Rondônia, sábado, 16 de dezembro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Quinta, 31 de Janeiro de 2008 - 16h26

Na Boca do Povo - por Walmir Miranda

Walmir Miranda


CASSOL COMEMORA (1)O governador Ivo Cassol tem toda razão para comemorar os bons resultados alcançados por determinados setores da economia rondoniense. Um deles é o que se refere ao abate de gado bovino.

CASSOL COMEMORA (2)

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) confirmam que o Estado de Rondônia saltou do 8ª. para a 5ª. posição, nesse setor. Com isso, Rondônia passou à frente de estados tradicionais como Rio Grande do Sul (que antes estava em 5º., Minas Gerais (6º.) e Pará (7º.) Isso em 2006.

CASSOL COMEMORA (3)

Equivale dizer que, no Ranking Nacional (de abatimento de gado bovino), Rondônia apresentou um total de 1.941.609 de cabeças em 2007, contra 1.674.940 em 2006. Um resultado extraordinário, portanto.
Atualmente, o rebanho bovino rondoniense é superior a 11.000.000 (onze milhões) de cabeças de reses.
Outro destaque desse quadro é saber que o Idaron está dando conta das suas responsabilidades mantendo esse rebanho livre da febre aftosa mediante vacinação.

RUMO AO SENADO

Dessa forma, o governador Ivo Cassol (sem partido) continua “voando” em céu de brigadeiro, tranqüilo, rumo a uma cadeira no Senado Federal, em 2.010.
E não adianta os seus desafetos políticos ficarem fazendo “beicinho”, não.
Essa é uma realidade intangível, mediante o azeitamento da máquina administrativa, que se apresenta coesa e mostrando resultados satisfatórios à melhoria da qualidade de vida da população.

PROIBIÇÃO (1)

Pois é.
Quem teimar e desobedecer vai se dar muito mal, mesmo.
Seguinte: começa nesta sexta-feira (01/02) a proibição da venda de bebidas alcoólicas nas rodovias federais brasileiras, conforme o que consta da MEDIDA PROVISÓRIA No. 415.
Essa proibição vai durar em todo o “feriadão de carnaval”, em todo o País, sob a responsabilidade da Polícia Rodoviária Federal.
Esse instrumento legal é contestado por muita gente, principalmente por aqueles que possuem estabelecimentos comercias que vendem bebidas alcoólicas à beira das rodovias federais. Esses parecem não se importar com o grande número de acidentes e de mortos por causa de ingestão alcoólica de motoristas inconseqüentes e irresponsáveis.

PROIBIÇÃO (2)

Em Rondônia, vale salientar, a Federação do Comércio já identificou ao longo da BR-319 mais de cem (100) estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas dentre bares, restaurantes, lanchonetes, supermercados e distribuidoras. Engrossam esse número outras centenas desses estabelecimentos existentes ao longo da BR-364, dentro do território geográfico rondoniense.
Mas aqui, como no restante do País, a Polícia Rodoviária Federal estará atenta para coibir os infratores que forem pegos dirigindo em estado etílico, ou seja: embriagados.
OBS: as multas serão pesadas, inclusive, com perda de pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

SEMTRAN: BOAS NOTÍCIAS (1)

Boas notícias estão vindo para a população portovelhense provenientes da Secretaria Municipal de Transportes (Semtran).
Referida pasta revelou à Imprensa que para desafogar o tráfego de veículos na Capital cogita fazer a abertura de todo o prolongamento das avenidas Pinheiro Machado e Sete de Setembro.

SEMTRAN: BOAS NOTÍCIAS (2)

Embora essa notícia venha com uma década de atraso, não deixa de ser boa para a população, principalmente, para os motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.
Dados do Detran dão conta que a frota de Porto Velho é de mais de 117.000 (cento e dezessete mil) veículos motorizados.
Somente as motocicletas somam 34.250. E todos os meses as revendedoras colocam uma média de 300 (trezentas) motos nas ruas da Capital.
E para piorar essa realidade, Porto Velho tem trafegando em suas vias públicas mais de 160.000 bicicletas.

SEMTRAN: BOAS NOTÍCIAS (3)

Resta esperar, também, que a Semtran continue fazendo melhoria na sinalização das ruas e avenidas de Porto Velho. Sobre modo, ampliando o número de semáforos, placas indicativas, colocação de “tartarugas de aço”, e até mesmo redutores de velocidade eletrônicos (se necessário).
Também não se deve esquecer da necessidade de se instalar novas ciclovias em pontos estratégicos da cidade.
OBS: esse trabalho alcançará pleno êxito se a prefeitura podar árvores ornamentais direito, retirar faixas que estão em lugares impróprios e exigir que a CERON melhore a iluminação das vias públicas, principalmente nas periferias.

UNIR

Cumprimentos da coluna ao Reitor Januário Amaral, pela forma correta com que a instituição se pautou para evitar tumultos e “recursos” contra a realização do Exame Vestibular.
A imprensa teve seu trabalho facilitado, também.
Cumprimentos extensivos ao pessoal do setor de controle desses exames na referida instituição.
A parceria com a Universidade Federal do Mato Grosso parece ter sido uma boa experiência. Salvo sobre a forma como cada vestibulando deveria ter sido orientado para calcular suas notas e, assim saber das possibilidades de aprovação. A metodologia, se nos parece, deve ser corrigida para melhor, principalmente, na tabulação da pontuação obtida por cada um. Esse foi o único problema que se notou no vestibular da Unir. Porém foi contornado com rapidez e precisão.
Valendo lembrar que os que foram aprovados devem fazer suas matrículas nos dias 7 e 8 do mês de fevereiro. Após o que, serão convocados a fazê-lo os que ficaram para a segunda chamada.

“HISTÓRICOS” Vs. FERNANDO PRADO (1)

O senador Valdir Raupp (presidente estadual do PMDB-RO) continua trabalhando muito para “apagar” algumas fogueiras de vaidades que estariam ocorrendo no âmbito do Diretório Municipal de Porto Velho.
Seguinte: alguns “vultos históricos” do PMDB da Capital, aparentemente liderados por Neirival Pedraça, acreditam na possibilidade do partido ter candidato próprio à disputa da prefeitura nas eleições deste ano.
Só que, preocupado com a unidade e fortalecimento do partido, Valdir Raupp vem “costurando” uma parceria política com o PT que sonha reeleger Roberto Sobrinho.

“HISTÓRICOS” Vs. FERNANDO PRADO (2)
Para os descontentes, o PMDB não deve ser visto ou tratado como “um balcão de negócios” face à sua estrutura e grandeza política. E, principalmente, porque parecem não ter “engolido” a eleição de FERNANDO PRADO para o cargo de presidente do Diretório Municipal. E muito menos que o seu nome seja cogitado para uma possível indicação do partido, como candidato a prefeito. Se isso vier a acontecer.

“HISTÓRICOS” Vs. FERNANDO PRADO (3)

Só que nessa “pendenga” toda é imperativo observar que, Fernando Prado chegou a onde chegou, dentro do PMDB, sob as bênçãos do influente e poderoso senador Valdir Raupp que, dentre outras coisas, tornou-se celebridade entre as figuras de maior proeminência da legenda a nível nacional, a ponto de ser líder da maioria no Senado.
Outra coisa: Raupp vem unindo e fortalecendo o PMDB nos 52 municípios rondonienses. Isso é perceptível. E, certamente, deve ter percebido que por “arengas e futilidades” internas (em alguns municípios), o PMDB há muito vinha perdendo espaços no cenário político. Na Capital isso é fato notório. Embora se registre a presença de bons nomes para representar a sigla em embates eleitorais, mas não com a possibilidade de derrotar pretensos adversários como o prefeito Roberto Sobrinho e Lindomar Garçon que conta com o apoio do governado Ivo Cassol e deverá tê-lo em seu palanque.

“HISTÓRICOS” Vs. FERNANDO PRADO (4)

Daí aos questionamento: o que é que os “históricos” do PMDB de Porto Velho querem?
Que planos e projetos podem apresentar para os demais filiados em termos de virem a ter a sonhada possibilidade de vitória numa campanha isolada?
Quem seria o nome que estariam guardando no bolso do colete?
E mais: por que tentaram apear do cargo o presidente Fernando Prado, sem contar com o apoio do senador Valdir Raupp para isso?
São perguntas que precisam ser respondidas.
Até porque, Prado continua presidente do Diretório Municipal do PMDB e pelo andar da carruagem continuará apoiado por Raupp.
É como dizem os “especialistas”: isso é coisa de política.
Uma coisa é certa. Os tempos mudaram. O PMDB de Jerônimo Santana não existe mais. As bandeiras de lutas agora são outras. Mais modernas. Mais atualizadas. Levantadas sob as luzes da ética e do ideário que tornou o PMDB no maior partido político deste País.
Em Rondônia isso não poderia se diferente. Ou poderia?
Vamos aguardar, para ver no que tudo isso vai dar.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions