Rondônia, quarta-feira, 19 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Segunda, 13 de Setembro de 2010 - 17h20

Envergonhando a Corporação: Sargento da PM é preso em flagrante com mais cinco assaltantes em Porto Velho

Walmir Miranda


A situação é simplesmente vergonhosa. Causa nojo. Causa náuseas, temor e medo em quantos acreditam e confiam que uma Corporação de Segurança existe para combater a criminalidade em todas as suas esferas, para proteger os cidadãos de bem, assim como o seu patrimônio, além de manter à ordem e a paz pública. E que para isso todos os seus integrantes sejam pessoas honestas, sérias, íntegras, trabalhadoras e com vocação para essa que é uma das mais arriscadas profissões no mundo.

Porém, toda essa expectativa corre o risco de vir abaixo quando um policial é preso, em flagrante, juntamente com um bando de assaltantes armados.

Assaltante como se sabe é ladrão. Assaltante é um tipo de criminoso que, via de regra, não tem piedade de suas vítimas sejam elas adultos, idosos, crianças ou portadores de deficiência física. Assaltante quando age leva o que pode e o que vê pela frente, e muitas vezes além de surrar as suas vítimas, ainda as baleiam covardemente, mutilando-as ou matando-as. Coisas desse tipo, infelizmente, são mostradas à população, diariamente, pela imprensa.

Porém, quando fatos dessa natureza acontecem envolvendo policiais, é necessário e imperativo que a população saiba discernir entre o joio e o trigo. Afinal de contas existem maus elementos, maus profissionais, em todas as profissões, dentro das esferas legislativas, executivas ou judiciárias. Portanto, nenhum desses poderes está imune ao “vírus maldito” da corrupção, da ganância por dinheiro fácil, do poder pelo poder através da força bruta, ou por alguém querer levar uma vida desregrada e cheia de bens materiais (mansões, carrões, cartões de crédito ilimitado, influência pessoal e profissional em meio a luxuria e todo tipo de ignomínias humanas).

Quando tais fatos negativos ocorrem - (leia-se: prisões de policiais bandidos) -, se faz necessário que a população não generalize contra toda uma classe de policiais, e principalmente, contra suas corporações, onde a maioria deles e delas é composta por gente vocacionada para combater o crime em todas as suas esferas, e o fazem com o risco de suas próprias vidas diuturnamente.

É preciso entender que, a honradez, a dignidade, o profissionalismo da classe policial, sejam bem distinguidas desses lamentáveis fatos.

Fatos onde os maus policiais, os policiais bandidos, se valendo de suas fardas, de suas credenciais e de seus armamentos, além do poder de polícia que detém se “disfarçam de pessoas do bem”, para em seguida agir como marginais desqualificados. Se transformando em bandidos fardados.

Mais que isso: os policiais bandidos maculam as corporações às quais um dia juraram servir, para defender a sociedade ordeira, pacata e trabalhadora. Sociedade que inclusive, contribui para que o pagamento de seus salários ocorra todos os meses através do pagamento de pesados impostos e tributos.

Os policiais bandidos, reles que são quase sempre fingem ignorar que são servidores públicos, que deveriam ter a disciplina e a hierarquia como bases maiores a serem respeitadas dentro das corporações se segurança, para a plena respeitabilidade da profissão que abraçaram. Talvez, por isso, se transformem e mudem de lado, ou seja, deixam de ser Agentes da Lei, para se tornarem assaltantes, ladrões, traficantes, seqüestradores e assassinos. Esquecem que, mediante esse comportamento malévolo, colocam em risco a integridade física e a vida de seus próprios colegas de profissão. Daí se tornarem parte da escória que permeia a sociedade, e passam a chafurdar na lama, indo de crime em crime perdendo a honra, perdendo a dignidade, sem se darem conta que, nesse turbilhão de irresponsabilidade arrastam consigo a imagem da tropa à qual servem.

É por causa desses policiais bandidos que considerável parte da população passou a ter medo e não respeito pelas polícias. Lamentavelmente, pois é difícil alguém dar um voto de confiança para um policial safado, assaltante e ladrão.

Policiais bandidos esquecem que juntamente com eles - (na mesma corporação) - estão homens e mulheres que possuem esposas, esposos, filhos, parentes e amigos, além dos olhares sempre atentos e exigentes da sociedade. E que por isso mesmo jamais deveriam se deixar desmoralizar por quem quer que seja.  

Quer dizer: bom policial é bom policial mesmo, em toda e qualquer circunstância.

Já o policial bandido é bandido na essência da palavra. Para este não existe meio termo.

Ainda bem que o trigo não se mistura com o joio, e nem se deixa contaminar por ele. Significa dizer: ainda bem que existem os bons policiais Federais, Civis, Militares, e dentre eles a honrosa classe dos Bombeiros Militares. Sem eles, certamente haveria anomia total na sociedade, ou seja, imperaria a ausência de leis e de quem as fizesse ser cumpridas no seio das comunidades urbanas e rurais.

Feito o preâmbulo, vamos ao motivo que resultou neste artigo que, a bem da verdade, nos deixou triste e perplexo. A notícia foi divulgada somente pelo RONDONIAGORA:

A imprensa publicou: SARGENTO DA PM É PRESO (EM FLAGRANTE) COM UM BANDO DE ASSALTANTES EM PORTO VELHO.

Esse lamentável episódio ocorreu às 15:40hs, de sexta-feira (10/09), na Rua São Paulo, bairro do “Areial”, em Porto Velho, Capital do Estado de Rondônia, sede do Comando Geral da Polícia Militar de Rondônia, onde está seu Estado Maior, e o maior número de PM´s dentre todos aqueles que estão espalhados (lotados) nos 52 municípios que o estado possui.

Ainda bem que foi uma Guarnição da própria Policia Militar que prendeu os meliantes. Na realidade, um grupo de assaltantes composto pelo 3º. Sargento - PM IVAN GOMES ALVES, Jonathan da Silva e mais três menores de idade.

Todos eles estavam dentro de um veículo Pólo, de cor preta, placas NCI – 5098, e se preparavam para assaltar um estabelecimento comercial (bar), quando a PM foi acionada e, após breve perseguição conseguiu prender o bando. E aí, a surpresa, a decepção, a vergonha: UM DOS BANDIDOS ERA UM COLEGA DE FARDA, ou seja: o sargento Ivan Gomes Alves.

Aplausos para a guarnição que fez esse bom trabalho para a população portovelhense.

Tratou-se, portanto, de uma ação digna de verdadeiros Policiais Militares, de gente que está na Corporação para dignificá-la, em que pese os baixos salários e as dificuldades que enfrentam no dia a dia.

Destaque-se que é nesse tipo de profissionais que a população ainda confia e acredita na luta contra a criminalidade.

Resta acreditar também, que o péssimo exemplo que esse sargento deu aos seus colegas de farda, não venha a contaminá-los jamais.

A sociedade espera que esse sargento seja expulso das fileiras da Policia Militar de Rondônia o quanto antes, e também, que criminalmente ele venha a ser responsabilizado pelo gesto irresponsável que resultou na sua prisão pelos próprios colegas de farda.

A população também espera que, todos os policiais dessa laia (se ainda existirem) sejam expurgados da Corporação, posto que, de policiais bandidos a PM de Rondônia nunca precisou  e jamais precisará.
A história da Corporação em todos esses anos de existência mostra isso com todas as letras.
Por isso acreditamos que a população pode ficar tranqüila.

Os bons Policiais da PM de Rondônia (Oficiais e Praças) são pessoas conscientes de seus direitos e deveres. E, certamente, sempre estarão vigilantes e preparados para o combate à criminalidade, onde quer que se faça necessário. Eles sabem que essa a finalidade maior para a existência da Corporação.

Salvo outro entendimento.    
 
ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/artigos/envergonhando-a-corporacao-sargento-da-pm-e-preso-em-flagrante-com-mais-cinco-assaltantes-em-porto-velho)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions