Rondônia, segunda-feira, 20 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 08 de Janeiro de 2011 - 12h30

O que se aproveita do discurso de posse de Confúcio Moura

Walmir Miranda


PREÂMBULO - Para o público que esteve presente à solenidade de posse de Confúcio Moura (PMDB), o seu discurso foi uma demonstração de como pretende administrar Rondônia doravante, segundo ele, sem medo, de forma célere, transparente, sem segredo (e quem os tiver que não os conte para ele), com probidade, sem perseguição a quem quer que seja, valorizando os servidores públicos, e as prioridades iniciais são à saúde, a segurança pública e a educação, que em sua óptica estariam em situação deplorável.

Naquela oportunidade, Confúcio também deixou bem claro que, valoriza a imprensa livre, investigativa e defensora dos interesses de Rondônia e de sua população.

COMENTÁRIO - Quer dizer, por essas afirmações, o novo governador de Rondônia procurou se manter fiel ao discurso de campanha e ao perfil que colocou a disposição da população, principalmente do eleitorado. 
Foi humilde e generoso para com os seus familiares e amigos de longas datas. Sem se preocupar com um discurso elaborado e dentro de conceitos “disso e daquilo” procurou se expressar de maneira a ser compreendido por todos, indistintamente.

Na verdade, ele fez um discurso simples, leve, sem tom de agressividade ou “recados codificados” aos seus opositores. Deixou claro que a campanha ficou para trás, que é hora de trabalhar, porque ele e Rondônia têm pressa.

Na seqüência de seu pronunciamento, Confúcio Moura deixou questões pontuais, que não poderiam deixar de ser “pinçadas” pela imprensa. Vejamos:

1. JUSTIÇA ELEITORAL BRASILEIRA

O governante fez questão de dizer de seu reconhecimento ao importante papel da Justiça eleitoral brasileira, pela forma eficiente e eficaz com que administrou as eleições majoritárias de 2010, “dentro de um novo conceito: ficha limpa”.

COMENTÁRIO - É óbvio que, implicitamente, Confúcio embutiu no texto, o reconhecido e imprescindível trabalho realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE). Isso foi um fato incontestável. O pleito, em Rondônia, foi dos mais tranqüilos nos últimos quinze anos, em 52 municípios rondonienses.

2. SOBRE OS RELIGIOSOS

O novo governante, com humildade reconheceu a importância, e ao mesmo tempo agradecer aos devotos de todos os credos religiosos, padres, pastores, etc.

COMENTÁRIO -
Saiu-se bem, porque o assunto religião, nas suas diferentes formas é sempre algo contraditório e polêmico.

3. PRESTIGIAMENTO AOS ARIQUEMENSES

O governador foi enfático em dizer: saúdo o povo do município de Ariquemes, que sempre esteve a meu lado. Ali moro e manterei o meu permanente endereço.

COMENTÁRIO – Não poderia ser de outra forma. Em Ariquemes iniciou e consolidou sua trajetória de homem público. Ali foi o ponto de partida para se tornar secretário de estado da Saúde, deputado federal e prefeito. Além de trabalhar em sua área profissional: médico. 

4. ORIGEM

Sobre sua origem disse: “sou de uma terra de gente pobre, onde ninguém se sentia rejeitado, que terminava numa espécie de pobreza rica, porque se tinha um orgulho esquisito: ter muita ambição. Lá no Tocantins não se sabia se era região Norte ou Nordeste, muito menos Centro-Oeste. Sabíamos que era um belo sertão de campinas, veredas, bancos de areia da Bahia, Piauí e Maranhão. Que também era Goiás,m e deste virou Tocantins. Sou de uma terra de gente humilde, cuja ferramenta mais importante era o livro. Poucas escolas, muitas idéias e que se pegava a estrada do mundo bem novo, mas, sempre preso aos laços da tradição. Sou de uma terra inesquecível de sonhos tão fortes, que parecíamos tão iguais como num socialismo perfeito.

COMENTÁRIO -  Mostrou saudosismo e reconhecimento a vida de antes, sob à criação materna e paterna, sobre modo ao redor de amigos de infância e de personalidades locais que  nunca esqueceu. 

Acrescentando: “é por isso que estou aqui, recebendo o mandato de Governador de Rondônia. Com esta força imensa de gente destemida, que vai  em frente.  Herdei do meu pai a inquietude e o sentimento de aventura. Ele não se acostumava com o mesmo lugar, amava o risco, se expunha integralmente. Não podia ouvir falar em cidade nova, em garimpo novo, em eldorado. E foi com este sentimento de bandeirante que cheguei ao Estado de Rondônia. Só houve uma diferença, vim e não saí mais.

E quanto ao seu papel de líder, Confúcio Moura ainda se permitiu dizer: a única arrogância permitida ao líder é o desafio. A ele compete enfrentar até mesmo o abismo que se descortina a cada dia. Não pode se acomodar diante do perigo, do conflito e da contradição, enfrentar para mediar, resolver, negociar e alcançar a paz e o acordo”.

5. GUAJARÁ-MIRIM

Sobre esse importante, porém, esquecido município da fronteira com a Bolívia, Confúcio disse: “parece que meu amigo Máximo Villar, já falecido, me ajudou em Guajará-Mirim, porque foi onde obtive a maior votação nesta eleição. O meu discurso calou os corações da cidade. Agora, tenho este compromisso de honra com a cidade.
Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos”.

COMENTÁRIO - Está claro, portanto, que o governo do PMDB deverá dar atenção especial a Guajará Mirim, onde por causa de maus políticos e, principalmente, de maus administradores o município quase foi a bancarrota total. Porém, o governador que foi apoiado por todas as colorações políticas de oposição e até mesmo algumas de direita ali existente deverá construir hospital, postos de saúde, escolas, dentre outras coisas. Pelo menos é isso que aquela população está esperando.
Essa possibilidade é real. É só ver que Confúcio ainda disse: “Eu acredito neste principio, desde que se possa oferecer para todos, igualmente, boa escola, boa saúde e oportunidades”.

6. COMPRAS GOVERNAMENTAIS

Disse em seu discurso: “...da outra parte é abrir as portas para a igualdade nas disputas das compras governamentais. Em todas as suas formas. Desde abrir as portas do Governo para as compras governamentais para todos, indistintamente, chamando os pequenos empresários para participar, auxiliando na formalização dos micro-empreendedores”.

COMENTÁRIO – Óbvio que o governador sabe que para isso ocorrer, o segredo, a solução é a capacitação, a profissionalização dos jovens para que vejam as janelas abertas da prosperidade. Isso está mais do que claro aos olhos da população rondoniense. Singularmente, não existe nada de muito extraordinário nessa questão, a não ser o compromisso de público que o governante fez com a classe empresarial e, particularmente, para com os jovens que realmente precisam vislumbrar e acreditar nessas “janelas de prosperidade”.
 
7. O QUE É A NOVA RONDÔNIA?
 
Para Confúcio, a Nova Rondônia é um simples slogan de campanha. É a Rondônia de sempre investida de novos compromissos. Além de que, a primeira vista pode ser simbólica, e que passa a se concretizar com algumas ações simples. Tais como:

1. O plantio de uma árvore na porta do palácio – o mogno – e daí por diante, em todas as secretarias, autarquias e representações do Estado, no mesmo dia 4 de janeiro, às 16 horas. (nessa data se comemora a instalação do Estado de Rondônia).

2. Encontro com empresariado nos primeiros quinze dias de governo – principalmente os fornecedores, para entender como será a NOVA RONDONIA – e para se estabelecer uma nova relação entre o Estado e iniciativa privada. 

3. Pacto da Governança – com a participação do MP, MPF, TCE, TCU, OAB e do Observatório Social. Este será um pacto de governabilidade, para reduzir possíveis resistências, voar para o mundo das metas e dos controles (estabelecidos na legislação e, também, dentro das diretrizes estabelecidas pelo governo).

COMENTÁRIO – Sobre isso, o governador foi mais além, enfatizando que: a NOVA RONDONIA, terá portas abertas, com salas VIPS, para os micros, pequenos e médios empresários, e para os produtores rurais.
Disse também em alto e bom tom que “A NOVA RONDONIA, não terá segredos. Quem tiver os seus que não me procure. Não tenho compromisso com sigilo de atos de rotina, de procedimentos e formalidades de Estado”.

COMENTÁRIO – Aqui, se vislumbra um recado sério e pesado para os seus aliados de primeira hora, e principalmente para os “urubus” que já fazem vôos rasantes sobre os entes estaduais em busca de situações privilegiadas. Ao não admitir a prática de segredos, Confúcio teria cortado o mal pela raiz,para não se deixar “contaminar” por fuxiqueiros e fuxiqueiras de plantão”, ma na falta do que fazer vivem de inventar inverdades sobre os outros, ou então, criando situações com o objetivo de gerar perseguições contra os supostos desafetos do governador. O tempo se encarregará de mostrar se isso realmente será mantido pelo novo governador de Rondônia.

8. INCENTIVO FISCAL
 
Este é um poderoso instrumento de desenvolvimento local. Instrumento que deve ser oferecido para grandes, médios e pequenos empresários. Além de promover a justa distribuição do desenvolvimento, no Estado de Rondônia como um todo, ou seja, em seus 52 municípios.  Além da política de incentivos para atrair empresas, deve o Estado aproveitar o momento para implantar a infra-estrutura necessária, para atrair empresários.

COMENTÁRIO -  Como o governador que fazer isso? – Através de um novo porto, do aeroporto internacional governador Jorge Teixeira, através de boas estradas, do fornecimento de energia farta, gás natural, ferrovia, eclusas e do aumento da produção de carne e leite, mediante a modernização do setor, e das oportunidades de negócios para os vizinhos da América Latina, e para o mundo inteiro.
Também com o aproveitamento da saída para o Pacífico, da união dos oceanos (Atlântico e Pacífico).

Com isto, acredita o governante, virão os novos meios de modernização de nossas empresas, com a Zona de Processamento das Exportações (ZPE).

Possibilitar segurança jurídica aos investimentos e regras claras para assegurar aos investidores, neste Estado, garantias de retorno do seu capital.
 

9. MEIO AMBIENTE
 
Acrescentou ainda o governador: “minha política será a do desmatamento zero, quero fortalecer a boa e necessária relação com o setor produtivo madeireiro, agricultores e fazendeiros, para que de agora em diante, a riqueza deste Estado deva perseguir outros fatores modernos de produtividade, mediante à recuperação de pastagens degradadas, plantio de árvores, criação de peixes, manejo florestal desburocratizado, rápido e legal.

Tudo centrado em duas bases: Regularização Ambiental e Regularização Fundiária. Estas políticas devem ser perseguidas como causas maiores do nosso desenvolvimento, juntamente com o Zoneamento Econômico e Ecológico (ZEC), como poderoso instrumento de planejamento e desenvolvimento.

Não quero ver a riqueza natural olhando a pobreza humana. Tudo será diferente com ciência, pesquisa e tecnologia sendo utilizadas como instrumentos poderosos de preservação ambiental.
 
Disse ainda: “assumo o compromisso de fiscalizar à política ambiental no Estado, junto com os nossos fiscais, a Polícia Florestal (que é bem melhor e saudável do que permitir, permanentemente, que a Força Nacional, a Policia Federal, e até mesmo o Exército invadam o Estado em suas operações de guerra). Farei este serviço permanentemente.
COMENTÁRIO – Como se pode observar, o compromisso do governador com a política ambiental, doravante, será totalmente diferente daquela que o Estado teve nos últimos oito anos. Os profissionais dessa área estão apoiando e torcendo para que o novo modelo dê certo, já que não suportam mais tantas intervenções de órgãos federais, assim como as multas pesadas, o fechamento de empresas (principalmente madeireiras), além do desemprego de milhares de pessoas que hoje estão praticamente na miséria em diversas partes do Estado.
 
10. NFOVIA E MULTIMÍDIA RONDONIA
 
Sonho do governador: “eu quero Rondônia coberta por ondas de Internet, por fibras óticas, ondas de rádio wireless. Quero dados, voz e imagens formando a maior nuvem de iluminação dos nossos céus. Eu quero que estas ondas levem para todos os cantos e recantos deste Estado à integração completa do nosso povo. A educação de qualidade, as redes de contatos, a regulação dos serviços de saúde, os dados da segurança pública. Quero todo mundo conectado com todo mundo.

No mais é a tecnologia da Informação dando preferência ao software livre.

COMENTÁRIO -
Realmente esse é um belo sonho do governador. Já pensou todas as centenas de escolas do Estado terem seu laboratório de informática?  Já pensou todos os órgãos estaduais ficarem totalmente informatizados? Já pensou se a CEPROD vier a gerenciar tudo isso?

Sem dúvida que tudo isso será algo fantástico, e com benefícios enormes a população.

E, mais fantástico ainda será ver o governo aproveitar a força de trabalho (e tecnologia) que há muitos anos está sendo desperdiçada na CEPRROD – Companhia Estadual de Processamento de Dados, que na verdade, se transformou numa espécie de “cabide de empregos”, muito aquém das reais finalidades para s quais a empresa teria sido criada mediante investimento de muitos milhões de reais.

Enquanto isso, o Estado gasta milhões com empresas privadas, cujos programas parecem não atender as vitais necessidades do Estado de Rondônia, ante o compasso de progresso que apresenta com o advento das grandes Usinas Hidrelétricas do Rio Madeira, no município de Porto Velho (Jirau e Santo Antônio). 

11. A PESQUISA CIENTIFICA
 
”Criarei a Fundação de Apoio à Pesquisa Cientifica nos próximos três meses. Darei a devida regulamentação e ajustarei no Orçamento do Estado os recursos para prover o inicio de suas atividades. Um Estado sem pesquisa cientifica jamais será capaz de orientar o seu próprio desenvolvimento”.

COMENTÁRIO - Os pesquisadores de Rondônia estão radiantes. Nunca dantes, para eles, um governante acenou com tamanha possibilidade de apoio à evolução do setor de pesquisas, principalmente junto as Instituições de Ensino Superior. Resta aguardar que um “time” competente seja formado no governo para cuidar dessa área tão vital ao futuro de nosso Estado.
 
12. SEGURANÇA PÚBLICA
 
Este um clamor nacional e nosso também, disse Confúcio. Buscaremos a integração entre todos os órgãos de governo para o enfrentamento do crime, do vício das drogas e promover ações preventivas nas escolas e, também, no tratamento dos doentes químicos.

Desenvolveremos ações centradas na informação competente e no movimento do pessoal de acordo com a necessidade. Poremos em prática uma política de segurança pública, progressivamente eficiente, para que a população possa confiar no governo.

COMENTÁRIO -  Esse será um dos grandes desafios do noivo governo de Rondônia. E de início o que se vê é o descontentamento de Delegados de Polícia, e de milhares de Cabos e sargentos da Polícia Militar, com as propostas de mudanças que teriam sido encaminhadas a Assembléia Legislativa pelo governador. Isso estaria contrariando interesses dessas duas corporações, e gerando descontentamentos internos.

13. SEGURANÇA ALIMENTAR
 
”Perseguirei a segurança alimentar com a implantação dos bancos de alimentos, para que possamos combater o desperdício de comida no Estado. Busacaremos à implantação à implantação de dois restaurantes populares na cidade de Porto Velho, com refeições a baixíssimo preço da comida e com boa qualidade nutricional, tendo como principio a compra direta da agricultura familiar e com o gosto dos nossos costumes alimentares. Da mesma forma, serão construídos três mercados populares na cidade de Porto Velho, nos bairros, para que a população de baixa renda possa adquirir comida de qualidade com preços mais baixos.

COMENTÁRIO – É uma boa notícia. Também porque o Estado fará aquilo que há muito tempo já deveria ter sido concretizado pelas administrações municipais, que infelizmente não o fizeram, num verdadeiro atestado de incompetência, segundo o que se escuta em todas as partes da Capital rondoniense. 
 
13. A TEORIA DA ORGANIZAÇÃO
 
Não vou jogar dinheiro fora. Qualquer dinheiro público em Associações, Cooperativas, entidades deve antes de tudo serem conhecidos os seus perfis de organizações.

Sem organização vem o caos. O desperdício e o falso crescimento. Por isto, todo mundo deve ser treinado, fiscalizado e avaliado. A técnica da preparação massiva é uma extraordinária possibilidade de desenvolvimento inclusivo. Vamos preparar técnicos de desenvolvimento econômico, pela técnica de preparação massiva do Professor Clodomir Santos de Moraes.

COMENTÁRIO -  A população vai torcer para não ver dinheiro arrecadado dos impostos sendo desperdiçado ou mal empregado em obras e serviços de péssima qualidade, como já aconteceu tantas vezes.
 
14. PRESIDIOS
 
A palavra de ordem é o da humanização dos presídios, centrado na dignidade da pessoa humana, na educação e no trabalho dos apenados. A busca do recurso no Ministério da Justiça e outras Secretarias Nacionais para nos atender na consecução dos nossos objetivos.

COMENTÁRIO – Por si só as palavras do governante já  o colocam diante de um grande compromisso com a coletividade, vez que, todos sabem das precárias condições  em que os presídios rondonienses se encontram e sobre modo de sua superlotações.

Existe, também o temor que a entrega do Setor Prisional para aser administrado por Agentes Penitenciários possa vir a não dar certo.

15. EDUCAÇÃO
 
No meu PLANO DE GOVERNO - eu assumo frontalmente o meu compromisso com a EDUCAÇÃO. Educar para incluir. A juventude só sairá do mundo da violência e das drogas se tiver aberta – A PORTA DA ESPERANÇA. E esta porta chama-se EDUCAÇÃO.

Educação com metas de desempenho, boa gestão, foco no aluno, avaliação permanentes, controles rígidos e boas escolas. Além do mais com os professores respeitados, qualificados e comprometidos.

A Universidade Estadual que entrará em ação gradualmente, a principio com a modalidade à distância com tutoria para todo Estado. E a educação integral da mesma forma.

COMENTÁRIO – Aqui o desafio do novo governo será muito grande, porque os salários dos professores continua muito baixos, e o sindicato da categoria continua fazendo exigências e mais exigências para que a situação possa ser solucionada, inclusive, com a realização de incontáveis movimentos paredistas, ou seja, de greves. UM DETALHE: Confúcio diz que espera não ter nenhuma greve de funcionários públicos, porque sempre se deu bem com eles.

16. SAÚDE
 
Sou médico e conheço a saúde pública. Conheço as suas duas grandes deficiências históricas – o baixo nível do gerenciamento dos serviços e o subfinanciamento crônico. Diante disto, tenho condições de garantir que irei melhorar os serviços.

1. Tirar os doentes do chão e das macas no Pronto Socorro Estadual de Porto Velho;

1. Colocar um avião a disposição dos municípios de fronteiriços e distantes;

2. Regionalização efetiva;
 
3. Implantação de consórcios de saúde;

4. Modelos complementares de atendimentos, organizações gerenciais, filantrópicas, oscips;

5. Parcerias com entidades civis e religiosas que cuidam de dependentes químicos;

6. Apoio integral a gestante e à criança;

7. Apoio aos municípios para os projetos de saneamento ambiental e destinação dos resíduos sólidos;

17. SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS
 
Sempre me dei bem com os servidores públicos. E vou continuar do mesmo jeito. Quem tem recursos humanos bem preparados move o mundo inteiro. Não terei nenhuma greve no meu governo. Todo mundo sabe fazer conta e saberá entender os limites do Estado que são previstos em lei;

18. IMPRENSA
 
Nenhuma novidade, disse o governador que a relação com os órgãos da imprensa do Estado será cordial e respeitosa possível. Valorizar a imprensa livre, investigativa e defensora do interesse do Estado e do povo.

COMENTÁRIO -  É grande a expectativa sobre esse ponto focalizado pelo governador. Tem quem acredite que será assim. E tem que não acredite nisso. O remédio será aguardar, pois o tempo é o verdadeiro senhor da razão.
 

19. CONCLUSÃO

De tudo aquilo que “pinçamos” sobre o discurso do governador, entendemos que, o povo de Rondônia deve manter em estado de esperança, pois sem ela nada acontecerá. Até porque, a esperança é última que morre.

Além do mais, o povo certamente deve deixar de se iludir com o sucesso dos outros, e deixar de copiar os modelos existentes mundo afora.

Habitualmente as soluções estão próximas de nós mesmos. Só que muitos não olham ao redor. Vivem presos em seus “mundinhos”, em seus sonhos e esquisitices, sem se darem conta que a vida segue em frente. Sobre modo, numa democracia a alternância de poder é  algo lógico e inevitável, afinal de contas o pluralismo de idéias sempre existirá, assim como as oposições, já que toda unanimidade é burra – só ajuda a criar deuses dos pés de barro, e falsos ídolos -,logo o mais sensato é cada um tirar suas conclusões e, se puder ajudar que ajude. Se não for assim, dificilmente o bem estar coletivo será alcançado e concretizado para o bem de todos, indistintamente.
Essa é a conclusão que fazemos sobre o assunto ora focalizado.

ATÉ A PRÓXIMA, PREZADOS LEITORES !!!
 


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions