Rondônia, sexta-feira, 14 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Quinta, 20 de Janeiro de 2011 - 16h51

Prefeito passeia pela Europa, enquanto população continua sendo infernizada por problemas graves

Walmir Miranda


Pode até parecer absurdo, porém, novamente o prefeito Roberto Sobrinho (PT) se encontra de férias na Europa, num instante em que o governo da “Nova Rondônia” se debate com problemas gravíssimos nas áreas da saúde, da educação, da segurança e em tantas outras.

Mesmo tendo estado no palanque multicolorido do novo governo, inclusive, recebido “nacos” importantes do poder, dentre os quais a Secretaria de Estado da Agricultura, que está sob domínio administrativo do ex-deputado federal Anselmo de Jesus, o PT parece que não está nem aí para as “agruras” que, todos os dias, vão sendo reveladas à população rondoniense.

Talvez porque a administração portovelhense – no entender de muita gente - estaria fugindo da responsabilidade de ter o seu Hospital Municipal. Foge disso como o diabo foge da cruz, como diz o adágio popular.

Com relação à segurança pública, Roberto Sobrinho e sua claque também não estão nem aí.
É que considerariam um “desperdiço” de dinheiro público, por exemplo, criar e colocar para funcionar a tão acalentada Guarda Municipal, que muito auxiliaria as Polícias Civil e Militar no combate a criminalidade, principalmente nas periferias mais distantes. Principalmente, para proteger às 24 horas do dia, escolas, bibliotecas, praças, iluminação das vias públicas, jardins, orelhões (que mesmo sendo de empresas de telefonia estão sendo destruídos por toda parte), poda e manutenção das árvores ornamentais (que estão sendo arrancadas por vândalos depredadores), postos de saúde e policlínicas, dentre tantas outras coisas e estabelecimentos úteis para a coletividade como um todo.

Portanto, o que se ouve pelos quatro cantos da Capital é que, até agora, o prefeito, seu vice (de luxo) e o secretariado municipal parece que não estão nem aí se chegou o inverno (que durará até o final do mês de março). Eles não cumpriram até agora muitas das promessas de campanha.

Entre essas:

1) ABRIGOS -
Colocação de abrigos nas paradas de ônibus. Por causa disso, as pessoas estão esperando os transportes coletivos sob a chuva ou sob o sol causticante, dentro de matagais, e em pontos em total escuridão à noite. Os bandidos estão “adorando” isso, porque podem agir à vontade.

2) CICLISTAS - Os ciclistas continua sendo esmagados pelo trânsito caótico da Capital do Estado, já que até agora a cidade conta com apenas uma Ciclovia (na Av. Raimundo Cantuária, cuja sinalização específica praticamente deixou de existir).
 
3) SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO - A sinalização de trânsito também é precária, principalmente, no que se refere a ausência de semáforos em incontáveis “buracos negros” espalhados pelos mais de cem (100) bairros de Porto Velho. Aliás, essas periferias só são enxergadas pelo poder público municipal em época de eleições. Depois volta tudo ao que era antes, “como no Quartel de Abrantes”.

 4) ÁRVORES SEM PODA - A poda de árvores ornamentais enormes não existe há muito tempo. A prefeitura não teria podadores, por isso dependeria do Corpo de Bombeiro Militar. Por isso, essas árvores estão em dezenas de vias públicas em contato com os fios da rede elétrica colocando em risco o patrimônio e a vida das pessoas.

5) SINALIZAÇÃO DE VIAS - Ausência de sinalização em centenas de esquinas, onde estão crateras enormes à espreita de suas vítimas. Nos dias de chuva a água as cobre totalmente, então o perigo triplica. Nessas crateras já caíram pessoas, animais, carros, motos, bicicletas, e até mortes já se registraram.

 6) TERRENOS BALDIOS - Centenas de terrenos baldios estão cheios de mato e água da chuva. Fora, transformados em criadouros de carapanãs, mosquitos da dengue (aedes aegypti), sapos, cobras, baratas, ratos, jacarés. Em muitos desses terrenos também existem restos de construções que estão servindo de abrigo para marginais. E a prefeitura não toma nenhuma providência.

7) TRANSPORTE COLETIVO - O preço do transporte coletivo se tornou um escândalo em Porto Velho (R$ 2,60 – dois reais e sessenta centavos por uma passagem). A população reclama, porque apesar desse preço absurdo tem de utilizar ônibus velhos, imundos, com sistema de refrigeração antigo (do tempo que o diabo era criança). Pior: as empresas prometem isso e aquilo, mas na verdade não disponibilizam um número suficiente de ônibus para os usuários. Porém, para a prefeitura e para a Câmara de Vereadores está tudo bonito. Tudo normal. A população estaria reclamando de “barriga cheia”.

8) BANHEIROS E SANITÁRIOS PÚBLICOS - A cidade de Porto Velho continua sem banheiros e sanitários públicos - (cujo uso poderia até ser cobrado para despesa de manutenção). Em muitos lugares onde são realizados eventos para verdadeiras multidões a prefeitura sequer manda instalar banheiros químicos em número compatível com o público presente. A população não entende o porquê de tamanha omissão.

9) VIAS ÚNICAS, MULTAS E REBOQUE DE VEÍCULOS - Na questão de melhorar o trânsito de veículos automotores e criar novos pontos de estacionamento a Prefeitura Municipal de Porto Velho acaba de adotar medidas super-antipáticas, que estão causando muita revolta na população, principalmente de motoristas e pilotos de motocicletas.

É que o poder público municipal implantou mão única em algumas vias próximas de centros comerciais. Fez isso, sem ouvir direito à coletividade, sem mostrar novos pontos de estacionamento para os veículos. Pior: não fez a devida publicidade nos órgãos de comunicação sobre as tais “mudanças”. Pegou todo mundo de supetão. Agora, diante das reclamações resolveu apelar, ou seja, está multando e rebocando veículos para entes do DETRAN.

Isso estaria sendo considerado uma vergonha, e mais que isso, uma “indústria de multas” para arrecadar grana para os cofres públicos.

10) MADEIRA MAMORÉ - A Praça do Complexo Ferroviário Madeira Mamoré começou a ser depredada por vândalos, cachaceiros, usuários de drogas, ladrões, assaltantes e prostitutas que estão fazendo “ponto” no local. Parte das luminárias já estaria quebrada. Depois das 23 horas é um perigo freqüentar o referido ponto turístico da Capital, em razão da falta de policiamento ostensivo.

Mas como dissemos acima, o prefeito está passeando pela Europa.
Está admirando as belezas e maravilhas do “velho continente”.
Em seu lugar está o jovem e muito rico empresário Emerson Castro (PMDB), que já se acostumou ao ostracismo que Roberto Sobrinho o teria relegado nos últimos meses.
Porém, dizem fontes próximas aos dois, nos momentos cruciais, quando de alguns “pepinos” mais agudos, Emerson assume a titularidade do “Passo Municipal Portovelhense” numa boa.

 
Também porque assim ganharia alguns “espaços” na mídia.
Porém, caberia dizer, espaço este só em uns poucos veículos de comunicação, aos quais à administração municipal concede merrecas e alguns caraminguás.
Dura e cruel realidade comenta a população. Com toda razão.
Afinal de contas a população não é cega e nem é burra.
Está vendo tudo e analisando, certamente, para dar o troco nas próximas eleições.
É o que se percebe. É o que se ouve dizer por todas as partes de Porto Velho.

11) CHUVAS, ALAGAÇÕES E PREJUÍZOS -
Na seqüência desse rastro deixado pela administração municipal portovelhense, a população ainda tem de agüentar os prejuízos com as fortes chuvas que tem caído, alagado estabelecimentos comerciais e residenciais, destruídos moradias humildes e levado inúmeras pessoas ao desespero.
A situação só não é pior porque em Porto Velho não existem morros, encostas, desabamentos e soterramentos de seres humanos, como se vê acontecer em várias cidades brasileiras, atualmente, num espetáculo terrível e macabro transmitido ao vivo pelas grandes redes de televisão brasileiras.

12) O PREFEITO CONTINUA PASSEANDO.  E DAÍ?
 
Enquanto a população “se lasca”, o prefeito passeia pela Europa, como se nada tivesse com tudo isso que aí está.
Dorme em hotéis luxuosos. Come comidas e manjares espetaculares a preços estratosféricos. Passeia por pontos turísticos muito caros, por locais onde certamente circularam reis, rainhas, políticos de alto coturno, além de mega empresários.
 
Tudo porque o prefeito Roberto Sobrinho seja mesmo um grande sortudo.
Tanto que conseguiu, nas urnas, se eleger duas vezes, ao peso de muitas promessas à população portovelhense, cuja cidade está tomada de sujeira nas vias públicas, buracos, matagais, sucatas de carros velhos nas vias públicas, entulhos, lixos, calçadas intransitáveis, árvores que estão para cair encima das pessoas, crateras nas esquinas, doentes estão jogados no chão, e onde alguns pequenos postos de saúde não oferecem condições para tratamentos mais complexos.

Mas pra quê reclamar?
Se a administração municipal parece entender que, a responsabilidade de possibilitar um bom atendimento nos serviços de saúde para a população é tão somente do Estado, ou seja, da “Nova Rondônia”?
 
Diante desse contexto seria justo imaginar, que uma prefeitura que arrecada cerca de R$ 40.000.000,00 (quarenta milhões de reais) por mês, se comporte dessa maneira?
Essas são perguntas que não querem calar.
Perguntas que a população está se fazendo, com toda razão.

Portanto, que Deus se apiede dos portovelhenses, principalmente daqueles mais humildes, os esquecidos da sorte.
Aqueles que por qualquer promessa mais ilusória acreditam no “impossível”, e findam dando chance a pessoas que depois de eleitas parecem esquecê-los, como se seres humanos não fossem.

Voltaremos ao assunto. Aguardem! 

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/artigos/prefeito-passeia-pela-europa-enquanto-populacao-continua-sendo-infernizada-por-problemas-graves)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions