Rondônia, quarta-feira, 12 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 20 de Dezembro de 2014 - 08h22

BARBARIE

Gessi Taborda


BARBARIE
Servidores da Assembleia Legislativa caíram numa enorme depressão na tarde de ontem ao tomarem conhecimento de uma manifestação do presidente daquele poder sobre a resistência do Executivo a uma determinação legal para garantir o repasse financeiro necessário à manutenção da casa e pagamento da folha.
Por conta dessas dificuldades o deputado José Hermínio cancelou viagem agendada e decidiu que irá presidir a sessão de posse do governador. A nota não deixou claro se os servidores do poder legislativo ficarão sem receber o salário desse que, a princípio, estava programado para o dia 23.

SOS JUDICIÁRIO

Esse é o cenário de barbárie em que os servidores estão na iminência de sofrer (sem o salário de dezembro) por culpa da divergência política e ideológica entre José Hermínio e Confúcio Moura. Certamente os servidores do legislativo não podem ser punidos por esse extremismo insano. A Justiça não deve permitir que o briga entre os dois chefes de poderes sirva de pretexto de vingança contra os servidores nesse momento natalino.
Deixar apreensivas centenas de pessoas com direito a receber em dia seus salários é algo abominável, capaz de justificar uma ação imediata da Justiça para proibir essa iminente brutalidade.

DEBOCHE

Não chegou a surpreender quem acompanha de perto como agem os parlamentares em relação a garantir privilégios, mostrando que as prioridades dos representantes do povo nunca são aquelas prometidas durante as campanhas, de defender os interesses da maioria da população.
A rapidez com que deputados aprovaram reajustes salariais para o governador Confúcio, na última quinta feira (18) e alguns outros “iluminados” do poder, soa como um deboche difícil de aceitar.
Principalmente sabendo-se que o principal beneficiário dessa decisão é nada menos do que um personagem político suspeito de ter comandado a organização criminosa desmantelada pelas operações de combate à corrupção no estado, desencadeados principalmente pela Polícia Federal.

METAS ROMPIDAS

É preciso ressaltar que a aprovação aconteceu só aconteceu porque Confúcio ainda tem folgada maioria na Assembleia, mesmo estando totalmente desgastado pelo seu envolvimento com a corrupção.
A decisão dos deputados rondonienses (da qual o presidente José Hermínio não participou) quebrou o discurso oficial anunciando que 2015 teria a marca do rigor no setor público. Assim, mesmo antes da posse de Confúcio no primeiro dia do novo ano, as metas de austeridade prometidas já estão rompidas.

CORTES

Como a decisão da Assembleia garantindo um supersalário para o governador (lamentavelmente) reeleito, quem vai sofrer com os previstos cortes de despesas pelo filosófico governador serão exatamente os servidores menos remunerados que terão de apertar ainda mais o cinto.
O pessoal do andar de cima desse governo – graças à bondade dos parlamentares – não só receberão uma remuneração direta mais fortalecida, ainda somarão uma série de vantagens adicionais. Será que os servidores não vai reagir a essa desfaçatez? Os sindicatos ficarão calados ou irão liderar protestos contra isso?

DE CIMA

Os políticos rondonienses que aceitaram aumentar o salário do governador certamente foram contaminados pelo exemplo vindo do próprio comando da República. Lá também o papo é de ajuste fiscal e nem por isso o parlamento deixou de praticar uma boa ação (para quem manda no país):
O salário da presidente, do vice e dos ministros subiu 15,76%. Foi aumentado para R$ 30.900,00 mensais. Ministros do Supremo, deputados federais, senadores e procurador-geral da República vão receber R$ 33.700,00. Ganham mais que a presidente. Então porque um estado rico como Rondônia não pode pagar uma merreca melhor para o seu amado governador?

E BATE O BUMBO

Esse prefeito de Porto Velho é mesmo uma bola. Não consegue (ou não tem interesse no assunto) colocar placas com a nomenclatura das ruas da cidade, mas anuncia, como se fosse sua grande obra do ano que acaba, a “sinalização de entradas de comunidades rurais”. Difícil saber se é para rir ou para chorar. Eta prefeito do baralho!

INCOMPETÊNCIA

Expedito Júnior não deverá ser candidato em 2016, como querem alguns puxa-sacos dentro do ninho dos tucanos. A derrota sofrida para o desgastado governo do PMDB foi a demonstração de que Expedito é um homem de sorte mas, politicamente falando, é um incompetente. Se decidir enfrentar a disputa de 2016 para comandar um município importante (como é o caso de Porto Velho) pode sofrer uma derrota com o efeito da pá de cal para suas aspirações futuras.

FIM DE CARREIRA

Quem, em sã consciência, apostaria suas fichas num político como o (ainda) presidente do diretório regional do PSDB rondoniense.
Em situação normal não é fácil enfrentar um candidato à reeleição para o governo, pois quem se lança à reeleição naturalmente leva uma vantagem muito grande em se tratando de meios de contribuições, de apoios forçados ou não. Mas especificamente perder para Confúcio que estava no auge de sua rejeição é uma incompetência muito grande. Depois dessa derrota, o melhor para Expedito é não mais se candidatar, correndo o risco de mais uma derrota certa. Se aceitar novo desafio em 2016 estará confirmando sua tolice.

SANTA INOCÊNCIA

Então o nosso senador barbudo de Rolim de Moura entrou na lista do delator do escândalo da Petrobrás (ex-diretor Paulo Roberto da Costa), como um dos beneficiários do esquema de corrupção e caixa 2 que se instalou na petrolífera. Mas será? Logo o Raupp, aquele ex-pobretão de Rolim, hoje uma figura proeminente na política e que está na lista dos milionários rondonienses?

MALEDICÊNCIAS

Assim como todos os outros nomes revelados na edição d’O Estado de São Paulo de ontem, Raupp também jura que tudo não passa de intriga. Por sua mão nunca passou – pelo que disse – dinheiro da Petrobras, desviados pela organização criminosa que colocou esse importante patrimônio do povo brasileiro nessa situação falimentar.
Valdir, o nosso mais ilustre homem público, não tem muito com que se preocupar. Ele tem pepinos na Justiça e nem por isso perdeu o poder de tramitar tranquilamente pela República. E quem sabe (acredite se quiser) essas acusações de ser beneficiário do “Petrolão” não passem de maledicências encomendadas...

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/artigos/barbarie)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions