Rondônia, 27 de maio de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Artigos

DONADON JURA VOTAR CONTRA, MAS PODE AJUDAR VALTER

Sexta-feira, 20 Abril de 2012 - 18:52 | Elianio Nascimento


DONADON JURA VOTAR CONTRA, MAS PODE AJUDAR VALTER

Dinheiro, muito dinheiro


Comemorando de um lado, segundo ela mesmo, Ana Lúcia Dermani de Aguiar, a “Ana da 8” anunciou que foi absolvida da acusação de participação na compra de votos de vereadores em sua região. Por outro lado, o Tribunal de Justiça decidiu também aceitar que a parlamentar seja julgada por corrupção envolvendo ela e o foragido Valter Araújo. A decisão saiu um dia depois que “Ana da 8” comemorava a extinção de seu processo no caso dos vereadores.

Somente na próxima quinta-feira o Tribunal de Contas irá analisar prestação de contas da Assembléia Legislativa referente ao ano de 2002. O atraso de 10 anos nem tem tanta razão de existir. Mas é sempre assim: quando um político se aposenta da vida pública ele perde poder e consequentemente todo tipo de força. Mas ultimamente as coisas não estão demorando tanto....Se a contabilidade for a mesma, por exemplo, as responsabilidades de Valter Araújo serão julgadas somente em 2022.

Inocentada, mas nem tanto

Comemorando de um lado, segundo ela mesmo, Ana Lúcia Dermani de Aguiar, a “Ana da 8” anunciou que foi absolvida da acusação de participação na compra de votos de vereadores em sua região. Por outro lado, o Tribunal de Justiça decidiu também aceitar que a parlamentar seja julgada por corrupção envolvendo ela e o foragido Valter Araújo. A decisão saiu um dia depois que “Ana da 8” comemorava a extinção de seu processo no caso dos vereadores.

Choradeira da Expovel

O Governo colocou abaixo praticamente toda estrutura do Parque dos Tanques, onde acontece anualmente a Expovel. O pecuarista João do Vale, presidente da Aspro e responsável pelo evento, anda reclamando porque não terá condições de arcar com cerca de R$ 1 milhão para montar a estrutura em outro local. Diz que o evento é um dos poucos atrativos culturais da cidade de Porto Velho e que a população é quem vai ficar no prejuízo. Só para o internauta recordar a Expovel não é de graça. Só uma noite os portões são abertos e não há nenhuma atração artística. A Aspro recebe volumosos recursos da Prefeitura de Porto Velho, Governo de Rondônia e Assembleia Legislativa a título de incentivo cultural e cobra um preço absurdo pelo ingresso dos shows. A comida é sempre a mesma e os valores são os mais absurdos, só comparado aos praticados nos grandes aeroportos do Brasil. Talvez João do Vale esteja errado, o povo é quem sairá ganhando.

Transposição e AGU

A Advocacia Geral da União (AGU) não aceita ingerências políticas. Ponto final. O que alguns deputados federais e senadores estão fazendo é tentar ganhar tempo tentando convencer o Ministério do Planejamento de que a União custeou o pagamento da folha dos servidores públicos rondonienses até o ano de 1991. Mas na verdade não há como mudar um parecer técnico, mas se houver vontade política do alto escalão da presidente da República, é possível contornar a situação.

Mal estar do casal Raupp

Raupp e Marinha tiveram um tremendo mal estar durante a semana por causa do vazamento do parecer da AGU, determinando que apenas os servidores de 1987 fossem transpostos para os quadros da União. A deputada chegou a exigir que seus assessores não falassem nada a imprensa para não aumentar o estrago político. O senador, por sua vez, desclassificou o parecer chamando o documento de minuta, um rascunho sem valor algum.

Cassol e as rádios

O senador Ivo Cassol (PP) estava em Brasília quando o radialista Natalino Junior foi cortado quando entrevistava o vereador Josiel Carlos de Brito (PMDB). Mas como os adversários não deixam barato, pagou como se tivesse ouvindo a programação da Rádio Planalto lá na Capital Federal. Natalino foi demitido pela direção da emissora e agora Cassol “paga o pato” mais uma vez. Na verdade, o radialista desobedeceu os critérios da rádio para evitar problemas na Justiça Eleitoral e como qualquer empresa recebeu o cartão vermelho por insubordinação.

Chapéu alheio

Quem deveria falar sobre programa de asfalto em Ji-Paraná era o prefeito José Bianco ou o governador Confúcio Moura (PMDB). O primeiro saberia da qualidade dos serviços e o segundo do montante de investimentos. O vereador Josiel Carlos de Brito, filiado ao mesmo partido do chefe do Executivo, estava mesmo era tentando ganhar uma carona no prestigiado programa de obras do Governo Estadual. As eleições municipais se avizinham e como diz o ditado “qualquer buraco é trincheira”.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA PUNE JUÍZA

O Tribunal de Justiça de Rondônia aplicou a pena de disponibilidade à juíza Ana Valéria de Queiroz Santiago Ziparro por ter feito “atos incompatíveis com o cargo”. A magistrada não terá prejuízo a sua remuneração. Confira mais sobre o mundo político.

TRIBUNAL DE CONTAS BARRA NOVA FARRA NA SEDUC

Através da Supel, Representação de Guajará iria licitar empresa para transporte escolar, mas conselheiro descobriu irregularidades

PETISTAS SE ABRAÇAM E MANTÉM EPIFÂNIA PRESIDENTE

Eles nada decidiram e ficou tudo para o próximo evento da legenda.

ANA DA 8 FOI AO STJ TENTAR RETORNO À MESA, MAS PERDEU

Ministro citou que a decisão do desembargador Sansão Saldanha foi bem tomada...