Rondônia, quinta-feira, 23 de novembro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sexta, 14 de Março de 2008 - 18h32

NA BOCA DO POVO - POR WALMIR MIRANDA

WALMIR MIRANDA


CLASSE PRODUTIVA ESTÁ SENDO PREJUDICADA (1)Tem toda razão o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Neodi Oliveira, em levantar sua voz para denunciar que a classe dos empresários proprietários de serrarias não pode continuar a ser massacrada em nome da ostentada moralidade que o Governo Federal apregoa quanto à questão ambiental na Amazônia, ou seja, a devastação da floresta e ao seu ecossistema.

CLASSE PRODUTIVA ESTÁ SENDO PREJUDICADA (2)

Para Neodi Oliveira: “não se pode querer punir a todos os profissionais que atuam legalmente nessa área, só por causa de uma meia dúzia de pessoas que, se misturam à mesma, desrespeitando a Lei e às instituições de proteção ambiental. Isso é um absurdo, porque agindo dessa forma, se prejudica, também, a economia do Estado de Rondônia, além de deixar ao desemprego e, também, em situação desesperadora milhares de pais e mães de família”.

CLASSE PRODUTIVA ESTÁ SENDO PREJUDICADA (3)

Em recente evento na Assembléia Legislativa, o presidente do referido poder foi taxativo ao afirmar: “não será com repressão, metralhadoras, pistolas e fuzis que se combaterá, de forma eficaz, o desmatamento na Amazônia, e sim, com projetos sociais adequados, principalmente os de caráter educativo, para esclarecer a todos sobre os porquês de se evitar causar danos á natureza. Só dessa maneira se conseguirá os objetivos almejados, sem prejudicar o Estado e considerável parte dos trabalhadores de sua população. Isso, no nosso entender poder ser feito pelo governo federal, estadual e pelas prefeituras municipais”.
E, nisso Neodi Oliveira está certíssimo. Resta, portanto, que as forças vivas da sociedade rondoniense encampem esse corajoso posicionamento em defesa dos interesses de Rondônia e sua população.

IVO CASSOL (1)

O governador Ivo Cassol, também mostrou sua indignação com o que está havendo em Rondônia em termos de fiscalização rigorosa contra os donos de serrarias e madeireiros. “Quem infringir a Lei deve ser punido, sim. Mas quem está trabalhando dentro do que a Lei manda deve ter o direito de produzir para ajudar o Estado a crescer e se consolidar. É isso que queremos. Por isso, exigimos respeito à população de Rondônia. Não somos coniventes com a devastação do meio ambiente. Acreditamos que ninguém quer isso, também. É bom lembrar que, em todas as categorias existem os bons e os maus. Portanto, não é justo que os bons madeireiros, que trabalham e geram empregos, paguem pelos que trabalham na ilegalidade. De nosso ponto de vista, a Força Nacional deveria estar na faixa de fronteira para proibir a entrada de cocaína. Portanto, não é preciso de todo esse aparato para multar gente honesta”.

IVO CASSOL (2)

O chefe do executivo rondoniense também voltou suas “baterias” contra a ministra do Meio Ambiente, a senadora acreana, Marina Silva. Disse Cassol: “desde o início de meu governo a ministra nunca me telefonou. Não tem nenhum projeto para Rondônia. Não tem diálogo conosco e ainda divulga dados errados culpando Rondônia pelo desmatamento da Amazônia”.

IVO CASSOL (3)

E referindo-se aos entes federais que atuam na fiscalização do setor de meio ambiente, principalmente o IBAMA, Ivo Cassol, tascou: “eu fui madeireiro e saí desse ramo porque cansei de ser achacado por fiscais”.
Teve gente presente ao evento na Assembléia Legislativa que engoliu em seco as duras palavras do governador. Outros fizeram “beicinho”, mas tiveram de “amargar” as verdades corajosamente ditas pelo governador de Rondônia.

CADÊ OS TÚNEIS, PASSARELAS E VIADUTOS?

A população de Porto Velho continua se perguntando: cadê os túneis, as passarelas e os viadutos, para minimizar o número de acidentes e mortos nos trechos urbanos cortados pela BR-364?
Segundo consta, até o prefeito Roberto Sobrinho (PT) já foi a Brasília, atrás de recursos para essas obras. Mas tudo ainda está no terreno das articulações ou no papel. Enquanto isso, a realidade cruel continua: os cidadãos e cidadãs porto-velhenses continuam sendo vítimas do trânsito assassino que permeia as marginais dessa Rodovia Federal, dentro da Capital do Estado de Rondônia. Isso é uma vergonha.
TRISTE EXEMPLO

A comunidade acadêmica da Capital está acompanhando com muita atenção a decisão judicial que determinou, ou seja, condenou uma Instituição de Ensino Superior da iniciativa privada, em Porto Velho, a pagar R$ 5.000,00 (cinco mil reais), por danos morais, para uma aluna, face à mesma ter sido “desrespeitada e humilhada” em sala de aula por uma professora.
A aluna recorreu em defesa de seus direitos e ganhou. A professora e a instituição, agora, se deparam com os rigores da Lei.
Eis um triste exemplo de “educadores e educadoras” que pensam estar acima do bem e do mal, quando em sala de aula. E as coisas não são bem assim.
Vamos torcer para que fatos semelhantes não mais se repitam, pois uma Instituição de Ensino Superior não pode passar por constrangimentos dessa natureza. E muito menos seus (as) alunos (as).
Salvo outro entendimento.

OUTROESCÂNDALO NACIONAL

Pois é.
Rondônia voltou às manchetes nacionais esta semana, novamente. Desta feita, mediante a ação da Polícia Federal que cumpriu mandados de busca e apreensão contra a EUCATUR – Empresa União Cascavel e Turismo, em Porto Velho, Manaus e Maringá-PR.
Motivo: a Eucatur está sendo acusada de ter fraudado empréstimo no valor de R$ 20 milhões, através de grana liberada pelo Banco da Amazônia S/A – BASA. O dinheiro seria para a compra de ônibus.
Foram indiciados pela Polícia Federal os sócios da empresa: Acir Gurgacz, Ana Gurgacz, Algacir Gurgacz e Assis Gurgacz, acusados de crimes por lavagem de dinheiro e contra o sistema financeiro nacional.
Segundo a Polícia Federal, já estaria confirmado o desvio de pelo menos R$ 2 a três milhões referentes aquele empréstimo.

UNIR Vs. BOAS NOTÍCIAS

O Reitor da Unir, Januário Oliveira e a Diretoria da Fundação Rio Madeira receberam no decorrer desta semana duas excelentes notícias.
A primeira refere-se assinatura do convênio com o Governo Federal para a execução do Projeto REUNI, através do qual a instituição receberá R$ 53 milhões, para investimentos nos anos de 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012.
A segunda: a Unir, através da Fundação Rio Mar, recebeu sinal verde da Petrobrás para a liberação de recursos da ordem de R$ 1.063.000,00 (um milhão e sessenta e três mil reais), que serão aplicados na implantação do Curso de Artes Cênicas e na construção do Teatro Universitário no Campus de Porto Velho.
Duas grandes conquistas da administração de Januário Oliveira, inegavelmente, em prol da comunidade acadêmica rondoniense, particularmente da própria UNIR.

CALDEIRÃO POLÍTICO

A eleição para prefeito de Porto Velho, em outubro próximo será muito diferente dos pleitos anteriores. Podem ter certeza disso. É que o advento das hidrelétricas do Madeira (Jirau e Santo Antônio) fará com que muita gente graúda, endinheirada e de influência política no País aporte seus interesses por aqui, sim.
Portanto, os “pré-candidatos tupiniquins ao “Paço Municipal Tancredo Neves” devem “ficar espertos”.
O sucesso de cada um deles deverá passar, inegavelmente, pelas “alianças” políticas que já estão sendo costuradas pelos “mandarins” das muitas siglas partidárias existentes no Estado.
Afinal de contas a eleição municipal será o “aperitivo” para a sucessão governamental de 2010.
Já tem gente com a “bunda coçando”, e sonhando ocupar a cadeira de Ivo Cassol. Mas até lá existe uma longa caminhada.
Alguém duvida disso?

VISIONÁRIO INFANTIL

Um pré-candidato a prefeito de Porto Velho está cometendo erros crassos na estratégia de colocar sua “futura campanha” nas ruas (se é que vai ser candidato mesmo).
Seguinte: achando que todo mundo é bobo, a “figura” diz que já estaria no segundo turno (possivelmente com Roberto Sobrinho, do PT, e que, aí ganharia com os pés nas costas). Será?
Vamos falar dessa inusitada figura e suas peripécias, brevemente. Aguardem.

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!
******************************************

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions