Rondônia, domingo, 9 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Segunda, 24 de Agosto de 2015 - 17h15

Ex-coordenadora de Regularização Fundiária desafia chefe da Casa Civil e leva tinta do governador

RONDONIAGORA


Ex-coordenadora de Regularização Fundiária desafia chefe da Casa Civil e leva tinta do governador

A advogada Quilvia Carvalho recebeu o cartão vermelho do Governo da Cooperação. Ela peitou o chefe da Casa Civil, Emerson Castro, e levou tinta do governador Confúcio Moura. Dessa vez, Confúcio não pensou muito e por telefone mandou exonerar a assessora. Tudo começou por causa da reforma administrativa na qual Quilvia foi alçada do cargo de coordenadora para diretoria-executiva de Regularização Fundiária. O nome para o seu cargo estava em discussão entre a base aliada do Governo na Assembleia Legislativa e o chefe da Casa Civil. Ela, então, reputou a Emerson Castro a recusa da indicação de uma pessoa de sua confiança para a Coordenadoria de Regularização Fundiária.

Fogo amigo

Revoltada, Quilvia chamou alguns amigos dos bairros Industrial, Universitário e Conquista, locais onde ela havia desenvolvido o trabalho de regularização dos terrenos, para fazer protestos contra o secretário-chefe da Casa Civil. Portando faixas, os moradores pediam a saída de Emerson Castro do Governo porque ele estaria acabando com a pasta da Regularização Fundiária. O fogo amigo chegou ao Palácio Rio Madeira na manhã desta segunda-feira. Os mesmos amigos de Quilvia foram para a porta do governador pedir a cabeça de Castro.



Guilhotina

Sem dúvida, Quilvia Carvalho chamou a atenção dos formadores de opinião pela excessiva exposição na mídia. Durante a campanha, ela era feroz defensora do governador, chegando a trocar insultos pelas redes sociais quando discordava de determinados posicionamentos dos adversários. Um importante assessor do governador Confúcio Moura viu toda a cena e sentenciou: cada auxiliar tem um ciclo no Governo. As pessoas são substituídas mas os programas sociais continuam. O ciclo de Quilvia Carvalho já passou.

Orçamento apertado

O presidente da Câmara de Porto Velho, Jurandir Bengala (PT), diz que está sendo obrigado a exonerar todos os servidores comissionados da Casa, inclusive os lotados nos gabinetes dos vereadores. A causa é o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). As demissões estão marcadas para o mês de novembro.

Causa e efeito

Já na Assembleia Legislativa, o deputado Maurão de Carvalho (PP) foi mais hábil. Não precisou exonerar assessor algum, mas reduziu salários e criou o programa de aposentadoria voluntária garantindo todos os direitos aos servidores concursados. A medida vai trazer forte economia para Assembleia Legislativa.


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/artigos/ex-coordenadora-de-regularizacao-fundiaria-desafia-chefe-da-casa-civil-e-leva-tinta-do-governador)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions