Rondônia, 08 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

Senador Cassol busca apoio para reforma tributária

Quarta-feira, 09 Fevereiro de 2011 - 08:56 | Senado



Cassol defende que a legislação tributária deve mudar para beneficiar os estados amazônicos produtores de matéria prima e – principalmente – energia elétrica, como é o caso de Rondônia. “Pela atual legislação os estados que consomem energia são os maiores beneficiados. Nós que produzimos ficamos apenas com as migalhas, os royalties, que é muito pouco em comparação ao que poderemos ganhar”, afirmou o senador.

Cassol defende que a legislação tributária deve mudar para beneficiar os estados amazônicos produtores de matéria prima e – principalmente – energia elétrica, como é o caso de Rondônia. “Pela atual legislação os estados que consomem energia são os maiores beneficiados. Nós que produzimos ficamos apenas com as migalhas, os royalties, que é muito pouco em comparação ao que poderemos ganhar”, afirmou o senador.

Além da mudança do sistema de cobrança, Cassol e os senadores querem criar mecanismos que beneficiem as indústrias que se implantarem e utilizarem a matéria prima da região, agregando valor à produção e gerando mais empregos e renda aos rondonienses. Cassol explicou aos seus colegas senadores que “só para se ter uma idéia, o sul do estado já está se tornando um grande produtor de soja, mas não temos no estado nenhuma fábrica de óleo de soja, que é exportada para outros estados ou para outros países quando poderia ser industrializada em Vilhena, por exemplo”.

Além da soja, que cresce de produção a cada ano em Rondônia, Cassol mostrou aos ex-governadores a importância da produção de hortifrutigranjeiros, que juntos poderiam atrair granjas produtoras de frango e com elas abatedouros e exportadores de aves. “Tudo isso junto agrega valor e quem ganha é a população local, vamos aumentar a produção local para atrair indústrias para nossa região”, defendeu em conversa com os demais senadores.

A reforma tributária, ao lado da reforma política, é um dos pontos principais da agenda do Senado para 2011, e segundo analistas deve mesmo acontecer, uma vez que é vontade da população e do Governo Federal que haja mudanças. Cassol que favorável às mudanças, acredita que os ex-presidentes Fernando Collor e Itamar Franco, além dos ex-governadores Aécio Neves e Blairo Maggi, são os favoritos para integrarem a Comissão da Reforma Eleitoral - encarregada da reforma política, que deverá mesmo ser votada no primeiro semestre, mesmo sem consenso entre os senadores.

Para esta quarta-feira estão previstas as escolhas dos 227 membros nas 11 Comissões Permanentes da Casa, que acontecem por indicação dos líderes dos partidos. O senador Ivo Cassol já manifestou interesse junto à liderança do seu partido, o PP, em participar como titular das comissões de Infra-Estrutura, Ciência e Tecnologia e Agricultura, podendo ainda fazer parte das comissões de Constituição e Justiça e Assuntos Econômicos.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também

Cassol entrou com ADIN contra aposentadoria de ex-governadores, mas STF rechaçou ação em 2003

O senador diplomado Ivo Cassol (PP-RO) ingressou com Ação Direta de Inconstitucional (ADI) – nº 2972 - por meio da Procuradoria Geral do Estado (PG...

Cassol assume Senado e recebe prefeitos; “gabinete é do povo de Rondônia”, diz o parlamentar

Numa grande solenidade, que contou com a presença de todos os 81 senadores, ministros e familiares, além de um grande número de convidados que loto...

Cassol debate reformas e compensações para Amazônia com senadores da região

Na tarde desta quinta-feira, 3, os senadores voltaram a se reunir para complementar a eleição dos suplentes da Mesa Diretora, iniciada na noite ant...