Rondônia, domingo, 17 de janeiro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Quarta, 27 de Fevereiro de 2013 - 14h28

DONO DE SUPERMERCADO ERA PRINCIPAL CLIENTE DA REDE DE SEXO EM PORTO VELHO; OUTROS EMPRESÁRIOS ESTÃO NA MIRA DA POLÍCIA

RONDONIAGORA


DONO DE SUPERMERCADO ERA PRINCIPAL CLIENTE DA REDE DE SEXO EM PORTO VELHO; OUTROS EMPRESÁRIOS ESTÃO NA MIRA DA POLÍCIA
A rede de sexo descoberta com a Operação Lâmia envolve empresários conhecidos na Capital de Rondônia, explicou o procurador-geral de Justiça, Héverton Alves de Aguiar, durante coletiva com a imprensa, ao lado do secretário da Defesa, Marcelo Bessa. A Operação foi desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Estado nesta quarta-feira e mobilizou cerca de 40 policiais civis que cumpriram mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva. A investigação foi iniciada há seis meses.O empresário José Edmar de Souza foi preso em sua residência, por volta das 5h30min desta quarta-feira, em Porto Velho, acusado de estupro de vulneráveis. Dono de um supermercado, ele é apontado pelo Ministério Público como principal cliente de uma rede de exploração a menores na cidade. Ele ainda recebeu voz de prisão por porte ilegal de arma. Duas pistolas Ponto 40 e dois revólveres calibre 38 foram encontrados pela Polícia em um dos cômodos de sua casa. Outros presos foram Débora Francisca Lopes, de 20 anos, e Michelle Araújo Silva, de 22 anos.

Héverton Aguiar, detalhou que as investigações iniciaram há seis meses. "Pelo menos 20 outros exploradores podem ser presos nos próximos dias. Sobre o empresário José Edmar, trata-se de um cliente contumaz", afirmou. As vítimas têm idade mínima de 13 e máxima de 16 anos, todos pobres e vivendo nas periferias da capital, segundo apurou o MP. Diversos malotes contendo documentos estão sendo periciados. Computadores e outros eletroeletrônicos, apreendidos na residência dos acusados, também serão examinados.

A rede atuava somente em Porto Velho e cada programa contratado por José Edmar custava de R$ 50,00 a 150,00. O secretário Marcelo Bessa (Defesa e Segurança Pública), antecipou que há vários empresários sendo investigados. "Não nos importa a que classe pertencem. Serão pegos, certamente, se as provas que buscamos forem encontradas", disse.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions