Rondônia, quarta-feira, 19 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Terça, 08 de Abril de 2014 - 08h51

Nosso País

Gessi Taborda


Nosso País

Tá muito difícil nos ufanarmos de nosso país. O pior de tudo e não dar prá ver se há uma luz no fim do túnel. O Brasil caiu 20 posições no ranking de performance em logística do Banco Mundial, para a 65ª posição entre os 160 avaliados, ficando atrás da Argentina, Chile, China, Índia e África do Sul.
Na eficiência do gerenciamento alfandegário o Brasil teve o pior resultado, ficou em 94º lugar. No caso do Brasil, os prazos de desembaraço aumentaram substancialmente em comparação a 2012, ou seja, a situação ao invés de melhorar está piorando. A queda da poupança nacional de 14,6% do PIB em 2012, para 13,9% em 2013, assinala tendência que prevalece há alguns anos, com queda de praticamente cinco pontos percentuais desde 2008.
Essa ruim não vai melhorar o ano presente, pelo contrário: vai ficar mais aguda, isso porque 2014 é ano eleitoral e ninguém dará um passo para fazer as mudanças necessárias de afastar o Brasil do precipício.

EM RONDÔNIA

A situação rondoniense também deve merecer cuidados especiais. Em nosso estado (pela falta de lideranças no campo da oposição) o cenário mais provável é o da reeleição. A economia rondoniense pelos números que se conhecem está muito próxima da estagnação. E nem poderia deixar de ser assim. Afinal os dirigentes públicos (e ai não se pode incluir apenas o governador) caminhou no retrocesso, deixando de realizar as reformas fundamentais. Nosso setor produtivo não recebeu nem os incrementos mínimos para pelo menos manter a produtividade. Várias denúncias foram feitas nos limites do legislativo de que nem as sementes de feijão foram entregues aos produtores.

BARRA PESADA


Sem o incremento do setor produtivo não há, também, geração de empregos, e não há como garantir melhorias e mudar o patamar do padrão de vida dos moradores (em curto prazo).
Acho difícil fazer promessas com garantias de que 2015 será um ano melhor. Seja lá quem for eleito em outubro não escapará das necessidades de promover o ajuste clássico sem (pelo menos) evitar o sofrimento do aperto salarial contra os servidores, etc.etc.
Se o escolhido para comandar o estado continuar dando guarida aos que ao longo do tempo se mantém encastelados próximos do Palácio Getúlio Vargas não será possível implementar as mudanças para corrigir os rumos econômicos.

ENFRENTAR PROBLEMAS

E, pelo andar da carruagem a tendência é que as forças não desejam mudanças estarão influenciando no poder, seja qual for seu titular, escolhido pelo voto do povo.
Quem jogar as fichas numa previsão de aprofundamento do estresse será menos surpreendido com o que vem por ai. Esse estado não pode mais desperdiçar suas chances, como ocorreu nestes últimos anos em relação ao volume de investimentos privados (e públicos) dentro da implementação das hidrelétricas do Madeira.
Se o próximo governador for desse tipo que se recusa a enfrentar os problemas, o custo para o ajuste necessário será cada vez maior e, como sempre, recairá sobre o lombo do povo.
Para Rondônia, as mudanças nos métodos de gestão são inevitáveis. Só com elas o estado mudar de patamar em termos de crescimento e melhorias no padrão de vida para suas próximas gerações.

PARALISAÇÃO


Agentes da Polícia Federal farão uma paralisação no dia de hoje, em todo o Brasil. Assim, vão marcar o Dia Mundial de Luta contra o Câncer. Em frente às unidades da PF, os policiais vão realizar o velório da Segurança Pública, pois consideram a burocracia e a falta de investimentos os grandes cânceres das polícias brasileiras.

MAIS COMIDA

Servidores do município de Rolim de Moura poderão comer mais a partir desse mês. O prefeito Cesar Cassol anunciou o aumento do auxilio alimentação. O reajuste eleva os 277 reais para 400 reais a partir desse abril.

LÚCIA TEREZA

Uma mulher pioneira em Rondônia, com larga experiência na gestão pública e também na representação popular, não definiu ainda se disputa novamente a eleição para o cargo de deputada estadual ou federal, como se cogitava nos bastidores de seu partido. Lúcia é certamente um ícone na região de Espigão d’Oeste. Sua resistência a voltar à política é os problemas de saúde de seu marido que, afirma-se, sofreu recentemente uma nova cirurgia. Certamente seu retorno a Assembleia contribuiria para melhor o nível da representação estadual rondoniense.

PREGO BATIDO

Está praticamente confirmada a aliança do PSC com o PSDB. Ontem o tucano Expedito Júnior passou horas em conversas com vários representantes partidários numa reunião acontecida na sede do Diretório do PSD. A coordenação do evento teve o dedo do presidente do PSC, Edgar do Boi. O nome de Neodi Carlos está fechado para integrar a chapa majoritária que, como se diz, terá o tucano emplumado na cabeça.

CONTAMINAÇÃO

O deputado Ribamar Araujo, do PT, exigiu ontem da Vigilância Sanitária maior controle sobre os peixes disponíveis para os consumidores de Porto Velho. Segundo o parlamentar, há um risco muito grande de que os peixes pescados em áreas de alagação estejam contaminados.

REGRA TRÊS

Se o deputado Maurão de Carvalho for preterido para a candidatura de governador, poderá ser chamado a integrar a chapa majoritária apoiada por Ivo Cassol como candidato a vice ou mesmo ao Senado. E, como se ouviu, o deputado Maurão poderá aceitar já que não pretende mais disputar outro mandato no parlamento estadual.

UFA!

Empresa criada para promover o desenvolvimento urbano de Porto Velho, a Emdur pouca coisa fez ao longo dos anos para cumprir o seu papel. Mas agora, a Emdur tem novo fôlego, como anunciou seu próprio presidente, Gerardo Martins. “Sessenta e dois dos sessenta e oito bairros de Porto Velho já tiveram devidamente mapeados os pontos de luz queimados a serem substituídos. O levantamento, em grande parte foi realizado com a ajuda das associações de bairros” revelou o engenheiro.

AZUL VOANDO


A Azul Linhas Aéreas Brasileiras solicitou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) um voo extra entre Porto Velho e Rio Branco para atender à demanda da população após a cheia do Rio Madeira, na fronteira entre Rondônia e Acre. A elevação do leito do rio a quase 20 metros acima do nível normal impede o tráfego pela única rodovia que liga os dois estados. A expectativa da companhia é operar o voo extra de 5 a 31 de maio.

RAUPP


Não se falou de outra coisa ontem nos escaninhos da cidade: “A Queiroz Galvão andou premiando o PMDB rondoniense, quando comandando pelo Raupp, com dinheiro de propina para financiar campanha!”. Ora, logo o Raupp que está na vida pública para servir o povo e o país? Perguntei. E, claro, disse que não acredito. Até porque o Raupp é da cepa antiga. Não faz política para ganhar dinheiro. É um moço muito humilde lãs das bandas de Rolim. Deve ser intriga da oposição. Certamente as explicações do barbudo de Rolim são satisfatórias...


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/artigos/nosso-pais)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions