Rondônia, segunda-feira, 26 de outubro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sexta, 02 de Outubro de 2020 - 07h46

Porto Velho, 106 anos: origens e história

por Célio Leandro


Porto Velho, 106 anos: origens e história

Sofremos de uma verdadeira crise de identidade, na verdade crises de identidade. Explico: Há versões sobre as origens do nome da cidade e divergências sobre a data a ser comemorada. Sobre o nome da cidade temos duas explicações: Uma se refere à boa e velha lenda do Senhor Pimentel, segundo o livro Enganos da Nossa História da década de 60, de Antônio Cândido da Silva, a versão contada naquela época e que se mantém ainda hoje na oralidade, era sobre o velho lenhador chamado Pimentel, que cortava lenha para navios a vapores da época do Ciclo da Borracha, que atracavam no Porto do Velho Pimentel. Só que não há comprovação de documentos primários e secundários sobre a existência dele, então ele virou uma lenda viva.

Leia Mais

Porto Velho, 106 anos: origens e história

Outra versão, esta “oficial” remota ao período da Guerra do Paraguai quando Dom Pedro II então mandou construir uma guarnição militar próximo ao local onde se dariam as tentativas de construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. Naturalmente, quando os militares se colocaram ali, chegando de barco, criaram um pequeno porto, tanto que em cartas de Marechal Rondon, e em relatórios de Oswaldo Cruz, eles sempre se referem ao local como Porto Velho Militar ou Porto dos Militares. Com o fim da guerra de 1870 entre Brasil e Paraguai, o Brasil foi vitorioso e em 1872 iniciou-se a construção da Madeira Mamoré, quando a empresa inglesa Public Works se instalou em Santo Antônio, no Mato Grosso, onde iniciou a EFMM. “Eles construíram um porto novo e moderno para receber os equipamentos da EFMM e naturalmente as pessoas se referiam chamando de Porto Velho e Porto Novo.

Porto Velho, 106 anos: origens e história

Superado a questão do nome, nos deparamos com a questão da data a ser comemorada. A empresa construtora norte-americana May Jekyl And Randolph contratada por Percival Farquhar para construir a ferrovia Madeira-Mamoré, “funda” Porto Velho a 4 de junho de 1907 (data alusiva à independência dos EUA), local por ela escolhido para ser o ponto inicial da ferrovia. Contudo, sua criação se deu em 2 de outubro de 1914 pela Lei 756, aprovada pela Assembleia Legislativa amazonense e sancionada pelo governador do Estado do Amazonas, Dr. Jonathas de Freitas Pedrosa.

Data de fundação e de criação, mas temos ainda a data de instalação do Município de Porto Velho, 24 de janeiro de 1915 quando o major Fernando Guapindaia assume como primeiro prefeito da cidade, governando até 1916 quando temos a primeira eleição na região, sendo eleito o médico Joaquim Augusto Tanajura. Este, por sua vez, assumiu o município no dia 1º de janeiro de 1917, para uma gestão no período de 1917/1919. Joaquim Tanajura foi eleito novamente em 1922, para um segundo mandato no período de 1923/1925.

Em 1943 Porto Velho passou a ser parte do recém-criado Território Federal do Guaporé, com território antes pertencente ao Amazonas, e teve como primeiro prefeito eleito Mário Monteiro, que ficou no cargo de 13 de setembro de 1943 até 7 de fevereiro de 1946.

Em 17 de fevereiro de 1956, o estado mudou novamente de nome e passou a ser Rondônia. Na época, Renato Climaco Borralho de Medeiros, que havia sido nomeado, deixou o cargo de prefeito da capital em 14 de outubro de 1956 Walter Montezuma de Oliveira assumiu após ser eleito, ficando na gestão do município até o início de 1958.

Porto Velho, 106 anos: origens e história

Criado à margem direita do Rio Madeira, importante rio de navegação e produção de energia, o município possui riquezas, encantos e atrativos para os moradores. É uma metrópole ainda jovem, mas com potencial para o desenvolvimento. Entre as belezas, o pôr do sol no Rio Madeira, Praça Três Caixas D’Água, Espaço Alternativo, Igreja de Santo Antônio e vários outros.

Porto Velho é um município especial. Em plena fase de crescimento, como a atual, quando conta com quase 600 mil habitantes, sua população mantém hábitos e costumes da cidade pequena de poucas décadas atrás. Sua história centenária é composta por uma sucessão de fatos e feitos que mudaram o perfil de Rondônia, da região Norte e, não raro, tiveram repercussão na história do Brasil. A cultura é rica e diversificada, resultado da proximidade com a floresta, com as águas do Madeira mas, principalmente, da integração de pessoas que para cá vieram em busca de trabalho e acabaram por fixar raízes à terra.

É uma cidade única, tem em sua origem o suor de pessoas de mais de 50 nações, a língua inglesa já foi idioma oficial e, tivemos o primeiro campo de basebol do Brasil. Peculiaridades que tornam Porto Velho uma cidade miscigenada, com características acolhedoras.

No fundo, talvez seja isto que torna Porto Velho especial: a capacidade de acolher aquele que chega. E, portanto, a capacidade de cativar.

Porto Velho, 106 anos: origens e história

* Célio Leandro é mestre em História pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio Grande do Sul e doutorando em História pela Universidade Federal do Paraná,, escritor e membro da Academia Rondoniense de Letras


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions