Rondônia, 05 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

ADVOGADOS TENTAM ANULAR DENÚNCIAS QUESTIONANDO ESCUTAS AMBIENTAIS E CERCEAMENTO DE DEFESA

Segunda-feira, 16 Janeiro de 2012 - 10:28 | RONDONIAGORA


A nulidade das denúncias apresentadas contra o deputado Valter Araújo e seu bando é a principal linha de defesa dos diversos advogados que defendem os envolvidos. Eles questionam por exemplo, a determinação judicial que autorizou escutas ambientais, alegando que a Lei Penal prevê apenas escutas telefônicas. Outro ponto é que segundo os advogados, o relator das denúncias, Sansão Saldanha, não permitiu por um bom tempo q saída de processos em razão do sigilo judicial. Coube ao Procurador-Gera l de Justiça, Héverton Alves de Aguiar a defesa das ações tomadas por Sansão, narrando que as escutas ambientais são autorizadas com base na doutrina e jurisprudência, com amparo dos tribunais superiores que já sedimentaram entendimentos a respeito. No caso do sigilo dos processos, disse Hevérton, que havia um grande número de advogados interessados nos autos e que regimentos do próprio Tribunal de Justiça amparam a decisão de Sansão. Outro questionamento dos advogados é com relação as investigações, que foram realizadas pela Polícia Federal. O Procurador-Geral de Justiça disse não ter existido qualquer ilegalidade, uma vez que foi autorizada pelo Ministro da Justiça.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também

EMPRESÁRIOS ABREM O JOGO E DIZEM QUE ERAM ACHACADOS POR VALTER ARAÚJO

Os desembargadores do Tribunal de Justiça de Rondônia analisam nesta segunda feira as três primeiras denuncias contra o bando do deputado estadual ...

TRIBUNAL DE JUSTIÇA ACEITA DENÚNCIA E TRANSFORMA ACUSADOS EM RÉUS POR FORMAÇÃO DE QUADRILHA

Por unanimidade, o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia recebeu a denúncia feita pelo Ministério Público Estadual contra 10 acusados do crime ...

ACUSADOS DE CORRUPÇÃO ATIVA SERÃO JULGADOS NO 1º GRAU

No julgamento do recebimento ou não da denúncia de corrupção ativa contra José Miguel Saud Morheb e Márcio Santana de Oliveira, o Pleno do Tribunal...