Rondônia, quinta-feira, 5 de dezembro de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Eleições

Publicado em Sábado, 23 de Outubro de 2010 - 10h51

Sindicalistas de Rondônia apóiam Dilma e condicionam apoio para governador a compromissos com servidores e com campanha presidencial

Assessoria


Dezenas de sindicalistas, dos principais Sindicatos Rondônia, divulgaram na tarde desta quinta-feira (21) na sede do PT na Capital, documento supra-partidário em apoio à candidatura de Dilma Russef para presidente da República.

Pesou na decisão dos sindicalistas o compromisso já firmado pelo presidente Lula e por Dilma, quando ela era Ministra Chefe da Casa Civil, com a transposição dos servidores do ex-Território de Rondônia e os investimentos de bilhões de reais nas Usinas do Rio Madeira e em outras grandes obras no Estado.

Outros pontos importantes para os representantes sindicais é o compromisso de Dilma de não privatizar da Petrobrás, o Pré-Sal, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica; a manutenção de direitos trabalhistas como 13º salário, licença maternidade dentre outros; bem como, a continuidade e aprofundamento dos avanços sociais ocorridos nos últimos oito anos.

Os sindicalistas pretendem intensificar a participação nesta reta final de campanha, adesivando carros, distribuindo materiais de campanha, participando de atividades, como pit stop, passeatas e carreatas, para conscientizar os trabalhadores e a população sobre a importância destas eleições para o futuro do Brasil e de Rondônia.

APOIO PARA GOVERNADOR

Sobre o segundo turno das eleições em Rondônia, a maioria dos sindicalistas manifestou disposição inicial de apoiar Confúcio Moura; porém condicionam ser recebidos pelo candidato e que ele faça campanha para a candidata Dilma, além de assumir compromissos de estabelecer diálogo com os sindicatos de servidores.

Houve reclamações de alguns sindicalistas de que haveria um clima de “salto alto” e de “já ganhou” na campanha do candidato, que estaria dificultando o diálogo. Caso não haja interesse de Confúcio em dialogar com os sindicalistas, muitos poderão defender o voto nulo para governador.

O Candidato João Cahúla tem apoio muito pequeno entre os sindicalistas, devido ao histórico muito ruim da relação do governo do Estado com os servidores nos últimos oito anos; sendo que este pequeno grupo defende a realização de diálogo, também, com o candidato.

VEJA ABAIXO A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO DE APOIO A DILMA:
SINDICALISTAS DE RONDÔNIA APÓIAM DILMA PRESIDENTE

Pela transposição dos Servidores, pelo respeito aos direitos dos trabalhadores, pela defesa do patrimônio público e pela garantia dos avanços sociais

O objetivo deste documento é apresentar aos servidores públicos, aos trabalhadores da iniciativa privada e à população em geral algumas considerações importantes sobre os dois projetos para presidir o destino do Brasil, que estão em disputa, nas eleições do dia 31 de outubro de 2010.

Nos últimos 8 anos LULA e DILMA colocaram o Brasil nos trilhos do desenvolvimento, geraram milhões de empregos e fizeram muito mais; sem contar os bilhões de investimentos em Rondônia, através das hidrelétricas do Rio Madeira, saneamento e água tratada, pontes e viadutos. Já Serra/FHC governaram na contramão dos interesses dos trabalhadores e da população e nunca priorizaram Rondônia. Compare e decida! Você vai entender porque DILMA é melhor para o Brasil e para Rondônia

• Transposição dos Servidores: DILMA cumprirá o compromisso de Lula com o movimento sindical de concretizar a transposição, que foi aprovada e regulamentada quando ela era Ministra-Chefe da Casa Civil. SERRA e seu partido, em 1998, excluíram Rondônia quando foi aprovada a transposição para Roraima e Amapá. Ressalta-se o apoio de Michel Temer, candidato a vice-presidente, à transposição, o qual não mediu esforços para sua aprovação no Congresso Nacional, possibilitando escolha de datas mais favoráveis à votação, sempre ressaltando a necessidade de se fazer justiça com Rondônia.

• Salário Mínimo: DILMA vai continuar a política de valorização permanente do Salário, adotada pelo presidente Lula. O Salário Mínimo cresceu 74%, acima da inflação! Saiu de R$ 200 (2002) para R$ 510. SERRA vetou aumento no Salário Mínimo. Ele fez isso quando foi deputado. E agora vem com esse papo pra boi dormir de Salário Mínimo de R$ 600! Basta lembrar que quando ele e FHC estavam no governo o valor do Mínimo era R$ 200. Então, não se deixe enganar!

• Direitos trabalhistas: LULA/DILMA arquivaram em 2003 projetos de leis de SERRA/FHC que alterariam a CLT e ameaçavam acabar com direitos como FGTS, 13º salário, férias, licença maternidade, vale-transporte, entre outros. Com Serra nossos direitos estarão ameaçados!

• Valorização na renda e queda na pobreza: DILMA - cerca de 97% das categorias profissionais conquistaram em 2010 reposição da inflação e 88% tiveram aumentos bem acima! Com Lula/Dilma, 31 milhões de pessoas entraram para a classe média e 24 milhões saíram da pobreza absoluta. SERRA - ele nunca valorizou salários. Quando governou SP, os servidores ficaram 16 anos sem reajuste salarial e só receberam bônus e gratificações que não são incorporados aos salários.

• Patrimônio do povo brasileiro: LULA/DILMA interromperam os processos de privatização e valorizaram a Caixa Econômica, Banco do Brasil e a Petrobrás; além da conquista do Pré-Sal, que tornou o Brasil a 8ª maior reserva de petróleo do mundo. SERRA representa uma ameaça para a Petrobras, Pré-Sal, Banco do Brasil e Caixa, que serão vendidas da mesma forma que ele e FHC venderam dezenas e outras empresas no passado.

Porto Velho-RO, 20 de outubro de 2010.

As considerações apresentadas neste documento representam a opinião individual das lideranças sindicais, do serviço público e da iniciativa privada, do campo e da cidade, que seguir subscrevem: Itamar Ferreira da CUT, José Pinheiro do SEEB, Daniel Pereira do SINDSEF, Antonio Belarmino da INTERSINDICAL, Marco Antonio do SENALBA, Francisco dos Santos (Chiquinho) do SINTAX, Edilson da Silva do SITETUPERON, Ângela Abreu do SINTELPES, Israel Borges do SINJUR, Edirceu Jonas da CUT, Guiller Granja do SINTES, Elzilene Pereira da CUT, Marcia Silva da ASSESFAM, Ademir Santos da ASPRA, Joel Limoeiro da FUNSPRO, Francisco Vicente do SINDER, Manoel Rodrigues do SINTERO, Mauro dos Santos do SIDERON, Luiz Alves da ASPOMETRON, Paulo Duran do SINTRAER José de Jesus do SENGE, Claymilton Alves do SIMPORO, Angelo da Silva do SIDERON, José Luis Monteiro do SINTEC, Francisco Souza do SINSDET, Raimundo Bezerra do SITIBRON, Claudir Mata do SINTERO, Maria Miranda do SINSEPOL, João Marcos do SEEB, Lazaro Dobri (Lazinho) da FETAGRO, Creonice Vilarin da Fetagro, Paulo Tico do SINTESV, Raimundo Soares (Toco) do STICCERO, João Anselmo do SINTTEL, Nailor Gato do SINDUR, Antonio da Silva do SINTTRAR, Cleiton Santos do SEEB, Eliene de Lima do SINDER, Delisio do SINDSEM de Ouro Preto, Evaniel Medeiro do SINTTEL, Jussara Negona do SINJUR, Silas Neivas do SINDSAÚDE ... – O DOCUMENTO CONTINUA ABERTO PARA NOVAS ADESÕES DE SINDICALISTAS (através do e-mail: itamarferreira10@gmail.com).

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/eleicoes/sindicalistas-de-rondonia-apoiam-dilma-e-condicionam-apoio-para-governador-a-compromissos-com-servidores-e-com-campanha-presidencial)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions