Rondônia, domingo, 19 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Segunda, 13 de Outubro de 2014 - 08h56

Como entender as divergências sexuais no casamento!

SERAFIM GODINHO


Como entender as divergências sexuais no casamento!
As histórias que casais contam sobre suas dificuldades sexuais variam, mas a maioria delas em meu consultório é mais ou menos assim: Ele quer mais sexo e ela não. Ele diz que precisa de sexo para se sentir próximo e ela não entende porque seu aconchego, carinho e tudo que ela faz por ele em casa, não suprem suas necessidades. Ela diz que precisa sentir mais proximidade antes de ter relações sexuais e ele não entende por que o sexo não a ajuda a alcançar essa proximidade.

O que ambos necessitam saber é que pertencemos ao Reino Animal e a diferença básica dos outros animais é o fato de sermos Racionai; e embora do mesmo reino e da mesma espécie, a humana ,somos de gêneros diferentes, masculino s e femininos.

Aqui está o motivo da discórdia: os animais racionais ou não, de qualquer espécie, do gênero feminino aceita com prazer o sexo apenas quando no dia da ovulação ou cio, no caso dos irracionais, enquanto que em todas as espécies o gênero masculino está sempre disponível. Um bom relacionamento, duradouro e feliz exige essa compreensão e o método infalível é o dialogo.

È importante acabar com a ditadura do orgasmo feminino, que faz o sofrimento da mulher por não tê-lo e se imaginar fria, frígida ou diferente.
E fundamental que se entenda que mulher gosta é de ser cortejada, amparada, respeitada, admirada e, sobretudo se sentir amada. Aceita e pode até gostar de sexo, mas para agradar seu amado que lhe proporciona tudo isso.

É importante também acabar com o falso conceito de que quando a mulher não tem orgasmo a culpa é do homem que não tem boa “pegada” e outros mitos.
Há alguns anos um casal de médicos Americanos, Master e jhonson, escreveram um livro sobre relacionamento sexual. Inventaram um tal ponto G que existiria na mulher e que cabia ao homem descobri-lo e estimulá-lo. Eles enriqueceram com a venda dos livros e deixaram os coitados dos homens a procura, sem sucesso, deste ponto, até nos dias de hoje.

Nada de preconceito, mas somos diferentes. O gênero masculino sempre foi o provedor em todas as espécies; ambos são importantes, mas com diversidades. Não tolero este politicamente correto, que nos impede de compreender nossas diferenças, sem levantar a bandeira do feminismo, contra o que chamam de machismo.

Nenhuma conotação machista, nenhum preconceito, apenas a realidade: somos diferentes e por isso nos amamos.

Concluindo, cabe ao homem entender isso e ficar feliz por sua mulher aceitá-lo mais de uma vez ao mês. Voltaire já nos ensinava: “Todos os raciocínios dos homens não valem um sentimento das mulheres”.

Pensamento

Três coisas são indispensáveis para viver: Amar Sonhar e Realizar.
Sem isso a vida é um desperdício. Amar- O amor físico, espiritual ou material, não importa. Não queira defini-lo
Ele não precisa de adjetivos..

Sonhar: Fundamental para a manutenção da vida, sem sonhos, sem novos caminhos a percorrer, a vida se frustra, perde o brilho e a motivação.
-Realizar: Sem isso a vida nada vale. Deixe sua marca, seja ousado e ambicioso, e obtenha o direito de afirmar, eu vivi, eu estive aqui.

Concluindo, evite ser imparcial, pois todos os contemplativos são descartáveis, tristes, enfadonhos e desinteressantes e não conseguem deixar de ser assim, opacos.
Eles simplesmente contemplam a vida, não são atores, mas apenas testemunhas dela, não participam de nada daquilo que faz pulsar o coração e inebria a alma.
Por isso, o estado normal deles é de apatia e completa melancolia.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions