Rondônia, segunda-feira, 20 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Segunda, 02 de Junho de 2014 - 08h14

Boi voando

Gessi Taborda


Boi voando

Já diziam os antigos: em política só falta boi voar! E parece que o “boi” vai voar até a data limite para a realização da convenção partidária do PP. Se o partido aceitar a alternativa familiar procurada pelo seu principal líder para a disputa sucessória, certamente políticos com a experiência de vários mandatos só poderão lamentar ter seguido o homem que mesmo com um pé na prisão deu as cartas como quis na formatação do mostrengo.
Jaqueline Cassol que nunca foi nem mesmo vereadora. Ser governadora de Rondônia agora, só porque esse é o desejo de seu irmão, é demais prá minha cabeça. É uma pena ninguém ter “profetizado” para o simpático deputado Maurão de Carvalho que se depender do grande cacique, ele é carta fora do baralho. Eleger “poste” é coisa do Lula. Em Rondônia esse fenômeno nunca aconteceu.

É LAMENTÁVEL

Em tempos outros, Chiquilito Erse em pleno auge não conseguiu eleger sua belíssima irmã, Nazá Erse, também neófita na política. Tem gente vivendo no mundo político sem atentar para as filigranas dessa prática. Nunca lembram o que disse o teatrólogo alemão Bertold Brecht em um artigo: "O pior analfabeto é o analfabeto político, que não ouve, não fala e não participa dos acontecimentos". Se Expedito não homologar sua candidatura na Justiça Eleitoral; se não aparecer por ai um nome com experiência em refregas dessa importância (e cada vez fala-se mais em Odacir Soares), é cada vez mais tangível a anestesia suicida eleitoral, com eleitores esquecendo todas as mazelas e canalhices da safra ruim que ai está, mantendo-os por mais quatro anos. É tudo muito lamentável!

ANCÔRA MORAL

Pense a maioria o que quiser, diga a maioria o que disser, não mudarei minha convicção. Rondônia só deixará de ser o que é - uma terra onde as riquezas produzidas pelo suor da parte honesta e trabalhadora são saqueadas pelos parasitas do Estado e pelos ladrões privados eternamente impunes - quando a mentalidade da população e de seus representantes for profundamente mudada.
E digo mais: o PMDB já teve duas oportunidades para dar início a essa mudança de mentalidade. Primeiro com Valdir Raupp, depois com Confúcio. O barbudo de Rolim teve origem nas das camadas mais pobres. No governo loteou cargos para familiares, valorizando e mantendo também conhecidas aves de rapina, que deram início aos grandes escândalos, como o “Frangogate” e o escândalo da Ceron, isso só para citar alguns.
Confúcio, o filosofo de araque de Ariquemes, teve a oportunidade de ser a nossa tão esperada âncora moral. Mas não se lembrou de seu passado político, dos tempos da Câmara dos Deputados.
Seu governo chega ao fim com o sabor das práticas populistas com muitos personagens pegos por operações da PF chafurdados no lamaçal em que aqueles espertalhões acostumados a surrupiar o dinheiro público surfam alegremente.

EM QUE BASES


Diante de um cenário onde impera a mediocridade, o filósofo ariquemense tem grandes chances de ganhar mais quatro anos de poder. Mas, pergunto, sua nova campanha poderá ter como base em princípios de decência?
Reconheço: é difícil acreditar numa evolução de um poder recente em função de um hipotético segundo mandato do atual governo, mesmo com a certeza de que ele não inventou a corrupção no aparelho estatal, embora para alguns dos críticos do seu primeiro mandato ele tenha feito dela um maquiavélico instrumento de poder.

ENGANOSA

Neste último momento em que a lei permite ao governo veicular propaganda, o governo martela grande parte da opinião pública (especialmente através da TV) com uma propaganda enganosa, de conteúdo demagógico. Em algumas peças esse objetivo de iludir, de vender a imagem de uma Rondônia que só existe nos sonhos é tão explícito que chega a subestimar a inteligência dos contribuintes que, envolvidos pela realidade de um estado em que se desprezou a educação, a cultura, a segurança, a produção rural, etc, se convenceu de que o governo não teve ideais, apenas ambições.

JOAQUIM BARBOSA

Para frustração da imprensa hegemônica e alívio de seus adversários, Joaquim Barbosa vai provavelmente fazer o caminho inverso de Getúlio Vargas: está deixando a História para viver a vida.
É certo que o PSB e o PSDB moveram interlocutores para atrair o ministro e lhe oferecer uma ficha de filiação, mas o noticiário registra também que Barbosa está impedido de disputar as eleições deste ano, por ter deixado passar o prazo para filiação partidária. Barbosa, mesmo não podendo ser candidato deve ser um cabo eleitoral dos mais disputados.

DESENCANTO

Está provado: Rondônia não é uma ilha. A Copa está começando e a capital rondoniense continua sem o clima das copas antigas. Nesses tempos, o que mais se via eram ruas enfeitadas e o clima de festa. Mas agora o clima é de desesperança. É possível que por aqui também manifestações em cobranças das diversas reivindicações não atendidas.

TRÂNSITO VIOLENTO

Mais uma vez focamos a caótica situação do trânsito de Porto Velho. Na semana que passou um acidente envolvendo uma motorista e um motoqueiro mostrou como caminhamos pela barbárie. A mulher, mesmo presa nas ferragens de seu veículo foi agredida por motoqueiros que, como se sabe, são solidários nesse caso, mesmo quando as circunstâncias não estão esclarecidas.
Precisamos de uma profunda reestruturação no sistema de trânsito da nossa cidade! Até quando acidentes continuarão a acontecer vitimando crianças, jovens, idosos indefesos? Atores sociais, estejamos nós a pé, de carro, de moto ou bicicleta, somos reféns e também agentes da violência no trânsito. Reformulação viária e medidas educativas são urgentes. Precisamos diminuir o número de acidentes de nossa estimada capital. Você acredita que, com o tipo de prefeito que temos, isso será possível?

VEREADORES

Chega de tanta vergonha. A Câmara Municipal tem de adotar medidas para acabar com a farra de gastos de vereadores com o excessivo consumo de combustível e também com o inexplicável gasto de passagens e diárias para vereadores e assessores, sem a menor necessidade, sempre para destinos turísticos importantes do país. E não me venham com essa conversa manjada de seminários, e outros contos do vigário. Essa vergonha deve levar o MP a investigar a irresponsabilidade, obrigando quem se locupletou disso a devolver o suado dinheiro do contribuinte.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions