Rondoniagora.com

Rondônia, 06 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Artigos

XXII Encontro da amizade: um encontro de vencedores

Quinta-feira, 09 Julho de 2009 - 14:20 | RONDONIAGORA



Bertold Brecht
"Há pessoas que lutam um dia; essas são importantes;Há pessoas que lutam mais de um dia; essas são muito importantes;Há pessoas que lutam toda a vida, essas são imprescindíveis”.
Bertold Brecht
* Daniel Pereira

Os servidores da Funasa estão realizando o XXII Encontro da Amizade, na cidade de Vilhena/RO, nos dias 08, 09, 10 e 11 de julho/2009.
Iniciado como um despretensioso torneio de futebol, com duração de apenas um dia, no município de Jaru, em 1986, envolvendo os servidores da antiga Sucam, tornou-se uma festa anual da família dos servidores da Funasa, que passara a chamar-se assim em 1990, quando de sua fusão com a antiga Fundação Sesp.
Hoje o evento é realizado em três dias, com atividades esportivas, culturais e recreativas. Envolve todos os servidores da Funasa e seus familiares.
Durante vários anos a direção nacional da Funasa bancou a maioria das despesas para a realização do evento. Entretanto, no encontro que agora se realiza, a Funasa não mais está bancando as atividades.
Não obstante as dificuldades financeiras, os organizadores do evento não se abateram, foram à luta e organizaram um evento que promete ficar na memória dos servidores daquela autarquia.
Há muitas incertezas sobre o futuro da Funasa e de seus servidores, pois a entidade está passando por um processo de descentralização da maioria de seus servidores para a Secretaria de Vigilância e Saúde, órgão ligado ao Ministério da Saúde, fato que irá desagregar em definitivo os servidores que durante muitos anos trabalharam juntos.
O processo de desmonte da Funasa iniciou-se com a transferência para os municípios de funções dantes realizadas de forma direta pela União, trazendo conseqüências desastrosas, como por exemplo, o retorno da dengue, que a muito estava debelada.
O senador José Sarney (PMDB-AP) fez recentemente um pronunciamento sobre a necessidade da recriação da Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (Sucam) para reforçar o combate à dengue.
Para Sarney, quando a Sucam e seu “exército de mata-mosquitos” atuava sob a responsabilidade direta da União, o controle de endemias e epidemias era melhor executado.
Colocando em risco as próprias vidas os “Guardas da Sucam” sempre enfrentaram as regiões inóspitas com destemor, combatendo malária, dengue, febre amarela e outras endemias.
Temos convicção que os companheiros da Funasa, como nos versos do poeta alemão em epígrafe, são imprescindíveis, pois suas vidas são verdadeiros exemplos de sacerdócio e dedicação.
Parabéns servidores da Funasa, feliz XXII Encontro da Amizade.

* O autor é advogado, servidor público federal e diretor do SINDSEF/RO
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News