Rondônia, segunda-feira, 20 de novembro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 04 de Fevereiro de 2017 - 09h37

Hildon Chaves e um começo de governo ligado nos 300 volts

da Redação


Hildon Chaves e um começo de governo ligado nos 300 volts

Apaixonado pelas redes sociais, o prefeito Hildon Chaves anda com seu celular para cima e para baixo, fazendo fotos e vídeos de suas ações. Ele parece onipresente. Numa hora está acompanhando uma equipe de trabalho na batalha contra os buracos. Á tarde está em reuniões com secretários e vereadores e agendando ida a Brasília, na busca de recursos para a cidade. Na madrugada, ao lado do seu secretário de saúde, está num posto de saúde, checando pessoalmente como as pessoas estão sendo atendidas. Numa dessas visitas, quando gravou o vídeo falando que o atendimento ao povão tem que melhorar muito, Hildon foi aplaudido. Parece ainda estar em campanha. A pergunta óbvia é: até quando o novo Prefeito da Capital aguentará esse pique todo? Terá condições físicas para estar na batalha de manhã cedo até altas horas da noite, quando não madrugada adentro? O novo alcaide está ainda curtindo o cargo, mesmo que tenha pego uma Prefeitura muito pior do que imaginava, não em questão das finanças, que lhes foram entregues por Mauro Nazif sob controle, mas em relação aos serviços públicos extremamente deficientes que a população recebia, em praticamente todas as áreas. Afora os servidores da Prefeitura, que nunca foram tão bem tratados e tão bem pagos – e por isso amam Nazif – há muitos poucos moradores da cidade que lhe tenham agradecimentos a fazer.
Hildon Chaves sentiu o problema. Pegou uma saúde sem as mínimas condições, com falta até de medicamentos. Comanda uma cidade onde a grande maioria das ruas está com problemas e, na periferia, em situação desastrosa. Uma Emdur que não tem sequer caminhão em funcionamento, para poder cuidar da iluminação da cidade ou até, de uma simples troca de lâmpadas. Pegou Porto Velho embaixo d´água a qualquer chuva, porque muito pouco foi feito contra isso, em quatro anos. Deixamos um Prefeito que administrou da porta para dentro, por outro, ligado em 300 volts dia e noite, mas que não se sabe até onde aguentará essa correria. O que se sabe é que, pelo mínimo que faça, Hildon Chaves já terá feito mais pela população da Capital, em tão pouco tempo, do que Nazif não fez durante seu mandato. Pronto. Falei!

O LIVRO DO DESEMBARGADOR

Um dos juristas mais respeitados da região norte, o desembargador Gilberto Barbosa, membro destacado do Tribunal de Justiça de Rondônia é o entrevistado do programa Direto ao Ponto, apresentado por Sérgio Pires, neste sábado. A conversa gira em torno de ações do Judiciário; sobre a vida atribulada dos magistrados; a Operação Lava a Jato e Sérgio Moro e muito mais. O assunto mais importante, contudo, é o lançamento do livro “Comentário ao Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do Estado de Rondônia, das Autarquias e das Fundações Públicas”!. A publicação é leitura obrigatória a todo esse público alvo. A entrevista com Gilberto Barbosa e seu primeiro livro, pode ser assistida na Record News/Record TV (Canal 58 na TV aberta e Canal 17, na TV a Cabo). Também no mesmo horário (10h30 da manhã deste sábado), o Direto ao Ponto é transmitido pela SKY (Canal 358) e na Claro TV, Canal 411.2.

SABE O QUE FALA

Profundo conhecedor da nossa história, talvez um dos mais capacitados para tratar do assunto, o vereador Aleks Palitot, grande professor, tem convicção de que é possível fazer voltar o passeio de trem na Estrada Madeira Mamoré. Nos anos 80 e até meados dos anos 90, a atração turística era disputada por centenas e centenas de pessoas, todos os domingos, no curto percurso de sete quilômetros até a então Cachoeira de Santo Antônio, onde hoje existe a hidrelétrica do mesmo nome. Aleks não aceita os argumentos de que não há segurança para que o trem volte a circular. Ele disse inclusive em reuniões na Funcultural, que com o apoio do consórcio das usinas, trazendo para a cidade pontes antigas que estão abandonadas dentro da floresta, é possível fazer o trajeto voltar à vida dos portovelhenses e dos visitantes. Aleks Palitot sabe o que está falando...

MANELÃO E SUAS MEMÓRIAS

Mais do que merecida todos os louvores feitos à memória do queridíssimo e inesquecível Manelão. Ganhou uma área só sua, perto do antigo Palácio do Governo e de um centro cultural. Ali, onde tudo o que fez por sua cidade, está mais vivo do que nunca. Na baixada da Prudente de Moraes, bem pertinho onde durante anos ele teve sua pequena, mas sempre lotada loja como chaveiro, se eternizará o nome do portovelhense que sintetiza o que de melhor teve e tem nossa cultua popular. Manelão, pai amoroso da Banda do Vai Quem Quer, ainda, de lambuja, recebeu mais uma homenagem: um livro escrito pelo talentoso Silvio Santos, o Zé Katraca, outro a quem a história do que temos de melhor na cultura local, sempre deverá destacar. Enfim, cada vez que a Banda sai, agora sob o comando da filha do grande Marechal, Manelão sempre será lembrado.

OLHO NO ANDERSON!

A coluna já havia alertado sobre a presença do neo deputado Anderson Pereira. Ainda jovem, ele começou muito bem no parlamento, ainda mais depois de assumir a cadeira da recém falecida deputada Lúcia Teresa, um nome que impõe respeito ao ser citado. Anderson agiu com maturidade e espírito público em sua primeira ação, na crise dos presídios, ainda na condição de presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários. Nessa semana, outra demonstração que ele é preparado para as atividades públicas. Mesmo tendo sido duro crítico do governo do Estado, quando sindicalista, em sua primeira visita oficial como parlamentar a Confúcio Moura deu outra mostra clara de competência e respeito para com sua terra. Garantiu ao Governador que apoiará a administração em todas as ações que sejam positivas para os rondonienses. Vale repetir o aviso: fiquemos de olho nesse sujeito. Se continuar nesse caminho, ele vai longe na política.

PLANOS INCLUEM BRASÍLIA

Por falar em ir longe, quem está com os olhos voltados para Brasília é o jovem e competente deputado estadual Léo Moraes. Embora não fale abertamente ainda sobre o assunto, ao seu redor, entre eleitores, amigos e admiradores, é clara a demonstração de apoio à ideia de que ele deva concorrer a uma vaga à Câmara Federal, em 2018. Por enquanto, Léo está analisando o quadro político, até porque é cedo para tomar uma decisão definitiva e muita água vai rolar embaixo da ponte. Se optar, lá na frente, por ir mesmo para a batalha em direção ao Congresso, o dono de quase 80 mil votos na última eleição municipal certamente terá que deixar o PTB. Porque o presidente regional do partido, Nilton Capixaba, também vai à reeleição e não vai querer enfrentar, no partido, um candidato tão poderoso como Léo. Enfim, o 2018 já está no calendário eleitoral....

NÃO TEM CURA

Os índices de violência continuam saltando em Porto Velho e em Rondônia. Mesmo com todo o esforço do governo e dos órgãos de segurança, a bandidagem continua agindo em todos os quadrantes do Estado, assim como faz em todo o país. Cada vez fica mais claro que não há sistema de segurança pública que funcione, sem que se mudem as leis atuais, feitas sob medida para proteção aos criminosos de todas as idades, principalmente os “dimenor”, que agem impunemente, fazem o que querem e a polícia, ao detê-los (“apreender” é a nojenta palavra criada para essa sacanagem contra a população trabalhadora e vítima), acaba sendo motivo de gozação. Nem o fato de aqui e ali a população começa a reagir também com violência, está motivando quem deveria mudar as leis a fazê-lo. É bom que o façam enquanto é tempo. O dia que o povo se revoltar, discursos vazios e de defesa dos direitos humanos dos facínoras não adiantarão nada. Quem avisa....

PERGUNTINHA

Não seria bom se os Vereadores do país seguissem o exemplo da Câmara da pequena Jorge Teixeira, em Rondônia e reduzisse o salário de todos os seus membros em mais de 40 por cento, para economizar dinheiro público?



Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions