Rondônia, terça-feira, 21 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Quinta, 05 de Maio de 2016 - 21h28

Produtores de Porto Velho recebem treinamento

Da Renata Silva


“Já plantei muito café em Rondônia e a técnica utilizada aqui na poda é diferenciada”, comenta o agricultor, Levi Morais. Ele está falando da poda de formação do café canéfora (conilon e robusta), uma técnica indicada pela Embrapa para a formação precoce da copa dos cafeeiros, favorecendo o alcance de alta produtividade na primeira safra. “Essa nova técnica está nascendo agora com o café clonal e dá uma produção bem maior que os outros!”, comemora o produtor Jairo Morais.

A empolgação destes agricultores familiares da região de Porto Velho (RO) é reflexo do treinamento sobre poda de formação que receberam da Embrapa no final de abril. A dona Marlene Alves, produtora familiar, complementa: “Esse treinamento foi importante porque percebi as vantagens que essa poda pode ter”, e acrescentou que irá aplicar a técnica e passar adiante o conhecimento adquirido no treinamento. De acordo com o pesquisador da Embrapa Rondônia, Marcelo Curitiba, a poda de formação deve ser feita entre 60 e 90 dias após o plantio, quando as plantas apresentarem entre um e dois pares de ramos de produção. 

O treinamento foi conduzido pelos engenheiros agrônomos da Embrapa Rondônia, Samuel Fernandes e Denis Cararo, e reuniu produtores e técnicos na área do Projeto Piloto do Reassentamento Rural da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, localizado 6,5 km do distrito de Nova Mutum Paraná. De acordo com o chefe da Idaron de Jaci-Paraná, Leonardo Ferro, o treinamento é um incentivo para os produtores que passam a ter acesso às novas técnicas e podem aumentar sua produção. “Esse café clonal tem um manejo diferenciado e o produtor precisa ter acesso ao modo de conduzir essa lavoura. Essas capacitações são fundamentais”, afirmou.

Este é o segundo treinamento na cultura de café realizado no local só este ano pela Embrapa Rondônia. O primeiro aconteceu em janeiro, quando os produtores receberam treinamento sobre o plantio do café canéfora, especificamente da variedade conilon BRS Ouro Preto, a primeira cultivar de café da Embrapa, desenvolvida especialmente para Rondônia e região Amazônica. "Um cafezal produtivo inicia-se com um bom preparo do solo e o plantio adequado das mudas", explicou o pesquisador da Embrapa Rondônia Marcelo Curitiba. Após a fase de implantação do cafezal os agricultores acompanharam a poda de formação e as demais etapas de condução da lavoura também farão parte dos treinamentos.

Esta ação faz parte da implantação de Unidades de Aprendizagem, por meio do projeto da Embrapa em parceria com a ESBR, e contam com o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento de Porto Velho (Semagric) e Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO). Ao todo serão cinco unidades com culturas que apresentam potencial para desenvolvimento na região: café, mandioca, banana, abacaxi e cana de açúcar (para alimentação animal). Estas unidades serão espaços de mobilização e compartilhamento de conhecimentos entre a equipe da Embrapa Rondônia, técnicos e produtores familiares da região, buscando o desenvolvimento rural sustentável pela adoção de tecnologias apropriadas.

De acordo com o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Rondônia, Frederico Botelho, "o público poderá acompanhar no dia-a-dia a implantação e a condução de todas as práticas recomendadas pela Embrapa, durante todo o ciclo destas culturas, pois a área estará aberta para visitação diariamente", explica. Além disso, ele acrescenta que os eventos técnicos serão realizados de acordo com o calendário de tratos culturais de cada cultura, em que os pesquisadores e técnicos da Embrapa Rondônia estarão no local apresentando as práticas adequadas.

Já foram realizados quatro treinamentos com a presença de técnicos e produtores da região, sendo abordados os cuidados a serem tomados e as práticas adotadas na implantação das culturas da mandioca, cana de açúcar e do café. "Para que as tecnologias geradas pela pesquisa promovam uma inovação no setor produtivo, garantindo a sustentabilidade das atividades agropecuárias desenvolvidas na região, é preciso capacitar a assistência técnica, oferecendo ao produtor condições de adotar as tecnologias", conclui Botelho.

A Embrapa Rondônia e a Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da UHE Jirau, são parceiras para o desenvolvimento deste Projeto, buscando o desenvolvimento de soluções tecnológicas e a transferência de tecnologia para o desenvolvimento rural sustentável das famílias das áreas de influência da UHE Jirau e que acabam por influenciar no desenvolvimento de toda a região.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions