Rondônia, domingo, 19 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 15 de Outubro de 2011 - 09h29

Semana da Criança: moleque “zoa” senador e pivete ameaça professora

Dimas Ferreira


"Os anos enrugam a pele, mas renunciar ao entusiasmo faz enrugar a alma."
(Albert Schweitzer)

QUE MICO!

O vetusto senador Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB, caiu numa esparrela esta semana. Abordado por um garotinho de microfone em punho, o parlamentar parou, todo atencioso, para conceder entrevista ao guri. Que azar: o pirralho era um repórter-mirim do programa CQC, que já foi logo esculachando o partido do líder rondoniense: “PMDB quer diz Pôr Muito Dinheiro no Bolso?”. Raupp escafedeu antes da segunda pergunta do endiabrado moleque.

VAI AOS TRANCOS

Mais de uma década atrás, o então deputado federal Maurício Calixto já dizia: “Quando o Cassol sobe à tribuna, o plenário fica mudo”. Referia-se ao colega na época, Reditário Cassol, que misturava expressões italianas com todo tipo de erro de pronúncia e concordância, mas dava seu recado. No Senado, onde substitui o filho, Ivo, o veterano político continua chamando a atenção pelo discurso enviesado.

CRUZ CREDO!

Disposto a reforçar o PTB em Vilhena, o padre Renato Caron, o carismático (em todos os sentidos), líder da paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, se filiou à legenda a pedido do deputado Luizinho Goebel (PV) que, aliás, sonhava em tê-lo como vice. O religioso não ficou nem 24 horas na sigla: mal entrou e se transferiu para o PV, ao dar  de cara com o ex-prefeito Melki Donadon, que acabara de ingressar  na mesma agremiação. Para quem não se lembra, o padre, com seus sermões contundentes, ajudou a derrotar Donadon em 2008.

SÓ REZANDO...

Uma antiga colega deste colunista no curso de Direito em Vilhena, atualmente morando em Cacoal, está apreensiva com os boatos de que o Padre Franco (PT) não disputará a reeleição naquela cidade. A advogada acha que, agora sim, é que o religioso está preparado para o cargo: ”No começo ele penou para barrar os esquemas dos velhos políticos. Agora pegou o jeito da coisa e consegue fazer obras sem abrir mão da honestidade. Será uma pena se não concorrer”. E olha que a coleguinha nem não gosta muito de política.

ESSE É O BICHO...

Esse ex-senador Expedito Júnior (PSDB) é um sujeito que nasceu virado para a lua. Quando todo mundo achava que o cabra iria para a cova, ao brigar com o senador Ivo Cassol (PP), eis que o tucano ressurge, montado na grana e no prestígio: a empresa de sua família ganhou licitação de R$ 50 milhões para fazer a vigilância de escolas estaduais em período integral. Políticos do Cone Sul, aliados de Expedito, já tiram casquinha na dinheirama: um ônibus saiu de Vilhena lotado de candidatos a vigilantes, que foram fichados em Porto Velho e já estão no batente, fardadinhos e de arma na cintura.

RUMO À BADERNA

O prefeito Zé Rover e o deputado Luizinho Goebel, que se engalfinharam mas acabaram se entendendo sobre o local em que será construído o mega-presídio estadual em Vilhena, deveriam ouvir alguém da área, antes de ficarem tão entusiasmados com o empreendimento. A delegada Maria Mercês de Oliveira, que já exerceu a vereança por aqui, pode dar o exemplo de sua própria cidade (Cardoso, no interior de São Paulo) como desgraça provocada pela instalação de uma cadeia. Caso Rover e Goebel não saibam, normalmente as famílias dos apenados acabam se mudando para onde os parentes ficam encarcerados. Custava mandar esse troço para Chupinguaia?

PLANO B

Articuladores políticos ligados ao prefeito Zé Rover consideram uma hipótese que, por mais delirante que pareça, faz algum sentido, principalmente por causa dos personagens envolvidos. Segundo essa turma, o clã lançaria as candidaturas de Melki pelo PTB e de Raquel, sua irmã, pelo PMDB. Assim, caso o primeiro fosse barrado na justiça, a mana tocaria o bonde e não deixaria o poder escapulir. Será?

ENCAPETADO

Dias atrás, um garoto de 10 anos confessou a um coleguinha que estava indo para a escola armado, disposto a balear a professora, com a qual andava se desentendendo. O caso foi parar no ouvido de funcionários do estabelecimento de ensino, que é da rede municipal e aí, já viu, né: o corre-corre foi grande. Para evitar que o pequeno pistoleiro cumpra a ameaça, psicólogos e a polícia foram mobilizados.

ELE X ELA

Separado da vereadora Eliane da Emater (PV), o fiscal do Ibama, Luiz Alves, anda ameaçando enfrentá-la nas urnas no ano que vem. Aos que acham esquisita a atitude, acusando-o de misturar azedume matrimonial com política, o servidor público argumenta: “Eduardo e Marta Suplicy brigam há anos na justiça, mas ambos exercem mandatos de senadores na mesma legislatura”. Faz sentido...

O DE SEMPRE

Vilhena amanhece neste domingo já tendo oficializado a escolha da mulher mais bonita da cidade. Os organizadores do evento, que acontece na noite deste sábado, no Clube dos Estados, bem que adotaram medidas para evitar qualquer acusação de favorecimento, mas é batata: quem quer que vença enfrentará a ira das rivais e as insinuações de que houve “marmelada” estão garantidas para logo após a divulgação do resultado.
 
ACONTECEU

DELEGADO RÁPIDO NO GATILHO

Em 1992, o então delegado de Colorado do Oeste, César Pizzano, resolveu enfrentar as urnas, concorrendo a vereador ao lado de Melki Donadon, candidato a prefeito naquele ano. Estreante na política, o xerife foi incumbido de cuidar também da parte administrativa da campanha.
Um dia, já estressado por ter que abrir mão do corpo-a-corpo a fim de se dedicar aos detalhes da disputa, o delegado recebeu no comitê um candidato a vereador, que se queixava da qualidade do material impresso. Ao mostrar uma das propagandas, o homem se irritou porque no lugar do seu rosto, o que aparecia era uma sombra. Era uma falha gritante da gráfica que havia produzido a peça. Pizzano respirou fundo e achou uma explicação para o erro:
- Nós resolvemos investir numa novidade: esse é o “santinho-raspadinha...”
- Hein?
- É o seguinte: o senhor entrega isso para o eleitor e mandar ele raspar. Se aparecer o seu rosto, a pessoa ganha um prêmio de mil reais...
Morador da zona rural, o sujeito foi embora encafifado, mas voltou uma semana depois, reclamando novamente:
- Dotô, o trem tá enguiçado: a gente raspa, raspa... E não aparece nada!
Já aliviado com o tempo ganho, Pizzano admitiu:
- É, ta com defeito mesmo... Vamos mandar fazer outros, mas agora vai ser do modelo normal, viu?
Apesar dos contratempos, o homem da lei acabou se elegendo.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions