Rondoniagora.com

Rondônia, 30 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

No último dia de cadastramento, 20 pessoas ficam de fora do Minha Casa, Minha Vida

Quinta-feira, 08 Setembro de 2016 - 17:48 | Da redação


No último dia de cadastramento, 20 pessoas ficam de fora do Minha Casa, Minha Vida

Aproximadamente 20 pessoas não conseguiram fazer o cadastro no Programa Minha Casa, Minha Vida, realizado pela Secretaria Estadual Ação Social (Seas) em parceria com a prefeitura de Porto Velho. Os cadastrados concorrerão ao sorteio de 2.512 apartamentos do projeto Morar Melhor, do governo do Estado, e 240 apartamentos do Cidade de Todos, projeto do Executivo municipal.

O grupo que não chegou a tempo ou perdeu o momento de distribuição de senhas esperava por uma chance em frente ao Bingool Clube, onde os cadastros estão sendo realizados. Desde o dia 30 de agosto até esta quinta-feira (8), último dia para o cadastramento, o mutirão da Seas cadastrou famílias com renda de até R$ 1.800, que moram em Porto Velho e que nunca participaram de nenhum programa de habitação.

A cota para idosos é de 3% e para pessoas com deficiência é de 6%. Estão ainda incluídos nos critérios de análise os moradores de área de risco, mulheres chefes de família, famílias que recebem auxílio do governo - Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada (BPC), e famílias com filhos menores de 18 anos.

Bruna Neves esperava ainda durante a tarde desta terça em frente ao local com esperança de ainda conseguir fazer o cadastramento, mas as senhas foram distribuídas às 8 horas, e quem não estava na fila perdeu a oportunidade. “Eu tive que sair da fila para ir trabalhar, aí quando voltei já não tinha mais senha. Mesmo com duas crianças, não tive prioridade”, lamentava a mulher.

“Nós extrapolamos nossa cota diária de senhas nos últimos três dias, tudo para não deixar ninguém de fora. Quem estava aqui recebeu. De 700 senhas diárias, somente ontem ampliamos para 1.400. Hoje chegamos a 1.200, mas não deixamos nenhum pretendente fora”, explicou o coordenador de Habitação da Seas, José Carlos Gadelha.

Segundo Gadelha, até esta quarta-feira (7), mais de sete mil cadastros foram realizados. “Inclusive, hoje ainda vamos atender mais de 250 cadastrados de ontem, que como o tempo foi insuficiente, fizemos apenas o pré-cadastro e deixamos agendados para hoje, além disso temos os 1.200 que distribuímos hoje”.

O coordenador estima que o total de cadastrados chegue a 8.500 pessoas. A deficiente Maria de Fátima dos Santos Costa, moradora do Bairro Nacional, teve sorte. Mesmo tendo saído do local por volta das 10h30 para ir buscar documentos que faltavam, ela conseguiu fazer o cadastramento. “Eu peguei a senha de manhã, mas antes de entrar para passar pela triagem fui buscar meus documentos. Ainda bem que consegui entrar agora à tarde”.

Grupo ficou de fora do sorteioIndignado, o morador da Zona Leste da cidade, Francisco de Assis, diz que não foi informado sobre o horário de distribuição de senhas, e chegou ao local no meio da tarde do último dia para tentar fazer o cadastro, porque foi até a residência para buscar a documentação. “O dia ainda não acabou, mas eles não deixam mais a gente entrar. Não é justo”, desabafou.

Segundo José Carlos Gadelha, o próximo passo é a análise dos cadastros, a hierarquização por critérios, e o lançamento das fichas no sistema nacional do Ministério das Cidades. Sendo aprovado pelo governo federal, o sorteio deverá acontecer logo em seguida, após a publicação do edital, e será amplamente divulgado à população.

“Temos um prazo até o dia 31 de dezembro para isso, incluindo o sorteio. A mudança do processo de cadastramento, que agora tem que ser enviado e aprovado pelo governo federal atrasou nosso planejamento, pois o cadastramento já era para ter sido feito em fevereiro. Agora estamos numa corrida contra o tempo”, explicou.

Segundo o coordenador, as obras dos condomínios já 95% concluídas, e o banco financiador já está cobrando a demanda de pessoas já aprovadas para morar. Se montarmos uma equipe de análise de pelos menos 15 servidores conseguiremos cumprir com o trabalho até antes mesmo do prazo”, completou. A entrega dos apartamentos está prevista para o segundo semestre de 2017.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News