Rondônia, domingo, 19 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 20 de Setembro de 2008 - 12h55

NA BOCA DO POVO - POR WALMIR MIRANDA

POR WALMIR MIRANDA


ELEIÇÕES MUNICIPAIS NA RETA FINAL

Está se aproximando o instante em que os eleitores “farão o acerto de contas” com os políticos, diante das urnas do Tribunal Regional Eleitoral, no dia 05 de outubro vindouro.
Certamente que os políticos de “ficha suja” terão menos chance de obter mandato eletivo, porque os munícipes se mostram dispostos a fazer uma “depuração” entre o joio e o trigo, de forma a garantir um futuro melhor para o município de Porto Velho.

Pelo menos é isso que se escuta nos quatro cantos do município, e até mesmo nos Distritos mais distantes de Porto Velho, ao longo da BR-364 e do Baixo-Madeira.
Tudo indica que as 16 cadeiras da Câmara Municipal de Porto Velho sofrerão mudanças substanciais. Certamente que algumas “figurinhas carimbadas” poderiam ser “defenestradas” da seara política tupiniquim, já que pouco ou nada fizeram (de bom) pelo município e sua população. É só uma questão de tempo, dizem os eleitores.

Quanto a se saber quem poderá vencer o pleito para prefeito, se depender de pesquisas, o petista Roberto Sobrinho reúne possibilidades para se reeleger, sobre modo, pelas grandes somas financeiras que foram disponibilizadas pelo governo federal para Porto Velho, através do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). E graças ao que estão sendo realizadas pequenas e médias obras na Capital rondoniense. Sendo que a grande maioria delas se encontra inacabada.
Em relação à possibilidade de haver segundo turno esta não pode ser descartada.

Porém, para isso ocorrer será necessário um pouco mais de convencimento aos eleitores por parte dos candidatos: Mauro Nazif (PSB), David Chiquilito (PC do B), Hamilton Casara (PSDB), Alexandre Brito (PTC), Adílson Siqueira (PSOL) e Lindomar Garçom (PV).

Por enquanto, os melhores marketings (segundo os eleitores comentam) são dos candidatos: Roberto Sobrinho (PT), Garçom (PV) e David Chiquilito (PC do B). Este último vem surpreendendo pela forma simples com que está procurando cativar o eleitorado a lhe dar a oportunidade de administrar a Capital do Estado, onde seu saudoso genitor (Chiquilito Erse) foi prefeito por duas vezes. Entretanto, precisa falar menos do pai e mostrar mais confiança em si mesmo.

GARÇON GANHA APOIO DE CASSOL NA TV

Os cabos eleitorais e correligionários do candidato Lindomar Garçom estavam achando muito estranho que o governador Cassol não tivesse aparecido na “telinha”, no horário eleitoral, para pedir votos ao candidato do PV, no caso, o próprio Garçom.

Agora estão mais tranqüilos. O governador está fazendo “aparições” no horário eleitoral pedindo votos para Garçom, o que deita por terra os supostos rumores de que o candidato do Partido Verde teria perdido o seu apoio. As chances de Garçom, portanto, aumentaram.

LULA PEDE APOIO PARA SOBRINHO

Enquanto isso, o presidente Lula aparece pedindo apoio e votos para Roberto Sobrinho (PT). Lula também fez isso no pleito anterior. Lembram?

MINISTRO PEDE POR CANDIDATO DO PC do B

O ministro dos esportes e uma candidata a prefeita, por Porto Alegre – RS, também estão pedindo votos para David Chiquilito.

LUIZA HELENA

Já o candidato pelo PSOL, Adilson Siqueira está contando com as recomendações da ex-senadora da República, Luiza Helena, que em suas falas, no horário eleitoral, o classifica de honesto, ético, trabalhador e pessoa séria.

ESTARIAM ABANDONADOS?

Os outros concorrentes a Prefeitura de Porto Velho (Nazif, Alexandre e Casara) parecem “abandonados” por suas executivas nacionais e figuras políticas mais importantes a partir do Congresso Nacional. Pior: suas assessorias deixam que textos chatos e “choraminguentos” fiquem se repetindo exaustivamente na TV, irritando os telespectadores.

“FATO NOVO” ALTAMENTE NEGATIVO

Autêntica “pérola vernacular escatológica” foi colocada no ar no horário eleitoral há poucos dias atrás.

Um candidato tascou aos olhos e ouvidos dos telespectadores: “PORTO VELHO NÃO PRECISA DE “SOBRINHO” E SIM DE UM PAI...”

Pegou pesado e muito mal.

Os comentários a respeito disso são os piores possíveis, porque soou como espécie de preconceito contra o sobre nome de outro candidato.

São coisas como essas que empurram qualquer candidato para o fundo do poço. Ligeirinho, ligeirinho, ligeirinho!

ÉDSON SILVEIRA

A imprensa da Capital noticiou que o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia “detonou” a candidatura a vereador em Porto Velho, de Edson Silveira (PT), em razão de um panfleto contendo informações sobre obras realizadas pela prefeitura da Capital, da qual até poucos dias atrás ele era Secretário de Obras.
Edson recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral na tentativa de reverter à situação. E até que seja divulgado o resultado desse recurso mantém sua candidatura em Porto Velho, que, aliás, apresenta boa receptividade junto aos munícipes.

SANDRA MORAES

Outra que sentiu os rigores da Justiça Eleitoral esta semana foi a vereadora Sandra Moraes, que busca a reeleição. Em um determinado local teriam sido encontrados supostos indícios de abuso de poder econômico (notas para fornecimento da gasolina).

Ainda não se sabe se Sandra terá ou não sua candidatura cassada pelo TRE-RO.

ELEIÇÃO NO CRA/AC-RO

Será no dia 15 de outubro à eleição da nova Diretoria do Conselho Regional de Administração/AC-RO. A confirmação é do administrador NIVERGÍLIO COSTA PEREIRA, presidente em exercício desta entidade e que, integra a CHAPA-2, concorrendo a indicação para o Conselho Federal do CRA.
Com um currículo digno de elogios e atuação profissional permeada de experiências altamente válidas na área da Administração, Nivergílio considera que “o tripé das propostas de trabalho da CHAPA-2: Fiscalização; Educação Continuada; e Visibilidade do Conselho; estão inseridas as finalidades da entidade e, também, em defesa da valorização de seus integrantes. Detalhe: a eleição será do tipo ON-LINE. Isso permitirá que cada associado, esteja onde estiver, possa participar do pleito. Bastando para isso utilizar um computador”.

CALDEIRÃO POLÍTICO (1)

Não podia ser diferente. A situação ora vivida pelo senador Expedito Júnior (PR-RO), continua sendo das mais delicadas.
Cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, sob a acusação de suposta compra de votos, num também suposto esquema que teria por objetivo beneficiar não apenas ele, mas outras pessoas de seu círculo familiar nas eleições de 2006, o senador Expedito Júnior teve a situação agravada pela aceitação de sua cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que acatou os termos da condenação imposta TRE-RO e, também rejeitou o recurso que lhe foi apresentado pelo senador.

CALDEIRÃO POLÍTICO (2)

Verdadeiro imbróglio, portanto. Expedito Júnior sabe disso. Mesmo porque, o TSE negou provimento ao recurso que ele apresentou na referida instância superior da própria Justiça Eleitoral. Pior: o TSE pediu o seu imediato afastamento da cadeira que ora ocupa no Senado Federal. Isso fez com que o senador do PR-RO, impetrasse outro recurso, desta feita junto ao Supremo Tribunal Federal, para que possa permanecer no cargo, pelo menos até o julgamento do mérito da ação inicial, cujo autor é o empresário Acir Gurgacz (PDT-RO).

Como a população rondoniense é sabedora, se Expedito vier a perder a vaga, quem irá ocupá-la será Acir Gurgacz, um dos poderosos donos da Empresa Eucatur e, também, suplente de senador. Existem quase duzentos (200) processos na Justiça envolvendo o nome dele, como já foi amplamente divulgado por setores da imprensa.

CALDEIRÃO POLÍTICO (3)

Por outro lado, embora o Tribunal Superior Eleitoral tenha recomendado o imediato afastamento de Expedito do cargo, o Senado Federal já asseverou que ele (Expedito Júnior) terá direito ao contraditório e à ampla defesa de seus direitos. Significa que, pelo menos por enquanto, Acir Gurgacz terá de aguardar um pouco mais, para vir a concretizar o sonho de se tornar senador da República.

A demora poderá se tornar maior se o STF acatar o recurso impetrado por Expedito Júnior, posto que, se acha prejudicado em matéria de cunho constitucional (sobre o qual, tão somente, o Supremo delibera), na condição de a mais alta corte de Justiça do País.

CALDEIRÃO POLÍTICO (4)

Portanto, o recurso de Expedito Júnior está dependendo da decisão do STF, vez que, do ponto de vista do Superior Tribunal de Justiça (TSE) à sansão que lhe foi imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia está sacramentada, ou seja: a cassação de seu mandato.

CALDEIRÃO POLÍTICO (5)

Só que, a questão não para por aí, não.
Ocorrerão muitos desdobramentos na seara política estadual nos próximos meses. Até porque, Expedito Júnior é e continuará a ser um dos nomes fortes do círculo de influência do governador Ivo Cassol, com vistas a sucessão estadual em 2010.

O chefe do executivo rondoniense nunca escondeu isso de ninguém. E só um acidente de percurso mudará essa intenção. A amizade entre Expedito e Cassol é sólida. Que ninguém tenha dúvida disso. Mesmo porque, Expedito tem trabalhado, denodadamente, no Congresso para ajudar o Estado e sua população, através de ações que se afinam com o trabalho de Ivo Cassol.

“CARPIDEIRAS” APRESSADAS

Por outro lado, os adversários políticos do governador e do senador ameaçado de perder o mandato já estão circulando de um lado para o outro, fagueiros e sorridentes.
Estariam considerando como “favas contadas” a presumida cassação?

CACETADA

É como estão comentando a atitude do ex-prefeito de Porto Velho, Carlinhos Camurça contra a “propaganda enganosa” que vinha sendo exibida no horário eleitoral gratuito, em se tratando da Maternidade Municipal.

A tal propaganda dizia que: “Em apenas um ano e meio de administração Roberto Sobrinho havia construído e colocado para funcionar o referido nosocômio, e que ali já nasceram mais de 8.000 crianças, frutos de um novo tempo”.
Pois é. O “tiro” saiu pela culatra.

A Justiça acatou a atitude de Carlinhos Camurça e mandou Roberto Sobrinho retirar do ar aquela “propaganda eleitoral enganosa”.

Afinal de contas, quem fez o prédio da Maternidade Municipal foi Camurça, com o apoio do saudoso ex-deputado federal, Sérgio Carvalho. Lembram?

Roberto Sobrinho, portanto, não poderia ter deixado de dizer isso para a população em sua propaganda eleitoral.

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS ELEITORES !!!

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions