Rondônia, sábado, 21 de julho de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Terça, 11 de Novembro de 2014 - 08h10

PRÓXIMO LANCE

Gessi Taborda


PRÓXIMO LANCE

O ex-deputado e ex-presidente da Assembleia, Carlão de Oliveira, a levar em conta comentários nos bastidores da política, não tem o menor receio com decisões da Justiça em relação ao rosário de processos contra ele, nem mesmo com as condenações já existente. Pego na Operação Dominó, Carlão ficou mais de 100 dias na cadeia e teve de abdicar de seu projeto pessoal na política do Estado. Mas nem por isso deixou de mostrar força e influência no estado. Se pessoalmente não pode mais se candidatar a coisa nenhuma, Carlão elegeu o filho Jean, primeiramente a vereador. Depois conseguiu fazer de Jean deputado estadual. Nesse cargo o “menino” acabou seguindo os exemplos de maus feitos do pai, envolvendo-se nos esquemas de corrupção do legislativo, conforme investigação de Operação da Polícia e do Ministério Público que apontou o ex-deputado e ex-presidente da Assembleia, o irmão Valter.

SUCEDENDO NAZIF


Jean conseguiu reeleger-se no último pleito, sem sofrer qualquer tipo de restrição nos arraiais do Judiciário. Seu pai, como sempre, foi o grande guia de sua vitória. Embora com bens bloqueados (??) por decisões da Justiça, Carlão não deve dificuldades em alimentar a campanha de reeleição do filho, visivelmente rica.
Certamente por não temer nenhum tipo de revés da Justiça rondoniense, Carlão de Oliveira já começa a preparar o novo lance para seu menino prodígio: a disputa de 2016 pela prefeitura municipal de Porto Velho. Ele quer porque quer colocar o “menino” na sucessão de Mauro Nazif.

PESQUISA


Ontem uma importante fonte com trânsito livre no meio em quem Carlão dá as cartas deixou escapar que um grupo solidário ao ex-deputado Carlão já encomendou uma pesquisa com nomes dos eventuais candidatos à sucessão do prefeito Mauro Nazif para averiguar as chances de Jean Oliveira.
Carlão acha que a rejeição de Mauro Nazif é irreversível.
O ex-presidente da Assembleia parece não temer os muitos anos de condenação na Justiça e nem mesmo acredita, como diz, que vá para cadeia um dia. Assim, age como “investidor” do mercado financeiro, ficando de olho em “bons negócios” como parece ser o comando da prefeitura.
Enquanto o condenado Carlão estiver longe da cadeia, certamente saberá cuidar bem dos investimentos no filho. A pesquisa pode revelar ao grupo de Carlão que nesse caminho há uma pedra, uma pedra em perfeita lapidação, chamada Mariana Carvalho.

PARCERIAS


A serem verdades as afirmações do governador reeleito Confúcio Moura numa entrevista dada a uma emissora de rádio da capital, os rondonienses não têm motivos para apreensões com a economia do Estado no próximo ano. Segundo o máximo mandatário rondoniense, as finanças do estado estão perfeitamente saneadas e serão confirmadas as melhores previsões, inclusive a de crescente arrecadação de tributos. Ou seja: tudo aquilo que não foi possível fazer no primeiro mandato será feito nesses próximos quatros anos.
Na entrevista o governador voltou a garantir a construção de obras fundamentais para a consolidação de Porto Velho como a capital do estado. Segundo ele, obras como a nova rodoviária, como o Centro de Convenções e até a Ceasa serão realidades muito mais rápido do que imaginam os pessimistas. É esperar para ver.

ENXUGANDO GELO


O tempo vai passando e o prefeito Mauro Nazif não consegue anunciar nada capaz de modificar para melhor a vida da cidade. Porto Velho continua abandonada, mal amada, suja, sem fiscalização de nada, sem um prefeito aparente. Como não tem nada para mostrar, a fábrica de factóides tenta transformar em notícia até ações de enxugar gelo da prefeitura. E ai vem mais uma rodada de “blitz educativa” do trânsito, nas diversas regiões da capital.

VOCÊ VIU?

A Prefeitura comemora a redução (???) de acidentes no trânsito da capital e mais de 30%. A queda nos acidentes é atribuída ao investimento de 5 milhões de reais (???) na sinalização da cidade (atenção MP, onde foi gasta essa grana toda?), em placas, faixas e semáforos.
Ora, na importante avenida Calama as lombadas estão sem pintura a muito tempo. Isso acontece também na Raimundo Cantuária e em muitas outras vias de grande movimento de Porto Velho.
Aliás, por falar em sinalização, a prefeitura de Porto Velho ainda não descobriu que a tinta para sinalização do trânsito deve ser a reflexiva e não simplesmente do tipo látex.

SEM CNH


Tenho observado que o número de pessoas que dirige e provavelmente não tem nem sequer habilitação é grande. Isso porque dirigem e carregam passageiros sem cinto de segurança, falam e digitam ao celular, são meninos com cara de pré-adolescentes, não ligam a seta ao virar ou mudar de faixa e fazem tudo com janelas abertas, escancaradas para todo mundo ver – inclusive as autoridades de trânsito. Por isso chego à conclusão de que eles não têm CNH!

E VOCE É QUEM PAGA

Prá que serve os vereadores pagos regiamente com o dinheiro arrancado do cidadão-contribuinte-eleitor?  Muitas vezes para chover o molhado ou para apresentar propostas inócuas e improvisadas às vezes com o intuito de fazer demagogia e enganar o eleitorado.
Hoje, terça-feira, a edilidade vai se reunir para debater (??) coisas do gênero, tão absurdas como anedotas da idade média. E ai entra, só para citar alguns exemplos, “Projeto de Lei 3126/2014” inventado pelo vereador Chico Lata estabelecendo diretrizes gerais (??) de acessibilidade à pessoas portadoras de necessidades especiais aos cemitérios.
É ou não é surfar na maionese. Ora, sem nas principais vias públicas a prefeitura cuida dos passeios públicos para garantir acesso a esse segmento da sociedade, imagine se fará isso em cemitérios. Se isso fosse virar lei para ser cumprida, a prefeitura teria de refazer todos os cemitérios da cidade.

OUTRA LOROTA


Sabe aquele vereador que se apresenta como Pastor Delson. Ele apresenta hoje um projeto instituindo o “Programa de Indenização Social” que a prefeitura de oferecer a famílias desalojadas (despejadas) por ato do Poder Público ou por ocorrências de calamidade pública. Tai: esse pastor deve acreditar em fadinhas, em papai Noel ou no Mandrake. Ora, se a prefeitura não consegue tirar da rua os indigentes, como fará isso. É claro que Delson sabe muito bem que não é de sua competência fazer projetos que causem aumento de despesas do orçamento municipal. A quem ele pretende, então, enganar com esse tipo de lorota.

DELAÇÃO PREMIADA

Vivemos tempos em que até os conceitos populares, de credibilidade intangível, estão sendo salpicados pela dúvida e incerteza. Veja-se, por exemplo, o que anda acontecendo por aí: mentiras sórdidas, que se apregoava, até então, como tendo perna curta, estão a passar rasteiras nas verdades mais incontestes, e saindo vitoriosas. Entretanto, creio que a hora da verdade está chegando. As revelações irrefutáveis que hão de explodir das delações premiadas são mensageiras dessa boa nova. Agora é botar fé na busca de agilidade do Judiciário, mesmo na investigação de personagens que se imaginam blindados por mais uma vitória eleitoral.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions