Rondônia, segunda-feira, 23 de julho de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 27 de Dezembro de 2008 - 11h58

DESTEMIDOS PIONEIROS - Por Tadeu Fernandes

Tadeu Fernandes


DESTEMIDOS PIONEIROS - Por Tadeu Fernandes
Com a transformação de Território Federal para Estado vieram para Rondônia muitos imigrantes com histórias e culturas de outros locais, resultando significativo aumento da população e criação de dezenas de municípios. Neste contexto, os novos Rondonienses tomaram pouco conhecimento da história local e daqueles que contribuíram para a formação desta importante Unidade da Federação, resultando, conseqüentemente, numa desvalorização das “coisas” da terra. Assim, existe a necessidade de um estímulo ao setor da administração pública responsável pela preservação da memória histórica, imagem, som e relatos do nosso passado, que é bastante rico.

O coronel Aluísio Ferreira e um grupo de cidadãos de Guajará-Mirim foram certamente importantes no convencimento do presidente Getúlio Vargas para a criação do Território do Guaporé em 13 de setembro de 1943. O coronel foi nomeado primeiro administrador e sua passagem à frente do executivo é digna de um relato mais minucioso, o que faço em parte no livro “Ponta do Abunã - O Braço Ocidental de Rondônia”.
Deve-se também registrar a importância dos governadores João Marques Henrique e Umberto da Silva Guedes. Este último administrou o Território de 1975 a 1979, tendo construído importantes obras como o prédio da Polícia Militar, o Frigorífico, alem de dar início aos preparativos para a construção da usina hidrelétrica de Samuel.

Certamente o mais destacado foi o coronel Jorge Teixeira de Oliveira, que havia sido nomeado prefeito de Manaus em abril de 1975, sendo reconhecido como homem trabalhador e de tino administrativo nato, um tocador de obras; seu lema era: “trabalho, trabalho e trabalho”.

Teixeirão, como era conhecido, em 1979 chegou no Aeroporto de Porto Velho, na época Belmont e agora denominado Governador Jorge Teixeira por indicação do deputado Sérgio Carvalho. Em sua chegada, Teixeirão fez belo discurso no saguão do aeroporto, disse que vinha fazer grandes obras e preparar a criação do Estado, que no futuro seria entregue a um filho da terra. Foi uma recepção calorosa.

Com seu boné e indumentária do tipo militar, Teixeirão vivia no helicóptero visitando os quatro cantos do Território, sempre muito vivo e agitado, e junto com o capitão Silva implementou o desenvolvimento agrário, recebendo na época importante ajuda do INCRA na regularização fundiária. Milhares de pessoas chegavam por incentivo de Teixeirão, que dizia: “venham brasileiros que Rondônia lhes espera”. Por ser militar, coronel do exército, tinha boa amizade com o presidente Figueiredo e o ministro Mario Andreazza. Este passava semanas em Rondônia, o que contribuiu para que fossem construídos a usina de Samuel, a BR-364, os NUARES e criado o Polonoreste. Fundou os municípios de Rolim de Moura e Cerejeiras, preconizando a nova estrela da União. O Estado de Rondônia foi criado através da lei complementar nº 41, de 22/12/1981 e Teixeirão foi empossado Governador em 29/12 do mesmo ano, permanecendo 06 anos no cargo. Posteriormente retornou ao Rio de Janeiro com sua esposa, Dona Aida.

Trechos de discursos proferidos pelo Governador Jorge Teixeira:
"É mais uma missão a cumprir. Para alguns se afigura difícil, a mim não. Gosto que haja dificuldade em minha vida, pois quero e espero superá-las. Sem obstáculos não haveria nem esforço, nem luta e a vida seria insípida". – Discurso de posse.
"No nascimento deste novo Estado, olhamos para trás e nos damos conta de que Rondônia se fez de mãos calejadas, de corpos suados e poeirentos do divino trabalho da terra. Não é fruto elaborado por uma elite privilegiada. Lavradores e doutores, caminhoneiros e técnicos, comerciantes e artesãos, civis e militares, religiosos e leigos, confundem-se todos nesta paisagem humana, dinâmica e idealista que se espelha, vertiginosamente por esta região do Brasil", dito em 04/01/1982 – Discurso de posse como primeiro Governador do Estado.

Outros destemidos pioneiros fazem parte da construção do nosso Estado, podendo ser citadas as famílias Mota, Pontes Pinto, Melo, Teixeira, Castiel, Tourinho, Torres, Castro, Cavalcante, Gurgacz, Barros, Cidin, Roumié, Camurça, Atala, Pena, Shockness, entre outras.

Francisco Chiquilito Erse exerceu um papel importante na consolidação do Estado. Como Secretário era pessoa de confiança do Governador, sendo eleito deputado federal em 1982 pelo PDS. Neste cargo trabalhou pelas “Diretas Jᔠde Dante de Oliveira e votou em Tancredo Neves para a Presidência da República. No prédio da Galeria Central lembro de com ele ter trocado idéias acerca de questões políticas, justificando o Deputado as suas aspirações políticas representando Rondônia. Posteriormente foi prefeito de Porto Velho e reuniu uma plêiade de companheiros sempre fiéis.
Na administração do Estado quase tudo passava pelo crivo de Willian Cury, um dos preferidos de Teixeirão. Cury, culto e bem preparado, foi o idealizador de inúmeros projetos que alavancaram recursos para o Território, depois Estado, representando nossos interesses no Banco Mundial. A este pioneiro deve ser atribuída grande parcela do êxito de nosso desenvolvimento, marcando uma página positiva em nossa história.

Podemos citar outros, como José Renato, primeiro presidente do Tribunal de Contas, homem de poucas palavras, mas de muita ação; Dr. Fouad Darwich, que foi procurador do Estado com ótima formação jurídica e cultural, tendo participação direta na criação do Tribunal de Justiça, do qual foi seu primeiro presidente; José de Abreu Bianco, primeiro presidente da Assembléia Legislativa e depois Governador.

Lembro ainda do Dr. Jacob de Freitas Atalah, médico e secretário de Educação no tempo em que minha esposa a pedagoga Rosilene foi diretora de ensino especial. Atalah é referência moral e intelectual do Estado, que muito honrou todos os cargos que ocupou. O mesmo deve ser creditado à professora Marize Magalhães Costa Castiel, que marcou presença na educação e na cultura de Rondônia, da mesma forma como Amizael Silva, Professor Abinael, Theobaldo, Úrsula Maloney, Francisco Matias, Ieda Pinheiro Borzakov, Tupinambá Pena Pinheiro, Hugo Ferreira, Hamilton Gondin, José Cotrin, Esron Penha de Menezes, José Otino de Freitas, Ivan Marrocos, entre outros.

Neste momento um registro de todos os Governadores:


1. IVO NARCISO CASSOL, 01.01.2003
2. JOSÉ DE ABREU BIANCO, 01.01.2003 / 01.01.1999
3. VALDIR RAUPP DE MATTOS, 01.01.1999 / 01.01.1995
4. OSWALDO PIANNA FILHO, 01.01.1995 / 15.03.1991
5. JERÔNIMO GARCIA DE SANTANA, 15.03.1991 / 15.03.1987
6. ÂNGELO ANGELIN, 15.03.1987 / 13.05.1985
7. HUMBERTO DA SILVA GUEDES, Coronel, 20.04.1979 / 20.05.1975
8. JOÃO CARLOS MARQUES HENRIQUE NETO, Coronel, 20.05.1975 / 23.04.1974
9. THEODORICO GAHYVA, Coronel, 23.04.1974 / 31.10.1972
10. JOÃO CARLOS MARQUES HENRIQUE NETO, Coronel, 31.10.1972 / 13.02.1967
11. JOSÉ CAMPEDELLI, Coronel, 13.02.1969 / 30.11.1967
12. FLÁVIO ASSUNÇÃO CARDOSO, Coronel, 30.11.1967 / 10.04.1967
13. JOÃO CARLOS DOS SANTOS MADER, Coronel, 10.04.1967 / 29.03.1965
14. JOSÉ MANOEL LUIZ DA CUNHA MENEZES, 29.03.1965 / 06.04.1964
15. ABELARDO ALVARENGA MAFRA, Major, 06.04.1964 / 27.01.1964
16. PAULO EUGÊNIO PINTO GUEDES, 27.01.1964 / 14.10.1963
17. ARI MARCOS DA SILVA, 14.10.1963 / 27.06.1963
18. WALDIH DARWICH ZACARIAS, 27.06.1963 / 12.12.1962
19. MILTON LIMA, 12.12.1962 / 3.07.1962
20. ÊNIO DOS SANTOS PINHEIRO, Coronel, 03.07.1962 / 13.09.1961
21. ABELARDO ALVARENGA MAFRA, Major, 08.09.1961 / 18.03.1961
22. PAULO NUNES LEAL, 18.03.1961 / 06.11.1958
23. JAIME ARAÚJO DOS SANTOS, 06.11.1958 / 14.10.1956
24. JOSÉ RIBAMAR DE MIRANDA, 14.10.1956 / 05.04.1955
25. PAULO NUNES LEAL, Coronel, 05.04.1955 / 13.09.1954
26. ÊNIO DOS SANTOS PINHEIRO, Coronel, 13.09.1954 / 13.11.1953
27. JESUS BULAMARQUE HOSANAH, 18.09.1953 / 07.02.1952
28. PETRÔNIO BARCELOS, 07.02.1952 / 22.02.1951
29. JOAQUIM ARAÚJO LIMA, 22.02.1951 / 09.06.1948
30. FREDERICO FROTA, 31.10.1947 / 09.06.1947
31. JOAQUIM VICENTE RONDON, 31.10.1947 / 07.02.1946
32. ALUÍZIO PINHEIRO FERREIRA, Coronel, 07.02.1946 / 01.11.1943.


Assim é a vida e a história de nosso Estado, com seus personagens inesquecíveis, o povo, as famílias desbravadoras, formado com mãos calejadas, suor e muito trabalho. Rondônia possui imensas riquezas, especialmente as pessoas que para cá vieram. Certamente o futuro será de grandes conquistas, trazendo à população melhores expectativas de vida. Não pode ser esquecida a história de homens e mulheres que iniciaram na selva a construção deste local que hoje tanto nos orgulha, os destemidos pioneiros, não só aqueles que estiveram no comando da administração pública, nos tribunais, nas assembléias, mas também aqueles que no anonimato, seja no campo ou na cidade, na capital ou no interior, enfrentaram a mata inóspita, as doenças tropicais e, com suas tralhas nas costas e filhos para criar, trabalharam para a construção e desenvolvimento deste belo e próspero Estado com seu solo, seu céu e seus rios, suas matas, tudo enfim.

Neste breve relato busco homenagear nossos destemidos pioneiros para que estejam sempre na lembrança das futuras gerações, servindo como exemplos para a consolidação desta importante unidade da federação.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions