Rondoniagora.com

Rondônia, 29 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Política

CONFÚCIO DESCONHECE ESTRUTURA DO ESTADO AO PROMETER ACABAR COM “EMBARGOS” A OBRA DO CPA

Segunda-feira, 03 Janeiro de 2011 - 22:29 | RONDONIAGORA


O governador Confúcio Moura (PMDB) parece não ter tido tempo ainda para conhecer a estrutura do Estado de Rondônia. Pelo blog, ele comunicou aos seus leitores que fará gestões administrativas para retomar três grandes obras paralisadas: o CPA (Centro Político Administrativo), o Teatro Estadual e o esgoto sanitário. Ou Confúcio Moura é mal assessorado, pois confiou cegamente a transição ao cunhado, Francisco de Assis Oliveira, ou realmente não se interessou em ler os relatórios produzidos por sua equipe. O CPA não está embargado. A obra não foi concluída pelos empreiteiros – a construção civil foi dividida para cinco empresas – por falta de materiais específicos, a exemplo do vidro e alumínio, comprados de fornecedores diferentes e que precisaram assinar Termos Aditivos. Em relação ao Teatro Estadual, não há embargo. Ocorre que as planilhas orçadas estão fora da realidade atual dos preços, condicionando a retomada da obra ao realinhamento já aprovada pelo Tribunal de Contas de Rondônia. A Engecom suspendeu os trabalhos porque os prejuízos podem alcançar milhões de reais. O governador, que vai plantar árvores nos principais prédios públicos, só acertou em relação as obras de esgotamento sanitário. A obra está embargada pelo Tribunal de Contas da União por erros no projeto básico. São recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Ainda este mês estarei movimento pessoalmente, para assumir compromissos de governo, para que estas indispensáveis obras retomem os seus ritmos normais e possam ser concluídas. Nem se pode imaginar o alcance delas e seus maravilhosos benefícios”, disse Confúcio via internet, desconhecendo os reais problemas do CPA, Teatro Estadual e do esgoto.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News