Rondônia, segunda-feira, 20 de novembro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 19 de Abril de 2008 - 11h54

Na Boca do Povo - por Walmir Miranda

Walmir Miranda


PROSTITUIÇÃO INFANTILO problema da prostituição infantil é sério e dos mais graves. Mas é preciso ser combatido por todos os meios possíveis, ou seja, pelas autoridades dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo em suas mais diversas formas de ação. Em Porto Velho a situação parece estar se agravando mais e mais. Quem passa de dia ou à noite por setores da cidade como “Cái Nágua”, “Praça Madeira Mamoré”, “Estação Rodoviária” e “Trevo do Roque” poderá constatar a presença de garotinhas e garotinhos com idade entre 10 a 12 anos, à mercê de adultos inescrupulosos. Essas crianças praticamente se oferecem para fazer “programas” sexuais ou atos de libidinagem por quantias ínfimas, só para poderem “matar a fome” ou levar algum dinheiro para ajudar nas despesas de suas famílias.
Os governos federal, estadual e municipal estão falhando no papel que lhes cabe para dizimar esse mal terrível que está crescendo e assolando a sociedade porto-velhense. Há informações que a prostituição infantil também está grassando no interior do Estado.
Já a prostituição de adolescentes e de adultos (moças e rapazes) está escancarada. Só não ver quem não quer.
Isso é uma vergonha.

TANSPORTE COLETIVO

A população que utiliza transporte coletivo em Porto Velho está cobrando a quem de direito, providências no sentido de que se faça uma fiscalização mais rigorosa nas empresas que atuam no setor. Se isso for feito, alegam os usuários, se perceberá que, em certos horários, principalmente à noite, os coletivos demoram mais de trinta minutos para passar e dar atendimento aos mesmos.
Outra reclamação dos usuários: faltam abrigos em centenas de paradas de ônibus. Isso deixa as pessoas expostas ora ao sol, ora a chuva. Sem falar no poeiral que está chegando com a proximidade do período de verão. E este, já está batendo às portas.
Em tempo: Porto Velho tem uma das mais elevadas tarifas (preço da passagem) de ônibus coletivos dentre as demais capitais brasileiras.
Bem que o prefeito Roberto Sobrinho (PT), que sonha em se reeleger podia ir ver essa situação vergonhosa de perto. Não custa tentar.

FUNDAÇÃO RIO MADEIRA

A Fundação Rio Madeira – RIOMAR – foi criada em maio de 1995, com o objetivo maior de prestar apoio à Universidade Federal de Rondônia (UNIR), especialmente quanto às atividades de ensino, pesquisa e extensão, bem como, serviços de desenvolvimento científico e tecnológico de interesse desta e de outras instituições de ensino superior.
Vale destacar que, atualmente, a Fundação Riomar dispõe de uma moderna estrutura, com sistemas de informática interligados em rede, parque gráfico, sede própria, e profissionais qualificados. Esse suporte lhe permite realizar Exames Vestibulares, Concursos Públicos, Cursos de Pós-Graduação “Lato Sensu” e “Stricto Sensu”, cursos de capacitação profissional, e de desenvolvimento de projetos em muitas áreas do conhecimento.
A Riomar fica à Rua Duque de Caxias, 1323 (centro). Fones: (69) 2182-2537, 2182-2555 e 3217-2540. Site – www.riomar.br. Tem como sua diretora-presidente a competente professora/MS. - Maria José Ribeiro de Souza.

JANUÁRIO AMARAL

O reitor da Universidade Federal de Rondônia, Dr. Januário Amaral, vem recebendo agradecimentos de integrantes dos vários segmentos daquela instituição por ter extinguido a cobrança da TAXA DE EXPEDIÇÃO DE DIPLOMAS na referida IFES. A medida foi definida através de ATO “AD REFERENDO”. Essa taxa fora criada pela administração anterior e, há muito, era alvo de reclamações dos universitários. “Isso representa mais um ponto de economia para os estudantes, principalmente, para aqueles de menor poder aquisitivo”, disse o reitor. Também confirmou que, em breve será iníciada a construção do “Teatro Universitário da Unir em Porto Velho”. A verba destinada a obra foi obtida através de um convênio firmado com a Petrobrás. É possível vislumbrar que, a Unir também implantará o Curso Superior de Teatro.

SINDEPROF Vs. ROBERTO SOBRINHO

Para a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Porto Velho (SINDEPROF), Ellis Regina Batista Leal, “a administração do prefeito Roberto Sobrinho (PT), encontro uma forma para tentar “asfixiar” o nosso sindicato: está repassando somente a metade do valor, mensal, dos descontos feitos em consignação, em folha de pagamento, ou seja, SE AS CONSIGNAÇÕES (para compras em supermercados, farmácias, livrarias, etc), somarem R$ 100.000,00 a prefeitura só repassa ao SINDEPROF R$ 50.000,00. Com isso os credores do Sindicato ficam sem receber o valor total do que venderam aos trabalhadores municipais no mês trabalhado. A prioridade da prefeitura, agora, seria para descontar as prestações dos EMPRÉSTIMOS concedidos aos servidores junto a financeira CREDITAR, que foi autorizada/credenciada pelo Prefeito. Graças a isso, milhares de servidores estão endividados e passando por inúmeras dificuldades. Apesar disso, o prefeito sonha ser reeleito este ano. Só que a indignação e a revolta dos servidores contra ele é muito grande. E o Sindeprof sobreviverá a tudo isso, com certeza”, disse Ellis Regina.

GARÇOM Vs ROBERTO SOBRINHO

A polarização está se tornando maior a cada dia que passa. Tem quem diga que o prefeito petista já não estaria dormindo tão “sossegado” como antes, quando se dizia que sua reeleição seria algo fácil, fácil.
Garçom, com o apoio de Ivo Cassol vem crescendo na opinião do público. E aqui e ali anuncia ações de seu trabalho parlamentar em Brasília. Nas realizações do Estado sempre aparece ao lado do governador e, isso todos estão percebendo.
Assim, pelo andar da carruagem, apesar das obras anunciadas e da propaganda intensa na televisão, os munícipes porto-velhenses parecem estar com as “barbas de molho” em relação a Roberto Sobrinho.
O embate promete “esquentar” nos próximos meses.

PRÉ-CANDIDATOS

O PPS continua com o propósito de lançar o Dr. Amado Rahal (diretor geral do Hospital de Base) como candidato a prefeito de Porto Velho, em razão de sua larga folha de serviços prestados ao Estado, principalmente, a Capital do Estado.
Outro que tem mostrado decisão d disputar a prefeitura é o ex-vereador David Chiquilito, pelo PC do B.
Já o professor universitário Adilson Siqueira, vem propagando junto aos seus familiares, amigos e correligionários que poderá ser o nome do PSoL, à sucessão do petista Roberto Sobrinho.
Outro que se diz pré-candidato à prefeitura da Capital é o médico Alexandre Brito. Apesar dos processos que enfrenta na Justiça, além de outros procedimentos investigatórios no âmbito do Conselho Regional de Medicina (CRM-RO), por supostos erros médicos.
MUDANÇAS OCORRIDAS NO STAF ESTADUAL

Muitos leitores nos pediram para republicar as mudanças ocorridas no staf do Executivo Estadual, em decorrência de possíveis candidaturas no pleito municipal deste ano, mais propriamente, no dia 05 de outubro vindouro.
Dessa forma, e para não incorrer em desrespeito a Legislação Eleitoral, o governador Ivo Cassol empossou no dia 03 deste mês: Carlos Alberto Canoza (Casa Civil), em substituição a Juarez Jardim, que disputará a prefeitura de Ji-Paraná. Canoza, portanto, acumula o cargo de Coordenador Geral de Apoio à Governadoria; O Chefe-Adjunto da Casa Civil, Carlos Magno, também deixou o cargo (que permanece vago) para disputar a prefeitura de Ouro Preto do Oeste; Augustinho Pastore que era o Secretario Estadual de Meio Ambiente (Sedam) assumiu o IDARON, em lugar de Lourival Amorim (que irá concorrer a prefeitura de Ariquemes); Cletho Muniz (conhecido como Brito do Incra), assumiu a SEDAM; para a SUPEL foi nomeado Aparecido Ferreira Soares, em substituição a Adílson Júlio Pereira. No Detran, assumiu Elenilson Eller, em substituição ao delegado de Polícia Civil, Eduardo Vanderson.
Foram essas, portanto, as mudanças feitas no Poder Executivo estadual.

TREVO DO ROQUE

Uma verdadeira tábua de pirulitos. É assim que se encontra o denominado “Trevo do Roque”, na bifurcação da BR-364, sentido Porto Velho / Cuiabá, Porto Velho / Rio Branco (AC) e Porto Velho /
Manaus.
Se não forem feitos trabalhos de recuperação (recapeamento asfáltico e sinalização), em caráter de urgência, o local poderá se tornar intransitável (para veículos e para as pessoas).
Enquanto isso, veículos estão sendo danificados pela buraqueira, os acidentes vão multiplicando-se. E as mutilações e mortes, também.
Dura, cruel e vergonhosa realidade, no coração urbano de uma Capital de Estado.

INSATISFAÇÃO

É visível a insatisfação dos servidores públicos estaduais com os salários que estão sendo pagos pelo Governo. Para esses servidores o Executivo precisa encontrar uma forma de conceder-lhes reajuste compatível com os índices inflacionários dos últimos oito anos. É preciso, sobre modo, que se leve em consideração o aumento do custo de vida no Estado pelas constantes altas de produtos alimentícios, combustíveis, remédios, roupas, transportes, energia elétrica, telefone, dentre outros.
A insatisfação também é grande em relação aos valores de diárias que são pagas aos servidores que não possuem gratificações ou CDS, que são pagos quando de serviços a serem executados, dentro e fora do Estado.
Dizem os servidores que, internamente, o Governo paga diárias de R$ 70,00 (setenta reais), que são absolutamente insuficientes para custeio de hospedagem, alimentação e transporte. Porém, os “Chefes” recebem valores muito mais elevados (na concessão de suas diárias), razão pela qual não têm nada a reclamar.
Se nos parece que a situação merece ser analisada com mais atenção por quem de direito. Ou não ?

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!
******************************************


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions