Rondônia, sábado, 18 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Sexta, 26 de Abril de 2013 - 14h09

Hermínio defende extinção imediata da dívida do Beron e punição para “picaretas” que faliram o banco

Assessoria


Hermínio defende extinção imediata da dívida do Beron e punição para “picaretas” que faliram o banco
A decisão histórica do Supremo Tribunal Federal de encaminhar o Caso Beron para a Câmara de Conciliação e Arbitragem Federal, foi considerada ontem, pelo presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho (PSD), como um resultado positivo da ação dos parlamentares estaduais em março de 2013. Na ocasião, o deputado Hermínio Coelho solicitou ao ministro Ricardo Lewandowski que fosse buscado a conciliação entre o Governo do Estado de Rondônia e o Banco Central do Brasil.O deputado Hermínio Coelho destaca: “Não falo em suspensão de dívida. A posição da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia é pela extinção desta dívida maldita, pois a população rondoniense, não pode ser penalizada por falcatruas de políticos, por improbidade, negligência, imperícia e incompetência de funcionários federais interventores. Quando estive em Brasília defendi o fim desta dívida”.

A suspensão da dívida do extinto Banco do Estado de Rondônia - Beron poderá ser decretada já no próximo dia 30 de maio, quando acontece a audiência das partes envolvidas na Câmara de Conciliação e Arbitragem Federal. “Este é um avanço importante, agora deve ser trabalhado de imediato a extinção desta herança maldita”, justificou o parlamentar.

O presidente da ALE, deputado Hermínio Coelho destacou que faltou vergonha na cara de alguns políticos, que poderiam no passado ter impedido o pagamento desta bandalheira, mas como sempre, a grande maioria estava mais preocupada mesmo era em roubar, corromper, desviar, enricar com o dinheiro público. “Muitos empresários e políticos que hoje estão caladinhos, construíram seus impérios com o dinheiro do Beron e à custa do sofrimento e do abandono do povo de Rondônia”, disse.

Neste sentido, o deputado Hermínio Coelho destacou que a extinção da dívida do Beron não deve jamais significar a penalização dos malfeitos que faliram o Banco do Estado de Rondônia. “É preciso ainda um posicionamento do Tribunal de Contas do Estado e do Tribunal de Contas da União, sobre os caloteiros do Beron, políticos importantes, aves de rapina travestidos de tucanos, sabotadores da alegria de um povo ordeiro e trabalhador”, declarou.

O deputado Hermínio Coelho ironizou declarações de membros do atual governo, com relação a estes avanços em resolver o Caso Beron, pois no seu entendimento, na realidade tudo se encaminhava para mais um rombo. Afirmou o parlamentar, ser preciso ter vergonha na cara e falar a verdade, pois o governador Confúcio Moura ao invés de buscar resolver o problema, estava criando um novo problema. “O governador queria fazer um empréstimo com banco particular para pagar a dívida do Beron, loucura e irresponsabilidade total”, afirmou.

Ao encerrar, o deputado Hermínio Coelho elogiou o posicionamento do ministro Ricardo Lewandowski, por ter sido sensível ao drama de Rondônia, e por ter concordado com a proposta de conciliação. Ressaltou ainda, que todos os responsáveis pela falência do Beron devem ser responsabilizados criminalmente. Ele elogiou o senador Acir Gurgacz (PDT) por sua disposição em resolver também o caso desta dívida do extinto Beron.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions