Rondônia, sábado, 21 de julho de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Sábado, 02 de Abril de 2011 - 11h10

PREFEITO DE CORAÇÃO MOLE E PULSO MAIS MOLE AINDA

Dimas Ferreira


------------------------------------------

"Todo homem que se vende recebe muito mais do que vale."
(Barão de Itararé)
------------------------------------------


PRA BOI DORMIR

Nem tudo é desgraça na vida do ex-prefeito de Vilhena, Melki Donadon (PHS). Longe do poder desde 2004 e com perspectivas cada vez mais remotas de voltar a dar as cartas na cidade, o ex-poderoso pelo menos pode comemorar excelentes resultados bovinos em sua fazenda, que fica nos arredores do núcleo urbano. No início do mês, uma de suas vacas deu cria a três bezerras de uma vez só, um fenômeno raríssimo. A comemoração só não foi maior na propriedade porque o fértil animal (de nome “Mansinha”) é de uma raça “pé-dura”. O caso, é claro, mesmo sendo do segmento veterinário e não da área política, ganhou destaque na imprensa do Cone Sul.

TRUCO!

Presente numa reunião que discutia os rumos do turismo e da pesca na cidade ribeirinha de Porto Rolim, o senador Ivo Cassol (PP) ouviu o presidente de uma associação comunitária local rasgar elogios à sua atuação como governador. Ao reconhecer o trabalho do progressista, o homem foi informal: “Quando assumiu o Governo, o Ivo tinha uma puta responsabilidade...”. Cassol se levantou da platéia e corrigiu: “Resolve aí: ou eu tinha uma puta ou tinha   responsabilidade. As duas coisas não, né?”. Arrancou gargalhadas do público.

TRANCA RUA

Estão cada vez mais entusiasmados em Vilhena os aliados do deputado Natan Donadon (PMDB) recém-salvo pela derrubada da Lei da Ficha Limpa pelo STF. Os partidários do moço acham que ele está apto a concorrer à Prefeitura no ano que vem. Pessoas ligadas ao prefeito Zé Rover, eventual adversário de Natan, tratam de azedar a doce perspectiva: juram que o senador Valdir Raupp, correligionário de Donadon, teria se comprometido em sepultar sua candidatura no PMDB. Se o ódio que Raupp dedica a Melki for extensivo ao irmão, ele sabota mesmo o “companheiro”...

AMOR ANIMAL

Conterrâneo deste colunista (é de Minas Novas, cidade histórica do interior das Gerais), o deputado Valdivino Tucura (PRP) não tem cerimônia para falar com o Padre Franco (PT), prefeito de Cacoal, sobre qualquer assunto, por mais espinhoso que seja. Dias atrás, o parlamentar foi flagrado num restaurante de seu berço político revelando ao sacerdote-mandatário detalhes sobre como descobriu o amor na adolescência. “Sabe o que disse a minha parceira quando lhe dei carinho pela primeira vez, padre?”. Como o vigário se calou, meio envergonhado, Tucura, menino criado na roça, disparou: “Ela disse bééé!!!”. Por dever de ofício, o religioso não pode mentir e, portanto, deve confirmar o sucedido.

POUCA FIRMEZA

Com cara e atitudes de bom rapaz, o prefeito Zé Rover não gosta de briga e faz qualquer coisa para ficar bem com todo mundo. Trabalhador e humilde, pena, porém, com a fama que lhe atribuem adversários e até alguns aliados: não tem firmeza para comandar sua própria administração. Ou o alcaide começa a dar uns murros na mesa de vez em quando (nem que seja para fazer cena), ou tende a entrar para a história como o sujeito boa-praça que come na mão dos outros. É uma festa a quantidade de gente que dá pitacos e finca afilhados na Prefeitura do “Zé Bonzinho”.

QUE DUREZA!

Dois dias depois de assumir a Secretaria de Comunicação de Vilhena, o vice-prefeito Jacier Dias (PSC), que não tem lá grande intimidade com a prática jornalística, teve que enfrentar uma baita crise por causa de máquinas do município flagradas trabalhando numa propriedade particular no Mato Grosso. Fez o que pode: foi para uma emissora de rádio e tentou dar uma de “Migué”, pregando mais harmonia entre a Câmara (que investiga o caso) e a administração do chefe. No meio do fogo cerrado, ao ligar para o barulhento jornalista Mario Quevedo para apresentar sua argumentação na imprensa escrita, ouviu do escriba: “Bem-vindo ao maravilhoso mundo da comunicação, coleguinha!”. Jacier, graças a Deus, é pastor da Assembléia de Deus. Oh, glória!

CABRA DE ROCHA

Tive o prazer de reencontrar nesta semana, de passagem por Vilhena, o comerciante Antônio Gonçalves da Fonseca, o “Tó Mineiro”, que na década de 60 era um dos craques do time do meu velho pai lá nos cafundós das Minas Gerais. Aos 72 anos, sacudido que só, o ex ponta direita, que vem a ser pai de Valter Araújo (PTB), presidente da Assembléia Legislativa, é o tipo de sujeito boa prosa, que continua a simplicidade em pessoa: apesar das primaveras no lombo, não larga o trabalho (pesado, aliás) em sua propriedade no pequeno distrito de Migrantinópolis. Longa vida ao velho Tó!

LÁ VEM BALA

Vereadores que acham que o promotor Paulo Lermen anda passando da conta com suas múltiplas ações contra os poderes públicos em Vilhena, preparam o contra-ataque: solicitaram a lista de cargos comissionados da Prefeitura para conferir se o homem do MP tem, como se suspeita, algum parente grudado na teta. Aguardemos, pois...

VÔ NÃO, POSSO NÃO...

Favorito para ganhar a Prefeitura de Cerejeiras, o ex-deputado Ezequiel Neiva (PPS) já avisou aos aliados: prefere esperar “abrir uma vaga” para voltar à Assembléia. Pelos seus cálculos, os deputados Neodi Carlos e Glaucione Rodrigues, ambos do PSDC, devem disputar as Prefeituras de Machadinho e Cacoal, respectivamente. Como ambos são favoritos aos cargos, logo, sua cadeira estaria garantida. Glaucione deve mesmo entrar na briga. Neodi? Sei não, hein?

PRIMEIRA...

Meus sinceros agradecimentos ao advogado Ernande Segismundo, que na última edição desta coluna me comparou (obviamente, um exagero) ao incomparável Paulo Queiroz, papa da imprensa rondoniense que infelizmente não está mais entre nós. Valeu a intenção, doutor. Tentarei merecer a confiança...

...SEGUNDA

Já ao leitor do Rondoniagora que se identifica como Rui Carlos Pereira, que perguntou se sou servidor público e insinuou que levo uns caraminguás para bajular poderosos neste espaço, esclareço: não sou do serviço público (nem tenho nada contra quem é), não sou filiado a qualquer partido político (mas reconheço que a militância é importante para a democracia) e, finalmente, não recebo um vintém para expor minhas idéias. Se tivesse vocação para viver da caridade alheia, iria para um monastério qualquer.

E FINALMENTE...

Sou advogado (embora sem militância, por falta de tempo), torço para o Cruzeiro e sou fã de Nelson Mandela. Feito meu comercial, um abraço a todos e até sábado que vem!


||||||||||||||||||||||||||||||||||ACONTECEU||||||||||||||||||||||||||||||||||
 

DEPUTADO CONFUNDE ENGENHEIRO COM VIGIA

Acostumado a pular cedo da cama desde a época em que era patroleiro, o deputado Luizinho Goebel (PV) viveu uma situação cômica dias atrás.
A pedido de funcionários do DER, o parlamentar baixou de madrugada na sede do órgão, para conversar com o diretor geral da entidade, o engenheiro Lúcio Mosquini. Ao chegar ao local, bem antes das 6:00h da manhã, o vilhenense foi atendido no portão, por um sujeito bastante educado. Retribuindo a gentileza, Goebel cumprimentou:
- Bom dia, seu guarda. O senhor sabe se o diretor demora pra chegar?
Segurando o riso, o “vigia” informou:
- Ele já deve estar chegando, deputado. O senhor não quer entrar e esperar?
- Ué, como o senhor sabe que eu sou deputado? Alguém falou que eu vinha aqui?
Aí, Lúcio Mosquini, que acorda ainda mais cedo que o parlamentar e estava sendo confundido com um vigilante, resolveu abrir o jogo:
- Na verdade, sua visita havia sido comunicada a mim. Prazer, deputado: eu sou Lúcio Mosquini...
Meio sem graça, Luizinho se desculpou por ainda não conhecer pessoalmente o homem que comanda as obras e serviços relacionados a estradas em Rondônia. Desde o episódio, os dois passaram a trabalhar juntos e frequentemente trocam elogios recíprocos.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions