Rondônia, terça-feira, 21 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Quinta, 22 de Maio de 2014 - 09h52

CORDA NO PESCOÇO

Gessi Taborda


CORDA NO PESCOÇO

Não posso anunciar o exato momento em que uma nova etapa de uma operação no estilo da “Ararat” que, no Mato Grosso levou pessoas influentes para a cadeia nessa semana, será retomada, mas, de acordo com fonte bem informada, uma nova etapa deverá agir aqui no estado de Rondônia, em virtude de uma investigação de grande esquema de corrupção e lavagem de dinheiro, estimado em vários milhões de reais.
De acordo com essa fonte, deverão ser presos políticos em plena campanha eleitoral, o tal “homem forte do governo”, um ex-secretário que andou dando as cartas no tal porto “organizado” (??) aqui da capital, além de empresários que se locupletaram dos esquemas de desvios.
Sempre de acordo com a fonte, essa operação vai ter no cenário eleitoral a megatonagem de uma bomba. Ela será o desdobramento da Operação que prendeu por algumas horas o próprio governador mato-grossense. Quem anda praticando maus feitos acreditando na impunidade devem por as barbas de molho.

2º ANIVERSÁRIO

Anunciada há dois anos como precursora do maior programa de reflorestamento do mundo, a reforma do Código Florestal - que resultou na lei federal 12.651, de 25 de maio de 2012 - completa dois anos de vigência sem ter iniciado a regularização ambiental no campo. O decreto da Presidente regulamentando aspectos do Código e a Instrução Normativa do Ministério do Meio Ambiente que deu a largada para cadastrar a situação ambiental de mais de 5,4 milhões de propriedades rurais no país só foram publicados na primeira semana de maio, depois de vários adiamentos.
Criado para acompanhar e incentivar o melhor cumprimento possível da lei que flexibilizou o antigo Código Florestal, cobrar incentivos concretos à recuperação e conservação florestal e impedir novos retrocessos legais, o Observatório do Código Florestal completa um ano de existência. E vai à audiência pública marcada para esta quinta-feira (22) na Câmara dos Deputados pleiteando mais transparência e qualidade técnica no processo do Cadastro Ambiental Rural.

PROFETIZAÇÃO

Maurão de Carvalho não esconde sua crença na vitória pela disputa do governo rondoniense. A quem pergunta ele revela: “uma irmã da igreja profetizou o que vai acontecer, após receber uma revelação espiritual”. Então, tá!

ESCALADA


Dona Ivone Mezzomo, mulher do ex-governador e (ainda) senador Ivo Cassol já sabe que nas eleições desse ano não ficará mais apenas na torcida. Sua escalação para disputar um cargo eletivo é certa. Seu nome foi lembrado até para encabeçar a posição de titular na disputa pelo governo. Essa alternativa acabou afastada e dona Ivone deixou claro que não pretendia ser candidata a nada. Mas ela vai ser escalada para, no mínimo, disputar uma cadeira na Câmara. Há quem defenda seu nome para compor na chapa majoritária. Dona Ivone tem a seu favor uma enorme simpatia. Participou do governo de seu marido no comando da área social. Terminou a missão com a ficha limpíssima.

ANOTE

Samuel Celestino, our man in Brasília, nos contou: O Palácio do Planalto (inclusive a presidente Dilma) está convencido de que o PR caminha para se afastar da aliança governista. A maioria do PR está descontente com o tratamento recebido do governo, daí se espraiar a convicção da saída do partido da base governista. Esse movimento separatista pode ser prejudicial aos interesses políticos de Jaqueline Cassol. Sua legenda terá de se atrelar aos “oposicionistas” tucanos ou do PSB.

SIMPLES TRAQUE


Até agora as revelações feitas pelo “irmão” Valter sobre os meandros da corrupção no estado, onde, como consta, atuou na posição de “cappo” não fez dele o “homem bomba” que tanto falaram. Nem por isso o “irmão” deixa de ser um personagem intrigante, conhecedor de tramas que podem envolver várias figuraças do atual governo e também de antigos mandatários.
Consta que ele promete, na hora certa, estragos na corte palaciana, contando tudo o que sabe. A verdade é que muita gente do mundo político rondoniense não esconde o medo de que o ex-presidente da Assembleia acabe contando tudo o que sabe.

GOSTO MUDADO


O deputado Nilton Capixaba tornou-se notório no Brasil e em Rondônia em seu mandato anterior pelo seu envolvimento com o negócio sujo das ambulâncias montado pelos Vedoins, do Mato Grosso. Foi aquele enorme escorregou que anulou o projeto de Capixaba (PTB) de chegar Senado. Aliás, se não fosse pelo então governador Cassol, seria difícil Capixaba voltar à vida pública rondoniense. Foi tirado do frio para a secretaria da Agricultura.
Se antes o negócio desse parlamentar era “distribuir” ambulâncias em municípios do interior, agora sua tesão está voltada para caminhões caçambas. Quem acaba de receber um desses mimos é o município de Parecis. Mas dessa vez ainda não há nenhuma suspeita de negócios transversos...

A SETE CHAVES

Nada é mais escondido da população por parte do governo interessado em conseguir um novo mandato do que os gastos com publicidade. Fala-se em cifras próximas do 10 milhões nesse ano. Uma parte considerável da fortuna vai para as redes de televisão e emissoras de rádio. Assim o governo livra-se de críticas desse segmento da mídia.
Mas nem assim, com a mídia amestrada blindando o governo e com a enxurrada de propaganda o governo está conseguindo reduzir o índice dos eleitores interessados em mudanças no comando do estado a partir do próximo ano.

FRIO NA BARRIGA

É por isso que passa um frio na barriga dos defensores do “governo da cooperação”, diante do perigo dele se desmantelar após outubro.
Quanto ao volume de dinheiro que está indo para o ralo da publicidade, só mesmo uma ação do MP e do TCE poderá descobrir o tamanho do jorro que deixa os cofres públicos ainda mais vazios. É por essas e outras que há no horizonte  indícios de que vai faltar dinheiro para pagar compromissos com fornecedores e até para manter em dia o pagamento dos servidores.

ANGU DE CAROÇO

A cidade inundada de problemas de mobilidade, de saúde, de segurança e vai por ai afora, e o prefeito tentando fazer onda com a criação do Conselho Municipal da População Negra. Ora, vivemos numa cidade onde não se registra conflito de raça. Como a praxe por aqui é de gastar tempo e dinheiro em coisas de somenos importância, acabo, como muita gente, desconfiando que venha por ai mais um cabide de empregos para o grupinho do próprio alcaide.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions