Rondônia, sexta-feira, 20 de julho de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 26 de Julho de 2008 - 11h45

Na Boca do Povo - Por Walmir Miranda

Walmir Miranda




Por: Walmir Miranda

SÉRGIO WILLIAM
O corajoso e competente juiz titular da Vara de Execuções Penais da Comarca de Porto Velho, Sérgio William, determinou a interdição do Presídio Feminino da Capital. Uma das razões do magistrado para a aplicação da medida é o fato de que, o referido presídio tem capacidade para abrigar 79 prisioneiras, mas atualmente abriga 213. A interdição ocorrerá até que o poder público tome as providências que têm de ser tomadas, como manda Lei e, principalmente, para tirar o referido presídio da condição de “cortiço humano”, sem a menor possibilidade de contribuir para a recuperação das prisioneiras, ali recolhidas a mando da Justiça. O magistrado advertiu que, a Penitenciária “Urso Branco”, se não passar por melhorias também poderá ser interditada. A secretaria estadual de Justiça é o órgão responsável pela administração do setor.

LIXO

A população paga a taxa de lixo, mas está tendo um serviço ineficaz, cheio de falhas, que deixa a desejar. As reclamações surgem de toda parte contra a empresa encarregada de fazer a coleta do lixo urbano de Porto Velho. Aliás, essa empresa ganhou a concorrência que lhe permite receber da prefeitura polpudas quantias financeiras mensalmente, pelo prazo de 20 anos. Lixo pelas ruas centrais e periféricas da Capital é uma constante atraindo ratos, baratas, animais peçonhentos e urubus. Com isso grassam as doenças, que fazem com que postos médicos, clínicas e hospitais estejam sempre com os seus leitos lotados de pacientes (adultos e crianças). Isso é uma vergonha.

PROSTITUIÇÃO INFANTIL

Esse terrível mal que assola a sociedade continua se alastrando na cidade de Porto Velho, principalmente em áreas como: Porto do Cái Nágua, Trevo do Roque, Praça Madeira Mamoré, Av. Carlos Gomes, Av. Jatuarana, dentre outras. São mocinhas, a maioria das quais ainda com pequenos mamilos, a se insinuarem aos “transeuntes” para a prática de “programas sexuais”, por preços que variam desde um sanduíche com guaraná até R$ 30,00 ou R$ 40,00.
A situação é de penúria, porque essas menininhas dizem que precisam “trabalhar” para ajudar nas despesas de suas famílias. A maioria diz, também, que seus pais estão desempregados e que a família está passando por necessidades.
Algumas são lindas. É aí que mora o perigo, porque tem transeunte que não resiste “a tentação” e finda aceitando fazer os “tais programas”. Só tem uma coisa: se a polícia pegar o transeunte vai acabar na prisão, onde também acaba virando “esposa” de algum prisioneiro de Justiça. É a ”lei do cão”, como dizem os detentos.

“COMÉRCIO DE DROGAS”

As corporações de segurança pública precisam fazer um “arrastão” na área da Praça Madeira Mamoré, principalmente, às cercanias dos barquinhos de passeios turísticos. Os traficantes e vendedores de drogas (cocaína e maconha) estão agindo em plena luz dia naquele local. Na verdade, esses bandidos fazem de tudo para desencaminhar pessoas que ali comparecem para se distrair e curtir as belezas das águas caudalosas do rio Madeira, principalmente, ao cair da tarde. Os cigarros de maconha e os pacotinhos de merla (cocaína), segundo denúncias chegadas ao colunista de “Na Boca do Povo”, estão sendo vendidos por R$ 10,00 (dez reais).
Essa situação depõe contra um dos poucos locais públicos, gratuitos, onde os cidadãos de bem de Porto Velho e turistas podem curtir os históricos traços da lendária ferrovia Madeira Mamoré.
Espera-se, portanto, que os canais competentes tomem as medidas que se fazem necessárias para evitar esse comércio maldito, que tantas vidas têm arrastado para o caminho do vício, que quase sempre não tem volta.

CADÊ AS PASSARELAS E OS VIADUTOS?

É o que a população da Capital está se perguntando, em relação aos tantos e tantos trechos urbanos cortados pela BR-364, no sentido das cidades de Cuiabá, Rio Branco e Manaus. São mais de 20 bairros populosos que sofrem com o tráfego intenso de caminhões, carretas, automóveis, motocicletas e bicicletas, além do trânsito de pedestres.
Face à ausência de passarelas, viadutos e túneis, quase que diariamente se registram acidentes graves, inclusive com vítimas fatais, em Porto Velho.
Não dá mais para deixar a Capital sem pelo menos três passarelas e igual número de túneis ou viadutos, vez que, a tendência é aumentar o número de veículos automotores e, também, de habitantes. Quer dizer, sem essa providência, acidentes e mortes continuarão ocorrendo, causando enormes prejuízos financeiros aos proprietários de veículos e enlutando lares. Não é por demais dizer que, a Capital rondoniense já tem uma população superior a 350.000 habitantes, e uma frota de veículos superior a 100.000 unidades, além de mais de 150.000 bicicletas.
Até agora, os candidatos a prefeito e a vereador pouco ou nada têm falado sobre esse importante assunto para a coletividade.

INDAGAÇÃO

Você votaria em algum candidato a prefeito ou a vereador que estivesse sendo acusado de supostos crimes como: homicídio, malversação do dinheiro público, lesão corporal, improbidade administrativa, falsidade ideológica, corrupção, dentre outros?
Lembre-se: no dia 05 de outubro você terá oportunidade de fazer isso ou não. Vai depender da sua consciência, para depois não passar quatro anos chorando “sobre o leite derramado”.

UNIR 1

Na manhã dessa sexta-feira (25), no auditório da Unir Centro, o reitor da instituição Januário Oliveira empossou 37 (trinta e sete) servidores técnico-administrativos, que haviam sido aprovados no concurso público realizado em 18/05/2008, nas áreas de: Técnico em Assuntos Educacionais, Administrador, Tecnologia da Informação, Assistente Social, Bibliotecário, Secretária Executiva e, Técnico de Laboratório.
Para Januário: “o evento é de singular importância, vez que, tais contratações irão desafogar em muito os trabalhos em diversos setores das Pró-reitorias, Departamentos, áreas administrativas e, laboratórios da Universidade Federal de Rondônia. Convindo destacar que, a Unir conta atualmente com 39 (trinta e nove) cursos dentre graduação, especialização, mestrado e doutorado, nos Campus de Porto Velho, Guajará Mirim, Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena, nos quais estudam mais de oito mil acadêmicos, com um quadro docente composto por apenas 403 profissionais.”

UNIR 2

O reitor Januário Oliveira também confirmou à coluna “Na Boca do Povo”, que em 2009 “serão iniciados os cursos de Engenharia Civil, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Pesca, Arqueologia, Filosofia, Engenharia Florestal (Rolim de Moura), Pedagogia (Ariquemes), Estatística (Ji-Paraná) e Licenciatura Intercultural (para indígenas). O próximo Edital de Vestibular/Unir trará o número de vagas desses cursos, tanto para a Capital, como para o interior do Estado”.
Portanto, claro está que a Unir vem se consolidando a passos largos, apesar dos contratempos que, de quando em vez ocorrem, por divergências ideológicas e, até de caráter político-partidário, posto que, a instituição é um pólo catalisador e irradiador de conhecimentos à sociedade rondoniense.

ACREDITE SE QUISER

Deu na Internet. Um levantamento realizado em 21 países constatou que o Brasil possui a terceira população jovem mais religiosa do mundo. Segundo pesquisou um instituto alemão, 65% dos jovens brasileiros (de 16 a 25 anos) são considerados profundamente religiosos.

ESGOTO INFERNAL

Por falta de providências da Prefeitura Municipal há meses a comunidade do “Bairro Lagoinha”, mais propriamente entre as ruas Raimundo Cantuária e Caucáia, se encontram sujeitos a toda sorte de doenças, em razão de uma imensa vala, que está transformada em esgoto a céu aberto. O dia inteiro a fedentina é insuportável, chegando a causar náuseas nos transeuntes. Idosos e crianças são os que mais sofrem com mais esse descaso do poder público. Lamentavelmente.
Isso é uma vergonha.

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!
***********************************************************************

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions