Rondônia, domingo, 16 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Terça, 23 de Dezembro de 2008 - 11h34

NA BOCA DO POVO - Por Walmir Miranda

Walmir Miranda


NATAL DIVINO Vs. NATAL PROFANO. EM QUAL DELES VOCÊ ESTÁ ?

Pois é.

É chegado o Natal. Festa maior a cristandade.

1 - É tempo de paz. É tempo de reflexão. É tempo de meditação entre os homens de boa vontade. E também das mulheres de boa vontade, pois sem elas nem Jesus Cristo, segundo o que Deus Pai determinou teria nascido, ou seja, se tornado o Verbo encarnado à imagem e semelhança dos seres humanos.
É o que consta do Livro Santo: a Bíblia Sagrada, o mais lido em todo o mundo, e tão pouco compreendido entre os entes humanos, tidos como os mais inteligentes e poderosos dentre tudo o que vive e se movem na face da terra.

É tempo de Natal.

Natal das confraternizações, dos eflúvios de paz, de espiritualidade e sentimento de solidariedade humana.

O Natal é tudo isso, sim.

É a lembrança do passado cristão trazida ao presente, sempre com a mesma força de anos anteriores, de séculos e séculos, como se tudo estivesse bem ali diante de nossos olhos, como a contemplar a candura do nascimento do Menino-Jesus, em uma tosca manjedoura, no interior e uma gruta, cercado de pequenos animais, sob à luz majestosa de uma estrela de beleza incomparável no firmamento dos céus, anunciando à boa nova, ou seja: a presença de Deus-Jesus na terra, para a remissão do pecados e, para servir de único caminho à Vida Eterna, para todos aqueles que acreditam que o ser humano é carne e espírito, e que um dia ressuscitará para o julgamento dos justos.

É Natal!

Natal, que com a sua magia faz despertar nos corações humanos doses generosas de amor, de paz e perdão entre a humanidade.

Um clima de alegria inexplicável se apodera as pessoas, principalmente das crianças e dos adolescentes.

As mensagens religiosas se multiplicam, como que a querer trazer os maus para o lado do bem, e a convencer os bons a que jamais deixem o lado que escolheram para melhor viver entre os seus semelhantes.

Nas igrejas e templos religiosos os cultos a Deus Pai, Filho e Espírito Santo ganham pruridos incomensuráveis, buscando despertar nas pessoas um sentimento de respeito e fraternidade que jamais deveriam deixar de existir entre os seres humanos.

Porém, o mais importante é que, no NATAL, as pessoas possam refletir sobre suas vidas. Verificar se melhoraram, estagnaram ou retroagiram no tempo em termos de: família, caráter, conhecimentos, experiências pessoais, profissionais e espirituais; se já aprenderam ou não, a desenvolver dentro de si as virtudes do AMOR e do PERDÃO, ou se permanecem cheias de amargor, envenenando com fel suas próprias almas em razão das incompreensões mundanas (aquelas que são causadas pelo ódio gratuito de quantos estão longe de perceber que praticando o mal contra seus semelhantes jamais serão felizes). Posto que, ninguém é “uma ilha”, ninguém saberia viver sozinho neste mundo. E que todos, indistintamente, precisamos uns dos outros, porque ninguém é tão rico que não tenha algo a receber, assim como ninguém é tão pobre que não tenha algo a dar.

O Natal é, por isso mesmo, um momento de reflexão interior de cada um. Uma espécie de oportunidade que Deus concede para nos redimirmos dos erros e das quedas, e mais que isso, nos levantarmos, e no seu Espírito nos revigorarmos para novos “embates contra o inimigo que vive nas trevas”, e já está condenado à morte eterna. Inimigo este que não dá sossego, que nos tenta criando toda sorte de “armadilhas” para nos fazer desviar do Caminho do Bem.

O espírito do Natal quer dizer exatamente essas coisas.
Por isso, é Divino e tão contagiante.

Natal é tempo de paz e de perdão. É tempo de reconciliação conosco e com aqueles que magoamos (mesmo sem ter a intenção de faze-lo), ou com aqueles que nos magoaram propositadamente.

Vale lembrar que foi Jesus Cristo que disse: se quiseres ser perdoado aprende a perdoar os que te fazem o mal, te perseguem, te buscando até mesmo para tirar a tua vida.
Portanto, fica bem claro que, as maiores virtudes desta vida são a Fé, o Amor e o Perdão. Sem essas coisas o ser humano não vive plenamente, apenas vegeta e engana-se a sim mesmo, levando seu corpo e sua alma para o abismo da escuridão, embora tenha olhos sãos e ouvidos normais. Vê o bem, mas não enxerga. Houve o que é bom, mas não entende ou finge não entender, pois só acredita nas ilusões do mundo.

Portanto, nos dos sites: WWW.RONDONIAGORA.COM e WWW.NOTICIANAHORA.COM.BR queremos um NATAL PLENO DE AMOR E FELICIADES PARA TODOS, INDISTINTAMENTE.
Sobre modo, que as bênçãos de Deus e da Virgem Maria cubram todos os lares da nossa Rondônia, do nosso Brasil e do mundo.

É neste tipo de NATAL que estamos e apostamos, pois somos gratos pela vida que Deus nos concede, quando tantos já partiram para a outra existência.

2 - PORÉM, nos entristece ver que o clima de NATAL predominante é o do consumismo absurdo, com as pessoas se endividando para dar ou ganhar presentes materiais. Como se isso fosse o que Deus mais quisesse de cada coração humano.
Nos entristece ver o comportamento vulgar, infantil e frívolo de adultos e crianças em cujas cabeças jamais passa a lembrança do nome de Jesus, de Deus Pai e do Espírito Santo.

Estão impregnados de ilusões mundanas. Espiritualmente estão completamente cegos. Só se interessam por coisas profanas aos olhos de Deus Criador de todas as coisas que existem no mundo.

Não param para tirar a “trave dos olhos” e os “tampões” dos ouvidos. Fingem que nada está acontecendo de bom ao seu redor. Estão presos tão unicamente nos seus “mundinhos” vazios e tristes, onde a alegria é coisa fugaz e as decepções são uma constante.

Essas pessoas não dão valor a existência, pois vivem curtindo as “aventuras radicais” e irresponsáveis. Continuamente buscam nas coisas materiais a satisfação de seus egos vazios.
Por isso, nunca estão satisfeitas com nada que lhes chega às mãos.

Estão cegas. Satisfazem-se apenas quando algo material aplaca suas ganâncias materiais. É como se não tivessem freios às suas atitudes para com os semelhantes e para consigo mesmas. Não admitem a presença de Deus em suas vidas. Lembram Dele apenas quando estão na pior, ou à beira da morte.

Essas pessoas fazem do NATAL um “grande magazine”. Não sabem fazer nada dentro de limites razoáveis. Agem sob a esfarrapada desculpa de que, “o que é importante é ganhar presentes”. Nada mais.

De amor verdadeiro, de perdão, de solidariedade humana, não sabem absolutamente nada, de tão egoístas e amargas que se tornaram, lamentavelmente.

Outras vão às raias da hipocrisia: passam o ano inteiro sem sequer falar com os vizinhos. Mas no Natal, se vestem de Papai Noel ou Mamãe Noel e promovem “comelanças” e “festinhas” para os pobres. Nem imaginam que os verdadeiramente necessitados, através disso são ainda mais humilhados na desventura de suas vidas tão amarguradas por causa da desatenção do Poder Público para com eles.

Tem, também, os que fazem do Natal um palco de “cenas pecaminosas” ignorando o seu Espírito Cristão. Comportam-se como glutões. Vivem de bebedeiras em bebedeiras. Vivem nas orgias do sexo escancarado e irresponsável. Mas a verdade é uma só: apesar dos sorrisos e gargalhadas que dão estão amargurados e infelizes por dentro. Por isso, o que fazem soa como coisas absolutamente falsas.

Se você está vivendo esse tipo de NATAL, cuidado. Muito cuidado. Sua vida pode está totalmente sem sentido, ou então você está fazendo dela uma grande brincadeira. E isso não agrada aos olho de Deus, a cuja imagem e semelhança você foi feito (a).

Porém, como você é dono de seu livre arbítrio, cabe-lhe, portanto, mudar para melhor ou continuar chafurdando na lama, tal qual os porcos fazem. Só que os porcos são animais irracionais e você é gente. Acorde, enquanto é tempo. Deus ainda está a sua espera e está, como sempre esteve disposto a lhe acolher. A decisão, portanto, é inteiramente sua.

Mesmo assim, Feliz Natal para você e sua família.

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/artigos/na-boca-do-povo-por-walmir-miranda-54722)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions