Rondônia, quarta-feira, 22 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Terça, 03 de Novembro de 2009 - 15h28

Expedito Júnior honra o seu mandato no Congresso Nacional

RONDONIAGORA


CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (1)

Esse é o sentimento que tomou conta da maioria dos rondonienses nos quatro cantos do Estado, após o presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB) anunciar que iria cumprir à decisão do Supremo Tribunal Federal que decidiu pela cassação do mandato do senador Expedito Júnior (PSDB), recentemente, em acatamento à denúncia de que o mesmo teria comprado votos para se eleger no pleito de 2006. No referido pleito Expedito Júnior foi o mais votado e obteve mandato senatorial até 2014.

CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (2)

Essa suposta compra de votos, segundo consta dos autos analisados pelo Supremo Tribunal Federal teria sido praticada através de uma Empresa administrada à época por um parente do próprio senador eleito, e que concorria a uma vaga na Assembléia Legislativa. O fato também teria o objetivo de beneficiar o governador Ivo Cassol (candidato a reeleição) e a candidata a deputado federal Val Ferreira (esposa de Expedito Júnior).

CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (3)

Após o resultado das urnas veio a denúncia da suposta compra de votos. O então candidato ao senado derrotado, Acir Gurgacz (PDT) decidiu ingressar na Justiça Eleitoral de Rondônia com uma ação contra Expedito Júnior, pedindo a perda do seu mandato.

Deu-se início, então, a uma verdadeira “batalha” jurídica. Primeiramente, o Tribunal Regional de Rondônia (TRE) acatou a denúncia feita por Acir Gurgacz (PDT) e cassou o mandato do senador Expedito Júnior.

CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (4)

A decisão do TRE/RO fez com que Expedito Júnior, que já havia tomado posse em sua cadeira no Senado Federal recorresse ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. Porém, este, também acatou a decisão que havia sido dada à questão pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, ou seja, manteve a cassação de Expedito Júnior.

CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (5)

Expedito, então, recorreu ao TSE e passou a viver a expectativa de manter seu mandato, contrariando Acir Gurgacz (PDT), conhecido também, como o “homem do bilionário grupo cascavel” – composto por um conglomerado de empresas que atuam em diversas áreas do País, principalmente em Rondônia, Amazonas e Paraná.

É importante frisar que, mesmo antes do TSE, o TRE/RO, diplomou Acir Gurgacz como senador. Aí então, o “homem da cascavel” danou-se. E, se dispôs a não dar um minuto de sossego a Expedito Júnior, sobre modo, para poder sentar-se à cadeira daquele que, em termos de atuação parlamentar no Congresso Nacional, vem praticando um dos mandatos mais férteis de que se tem conhecimento na história do cenário político rondoniense: Expedito Júnior (PSDB).

Acir parecia ter conseguido.  Pelo menos era essa à intenção de José Sarney (PMDB) que se mostrava disposto a dar posse a Acir, hoje, terça-feira (03/11), em acatamento a decisão e determinação do STF.
Porém, deu “xabú”, ou seja: deu “zebra”. Porque numa reviravolta inesperada, à Mesa Diretora do Senado decidiu, nesta terça-feira (03/11) manter Expedito Júnior no cargo até que o próprio Senado decida a sorte do seu mandato. Porém ele terá direito a ampla defesa, a qual está buscando neste momento.
Outro detalhe: o STF ainda não publicou o respectivo acórdão sobre a decisão relacionada ao senador da bancada de Rondônia no Congresso Nacional, Expedito Júnior.

CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (6)

Nesse imbróglio, a que se admitir, a responsabilidade de Acir Gurgacz (PDT) desde já passa a ter um peso de elefante sobre às suas costas. Terá de mostrar habilidade, competência de conhecimentos e multiplicar seu tempo para meditar sobre os problemas de Rondônia e sua população.

Acir, quando vier a tomar posse, terá de trabalhar muito, para mostrar que sua ida para o Senado Federal terá sido algo bom para Rondônia, além de viabilizar a aprovação de projetos e outras ações que beneficiem o Estado como um todo, sobre modo, através de atitudes corajosas junto ao governo federal, principalmente sair em defesa das classes menos favorecidas, como fez o já consagrado Expedito Júnior (PSDB). Caso contrário estará correndo o risco de “enterrar” a sua pretensa carreira política e decepcionar o seu séqüito de seguidores. Que jamais se esqueça disso. Porque, certamente, o povo de Rondônia, por tudo o que Expedito Júnior já fez de bom para o Estado será uma espécie de “fiscal” implacável sobre a sua atuação no Congresso Nacional.

CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (7) 

Quanto a Expedito Júnior (PSDB), resta dar seqüência a sua história na política rondoniense. Uma história de sucesso, como todos já sabem. Inclusive, chegou a ser o deputado federal mais jovem do País. Lembram? Pois é.
Sua cassação (se vier a acontecer dia menos dia), não é e nem será nenhum impedimento para as suas pretensões futuras, quer seja em busca de outras eleições: ao Senado, a Câmara Federal ou ao governo do Estado.
Todas as pesquisas de momento, o apontam como um dos grandes favoritos à sucessão do governador Ivo Cassol em 2010.

Expedito Júnior quando deixar o Senado Federal, o fará de forma altiva e digna, pois soube em cada dia que ali esteve honrar a confiança que lhe foi depositada pelos eleitores rondonienses. O seu trabalho está devidamente reconhecido. E mais que isso, seu trabalho está registrado nos anais do próprio Congresso Nacional, como um dos senadores mais atuantes dentre os seus pares.

Jamais “fugiu da raia” nas questões mais agudas, como a definição da profissão dos mototaxistas no País, transposição dos servidores do ex-Território Federal de Rondônia para o Quadro de Servidores Ativos da União, renegociação da dívida do ex-Banco do Estado de Rondônia – BERON - (que faliu e fechou as portas no governo do hoje senador Valdir Raupp, do PMDB. Embora se reconheça que Raupp vem fazendo um bom trabalho no Senado atualmente).

E em muitas outras ações que só trouxeram benefícios para o Estado de Rondônia e sua gente. Expedito Júnior, não importa se agora ou daqui a pouco, estará retornando para a “sua casa”, e sendo recepcionado por milhares e milhares de cidadãos e cidadãs de bem, que desde já se mostram aliados à sua futura empreitada política em 2010.
Resta torcer para que, entre ele e o governador Ivo Cassol (PP), não venha o ocorrer ruptura, ou seja, que o “cordão umbilical” que os tem unido até aqui se mantenha firme, posto que, se isso vier a acontecer a “oposição política” contra ambos tirará imenso proveito disso. Com certeza.   

CASSAÇÃO E ENALTECIMENTO POPULAR (8)

Da mesma forma, a população, especialmente os seguidores e apoiadores de Ivo Cassol (PP) aguardam sob grande expectativa o “arco de apoios” que o mesmo comandará em 2010, sobre modo, no que concerne à sua sucessão no Palácio Presidente Vargas.
Tanto mais, porque João Cahúlla (atual vice-governador) vem tendo seu nome anunciado como o “ungido” do governador rondoniense para sucedê-lo. Só que, João Cahúlla é do PPS (de Moreira Mendes, partido pelo qual Cassol se reelegeu).
Já Expedito Júnior deixou o PR (do vice-presidente da República José Alencar) e filiou-se ao PSDB (de José Serra, que deverá ser o candidato tucano à Presidência da República em 2010).
Sendo assim, PPS e PSDB, não poderão se coligar nos estados, em decorrência de obediência à VERTICALIZAÇÃO imposta pela legislação eleitoral. Portanto, que ninguém esqueça disso. 
O governador Ivo Cassol, por sua vez, deixou o PPS e ingressou no PP, e como que “num passe de mágica” fez o partido progressista superar a marca dos 13.000 filiados no Estado em menos de 90 dias. E até as eleições de 2010 comenta-se que o PP terá mais de 20.000 filiações, numa prova insofismável do prestígio político do governador, em que pese os “obstáculos” que enfrenta nas esferas do Poder Judiciário. Inclusive, sob o risco de, também, ter seu mandato cassado.
Quer dizer: O PP de Cassol poderá se coligar com quem quiser, porque seu partido não acena com a possibilidade de lançar candidatura própria à Presidência da República.
Porém, ainda não sabe como ele pretende esgrimir entre o PPS (de João Cahúlla) e o PSDB (de Expedito Júnior).
Entretanto, já se sabe que ele terá amplas condições de ter em seu palanque siglas como: PP, PPS, PTB, PSDC, PSL, PTN. E, possivelmente, o DEMOCRATAS, se José Bianco, prefeito de Ji-Paraná, decidir concorrer à segunda vaga para o Senado compondo esse “time” em 2010.
Sendo assim, o remédio é aguardar mais um pouco para se ter uma definição melhor do quadro político rondoniense, que atualmente vive uma grande ebulição por conta da pretensa cassação de Expedito Júnior. Isso porque, como se sabe, pesquisas recentes o apontam como “a bola de vez” para a possível sucessão de Ivo Cassol.

VALDIR RAUPP

Sem choro, nem vela. O senador Valdir Raupp, líder maior do PMDB, declarou esta semana à imprensa que, “o seu partido lançará candidatura própria ao governo do Estado em 2010, e que espera ter o PT como VICE em sua chapa majoritária”.
Raupp disse mais: “agora é a vez do PMDB ter sua própria candidatura, por isso, esperamos ter a parceria com o PT, embora não se possa descartar que o Partido dos Trabalhadores venha a lançar sua própria candidatura, que já tem como postulante a senadora Fátima Cleide, além de nomes fortes como Eduardo Valverde (deputado federal) e Roberto Sobrinho (prefeito de Porto Velho)”.
Curiosamente, as palavras de Valdir Raupp foram ao encontro das afirmações proferidas, recentemente, pelo prefeito Confúcio Moura (PMDB de Ariquemes): “se o PT quiser que aceite ser VICE, na nossa chapa”, se referindo chapa peemedebista, obviamente.
Confúcio é um dos nomes fortes do PMDB para disputar o governo no ano que vem ao lado de outros expoentes peemedebistas como Suely Aragão, Natan Donadon e Marinha Raupp, dentre outros.
E por falar em PMDB, quem é mesmo o presidente do Diretório Municipal do partido no município de Porto Velho?
O engenheiro Duarte ou Townes de Castro?
Sabe-se que a “briga” foi parar na Justiça, depois que Fernando Prado deixou o PMDB para filiar-se no PP de Ivo Cassol.
Duarte era o vice de Fernando Prado, no Diretório Municipal de Porto Velho, e vinha fazendo um excelente trabalho.
Essa “briga interna”, pelo andar da carruagem, só contribui mesmo para dividir o PMDB, além de fragilizá-lo nas urnas. Foi o que nos disse um veterano peemedebista, que já se mostra disposto a mudar de sigla partidária. Trágica realidade.

AINDA SOBRE O PMDB

Uma fonte confidenciou ao colunista: “que ninguém se engane, pois ao final dos “sarrabulhos” que aí estão: PMDB, PT, PDT, PC do B, e algumas siglas nanicas estarão juntas, no mesmo palanque, com vistas às eleições majoritárias de 2010”. Faz sentido.

ENCONTRO DE FILHOS E AMIGOS DE GUAJARÁ MIRIM

Será no dia 23 deste mês, em Guajará Mirim, o “Encontro dos Filhos e Amigos de Guajará Mirim”, cujo objetivo maior é angariar auxílio para a “Casa do Ancião São Vicente de Paula”, e gêneros alimentícios para famílias carentes daquela cidade, além da confraternização social e esportiva entre os participantes.
A confirmação é dos organizadores do evento Francisco Assunção e Édson Égues.
Outras informações referentes à aquisição das camisetas personalizadas, locais de hospedagem, eventos sociais e esportivos podem ser obtidas através dos fones (69) 9984-7955 e 9964-2292.
Desde já agradecemos o convite. Faremos o possível para prestigiar essa feliz e importante iniciativa dos filhos e amigos de Guajará Mirim, que tem tudo para repetir o sucesso de anos anteriores. 

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!
********************************************************************************************************************************************
 


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions