Rondônia, domingo, 22 de julho de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Terça, 14 de Junho de 2016 - 18h47

Morre idealizador do vazio sanitário da soja

Lebna Landgraf


A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Soja) decretou luto oficial por três dias, em virtude do falecimento, na noite de ontem, dia 13, em Londrina (PR), do pesquisador aposentado José Tadashi Yorinori, 72 anos. O velório será realizado na Associação dos Engenheiros Agrônomos de Londrina e o sepultamento será amanhã, dia 15, no Cemitério São Pedro, em Londrina (PR), às 10h30. Tadashi estava internado desde o dia 28 de abril, quando caiu de uma escada em sua casa e sofreu traumatismo craniano.

José Tadashi Yorinori era engenheiro agrônomo pela Universidade Federal do Paraná, tinha mestrado na Universidade de Cornell e doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Illinois (EUA). Com forte atuação no manejo e no controle de doenças, destacou-se pela ênfase no desenvolvimento de cultivares de soja com resistência a doenças.

Tadashi dedicou-se intensamente na identificação e no controle das principias doenças de soja, desde a epidemia da mancha olho de rã, em 1972, e do cancro da haste, em 1989. A partir da safra 2001/02, seus esforços foram direcionados à ferrugem asiática da soja, a mais severa doença da cultura. Ele foi um dos idealizadores do vazio sanitário, período de 60 a 90 dias em que não se pode semear ou manter plantas vivas de soja no campo. O objetivo do vazio sanitário é reduzir a sobrevivência do fungo causador da ferrugem asiática durante a entressafra e assim atrasar a ocorrência da doença na safra.

"Tadashi estava sempre à frente dos novos desafios que limitavam a produção de soja no Brasil", afirma o chefe geral da Embrapa Soja, José Renato Bouças Farias. "Por sua dedicação às questões fitossanitárias era reconhecido, não só no Brasil, como em grande parte do mundo, principalmente na América Latina, Estados Unidos e Japão", diz.

O pesquisador iniciou seu trabalho no Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e trabalhou na Embrapa Soja, de 1978 a 2007. Atualmente, atuava como consultor para produtores rurais e entidades ligadas ao setor produtivo no Brasil e no exterior. Tadashi deixa esposa, quatro filhos e três netos.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions