Rondônia, terça-feira, 26 de outubro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Quarta, 24 de Novembro de 2010 - 15h30

Sintero identifica texto contraditório e se reúne com demais sindicatos para pedir adequação EC 60 e à Lei nº 12.249

Assessoria


A minuta do Decreto que cria a comissão da transposição dos servidores, divulgada por alguns sites de Rondônia,ainda não tem validade. Trata-se apenas de uma proposta de texto, elaborada pela Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, que ainda precisa ser discutida.

No momento em que recebeu a minuta, a direção do Sintero se reuniu e verificou que o texto contém falhas e contradições em relação à Emenda Constitucional nº 60 e à Lei nº 12.249/2010. Por isso o Sintero já participou de reunião com os demais sindicatos de servidores estaduais para discutir o assunto e buscar as alterações necessárias, contando com o apoio da bancada federal.

A minuta reafirma o direito de transposição aos servidores contratados até 1991 quando, em seu artigo 2º estabelece que terão direito de fazer a opção os servidores contratados de acordo com o artigo 36 da Lei Complementar nº 41, e não exclui os aposentados.

A direção do Sintero identificou algumas contradições no texto, principalmente quanto ao enquadramento dos servidores com relação aos cargos, funções e salários.

A EC nº 60 e a Lei 12.249 garantiram aos servidores a transposição com todos os direitos e vantagens adquiridas. Portanto, não faz sentido, sendo até inconstitucional, a desconsideração de qualquer ascensão funcional após 1988, e o enquadramento com o mesmo salário que recebem no Estado.

A direção do Sintero também vai questionar os prazos propostos na minuta, de 180 dias para a opção e de 12 meses para a conclusão da análise dos documentos.

A presidente do Sintero, Claudir Mata, considera que o enquadramento tem que ser imediato após a comprovação de todas as condições exigidas.

O secretário-geral do Sintero, Manoel Rodrigues, disse que a comissão intersindical deverá se reunir com a bancada federal para buscar a adequação do texto do decreto, de maneira que sejam retirados os termos ambíguos e contraditórios, deixando bem clara a operacionalização da transposição.

O secretário de Assuntos Jurídicos do Sintero, Nereu Klosinski, afirmou que a maioria dos direitos dos servidores, conquistados na EC nº 60 estão preservados na minuta do decreto. Porém, é preciso fazer algumas adequações.

Para isso, os sindicatos vão contar com o apoio dos deputados federais e senadores de Rondônia. “Vamos buscar uma reunião com o Ministério do Planejamento para corrigir as falhas quando o decreto for assinado. O texto definitivo a ser encaminhado para o ministro do Planejamento tem que atender ao que foi aprovado no Congresso Nacional”, disse.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions