informadas que o nome do coitado lhes será facilmente revelado. Uma dica: é um dos homens de negócios mais conhecidos da região.

VAI PRA CASA, MICHEL!

Bastou o vice-presidente Michel Temer (PMDB) desembarcar em Vilhena, onde participou de uma atividade da FAB esta semana, para o comentário venenoso correr de boca em boca: com um avião em casa, o que o velhinho cheio de botox na cara veio fazer na base aérea local? Os mais atrevidos fuçaram no Google e encontraram fotos da esposa do visitante (Marcela Temer, procurem também) e lamentaram que a moça não tivesse vindo na comitiva.

PÁREO DURO

Falando em mulher bonita, dois amigos virtuais (um vilhenense, outro baiano) andaram trocando fotos pela internet e comparando a estampa de duas primeiras-damas: Lizangela Rover, daqui, e Roberta Caires, de Porto Seguro (BA). Ambas jovens, as madames chamam a atenção por manterem a boa forma, mesmo após serem mães. Quem quiser dar pitaco sobre a mais bela, é só acessar as redes sociais (Orkut e Face Book). Em tempo: Roberta já foi primeira-dama e hoje é pré-candidata a prefeita da cidade costeira, um caminho que naturalmente pode vir a ser trilhado pela beldade vilhenense, ainda no posto.

MINA DE OURO

Vai bater no Ministério Público de Vilhena: o comércio de placas de táxi e mototáxi vem enriquecendo alguns malandros na cidade. Atualmente, cotação é de R$ 200 mil para veículos de quatro rodas e de R$ 80 mil para os de duas. Existe a suspeita de que uma única pessoa seja dona de dois ou mais pontos e explorem pobres coitados, cobrando aluguel salgadíssimo de quem quer atuar no ramo.

ARRIVERDERCI, VILHENA!

Adversários do deputado federal Natan Donadon (PMDB) andam espalhando pelas cidades do Cone Sul que ele requereu cidadania italiana. A estratégia, segundo os maledicentes, seria baixar na Europa caso o STT confirme a sentença de 13 anos de prisão aplicada ao parlamentar. Assessores não só desmentem o boato como garantem que Natan tem chances de reverter a decisão judicial...

GUERRA SANTA

Sempre atento, o promotor de justiça Paulo Lermen pode pedir, a qualquer momento, a quebra dos sigilos bancário e fiscal de um pastor da cidade que, da noite para o dia, deu para ostentar milagrosos sinais de prosperidade. O problema é que, mesmo que se trate de uma ação isenta, a investigação tende a enfrentar suspeitas: é que Lermen, sendo um dos líderes da Renovação Carismática Católica, passaria à condição de algoz de um protestante. Valha-nos, Deus!

CRIATIVIDADE

Numa cidade que tem lojas, açougues e até sites de notícias com o mesmo nome, um comerciante de Vilhena chamou a atenção, recentemente, por reconstruir a marca da empresa que ocupava o prédio onde resolveu abrir um boteco. Ao se mudar para o imóvel onde funcionava uma loja de artigos infantis chamada “Espaço Bebê”, o dono do “bulicho” só adaptou o nome, rebatizando o local de “Espaço para Beber”. Gastou dois minutos e um pincel de tinta para fazer a mudança.

CARNE DE PESCOÇO

Mal voltou a ver o sol nascer redondo e o presidente da Assembléia, Valter Araújo (PTB) encasquetou com uma idéia: quer reassumir a presidência da Assembleia, de onde saiu após a operação da Polícia Federal que o levou ao presídio federal da capital. Por enquanto, a justiça impede que o parlamentar sequer chegue perto da Casa, mas quem conhece o petebista sabe o quanto ele é obstinado...

ACONTECEU

JUÍZA DE ARAQUE ARQUIVA AÇÕES TRABALHISTAS

Anos atrás, uma audiência judicial juntou mais de 30 ex-empregados do pecuarista Roberto Caldas, que tentavam receber direitos trabalhistas supostamente não quitados. Representando o reclamado (Caldas) estava a contabilista Aglaé de Carli que, após uma breve conversa com a juíza encarregada de ouvir as partes antes da sentença, deixou a sala de audiência. Foi imediatamente cercada por alguns dos que aguardavam para ser chamados:
- A senhora é a juíza, né?
Antes que Aglaé respondesse, um dos advogados, que não conhecia a verdadeira magistrada, emendou:
- Doutora, eu só queria saber se vai demorar a começar...
Segurando o riso, a contadora fez pose de importante e reclamou:
- Olha, não posso conversar com vocês agora...
- Mas, doutora...
- E tem mais: não vou ficar aqui, tô passando mal. Dá licença, por favor!
O boca a boca se espalhou no local e, em questão de minutos, como a “juíza” não ouviria ninguém naquele dia em virtude da repentina enfermidade, todo mundo foi embora. Quando o oficial saiu, minutos mais tarde, para fazer a chamada, encontrou a sala de espera vazia. O processo acabou arquivado “por falta de interesse das partes autoras”, mas Aglaé não pôde ser advertida, já que, ao ser confundida com a autoridade, não assumiu a identidade da magistrada. Foi esperta, mas não desonesta.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions