Rondônia, terça-feira, 21 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Quarta, 07 de Maio de 2014 - 17h38

Só resta torcer

Gessi Taborda


Só resta torcer

A eleição se aproxima. Vamos torcer para que algo aconteça com o nosso povo e que venha a iluminar nossa percepção, fazendo com que consigamos escolher o mais sabiamente possível a pessoa que vai dirigir este país e este querido estado de Rondônia.
Está difícil apontar caminhos ou até mesmo tomar uma decisão. Tem gente por ai crendo numa suposta repaginação, capaz de cativar o eleitor menos exigente e menos consciente.
Nós, que vivemos o dia a dia dessa lamentável política rondoniense sabemos que não há repaginação alguma... Os personagens são os mesmos interessados em continuar na mamata de sempre. Se continuarem no jogo, a corrupção vai grassar ainda mais.
Nunca estivemos vivendo uma disputar eleitoral à mercê de uma terrível falta de líderes como agora. E assim querem nos oferecer o batido cardápio de picadinho de cobra, disfarçado de “boeuf à bourgignone”. E tudo isso acontecendo diante de uma realidade inegável. Nosso eleitorado jovem demonstra um profundo desprezo pela política e pelos políticos. Tudo isso fruto de uma indolência quase inacreditável no que diz respeito a se ensinar aos jovens o que é política e como ela deve ser praticada, honesta e corretamente.
Só mesmo torcendo para que algo aconteça ao nosso povo, capaz de deixá-lo com sua percepção iluminada. Caso contrário, lá vai o estado de Rondônia ser obrigado a engolir sapos barbudos e barbeados por muitos anos mais.

LUGAR HISTÓRICO

Ninguém se lembrou até agora, mas o Brasil ganhou a Copa do Mundo de 1994. Sabem onde foi a final entre Brasil-Itália? Em Pasadena.

ESPALHANDO

Uma confissão de Cassol se espalha pelo estado como rastilho de pólvora: “Fui governador de Rondônia por duas vezes. Deixei tudo em ordem, muitas obras em fase final de conclusão. Agora está tudo bagunçado. Certamente não dá para fechar os olhos para essa bagunça generalizada. E ai nosso grupo tem de participar dessa oportunidade de transição”.

CPI DA PETROBRÁS


Provavelmente (nada mais do que esse condicional) hoje, ou até o final desta semana, ficará resolvida a questão da CPI da Petrobras. Uma só com senadores, farsa completa, outra mista, senadores e deputados. Esta seria mais completa, afinal 513 deputados não podem ser suplantados pela intimidade de 81 senadores com o Planalto. Mas há uma decisão clara: dessa vez não haverá nenhum espaço para político rondoniense brilhar, como aconteceu no passado, quando Amir ganhou nome nacional naquela que cassou Collor.

LEITOR REVOLTADO

Abro espaço para o desabafo do leitor Heleno Filho: "Nosso" Brasil é o país dos juros e dos banqueiros, mas o que mais me revolta é a situação da educação, é lastimável, Outro dia fiquei ainda mais impressionado ao assistir uma reportagem exibida na tv por assinatura sobre o destino da merenda de milhares de crianças de diversos estados em várias regiões do país. O cenário é desolador, assistir quilos e quilos de comida - que nem sempre tem uma boa qualidade, mas ainda sim, são alimentos que matam a fome de milhares de crianças - sendo jogados no lixo na maior cara de pau é no mínimo revoltante. Deveriam ser presos, segurança máxima, perpétua. Nossa economia também está na lata do lixo.

COORDENADOR

Sem disputar esse ano o cargo majoritário, Valdir Raupp atuará abertamente somente coordenador da campanha de reeleição de sua esposa, a deputada federal Marinha Raupp. As especulações de que Raupp se envolveria diretamente na campanha de reeleição de Confúcio tiveram um “stop” quando o nome do empresário Chagas Neto passou a ser apontado como o coordenador da campanha do “governo da colaboração”.

INDEFINIÇÃO REAL

A menos de dois meses para as convenções as indecisões dão colorido especial à definição dos candidatos definitivos para a corrida sucessória no estado. Pode parecer uma coisa meia louca, mas, nessa altura do campeonato: apenas o Pimenta de Rondônia tem cacife para impor a sua anunciada candidatura ao governo. Afinal, ele se tornou o bambambã do PSOL.
Esse tipo de garantia não existe em termos do PT. O cura petista sonhando em desalojar o filosófico Confúcio do Palácio Getúlio Vargas voltou do encontro petista em São Paulo crente que não haverá resistência ao seu nome e a determinação do partido em ter candidatura própria.

TOM DESAFINADO

Mas verdade seja dita: o Padre Tom ainda está na constrangedora situação de ter de desistir do projeto quando menos esperar.
A boa vontade da cúpula nacional do partido manifestada, como disse, no encontro do PT em São Paulo, não pode ser considerada uma decisão final da cúpula do PT sobre a candidatura própria aqui, em Rondônia. A qualquer momento a cúpula nacional pode entender que é melhor o partido ir a reboque do PMDB rondoniense. Afinal, o pároco não tem nenhum cacife para tão grande pretensão eleitoral.
Quem pretende ganhar um papel de destaque num teatro tão grande não iria querer ter do seu lado um sujeito mais queimado que Roberto Sobrinho, o conhecido Ali Babá que deixou em pandarecos a cidade de Porto Velho. Isso mostra que o cura pode até ser bom de celebração religiosa, mas não demonstra noção do que seja articulação política para o projeto desse tamanho. Os interesses nacionais de seu partido pode sim, erodir seu sonho de disputar governo.

PEDRA NO CAMINHO


O PSD, partido comandado em Rondônia por Moreira Mendes, está prestando um serviço relevante ao projeto reeleição de Confúcio Moura. Talvez não deliberadamente, mas ao descolar o deputado José Hermínio da candidatura própria ao governo e se juntar na caminhada de Expedito Júnior, o PSD tirou do caminho de Confúcio uma pedra que lhe traria grandes tropeços e o faria perder uma montanha de votos. Hermínio é uma vítima da falta de bom senso dos dirigentes partidários de Rondônia. Foi sacrificado na disputa pela prefeitura municipal de Porto Velho e agora para a disputa do governo do estado.

MAIS DO MESMO

Expedito Júnior (ex-senador cassado por corrupção eleitoral), se conseguir registrar na Justiça Eleitoral sua candidatura, e se eleito, deverá manter aberta as chances para vários nomes ligados ao PMDB e ao próprio Confúcio seguir governando. É sintomático as declarações recentes de Expedito, elogiando Confúcio como um excelente governador. Também já estão de olho grande num suposto governo tucano gente como Aires do Amaral, que certamente deverá tentar reaver a fortuna perdido nos últimos anos.
Portanto, Expedito não é o novo “salvador da pátria” aos olhos de quem quer mudanças de quem acredita que a democracia se ampara na alternância de poder. O risco é de termos mais do mesmo que ai está.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions