Rondoniagora.com

Rondônia, 06 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Artigos

MÉDICO QUE TENTOU MATAR JORNALISTA É SERVIDOR EFETIVO DO GOVERNO

Domingo, 02 Setembro de 2012 - 08:59 | Elianio Nascimento


MÉDICO QUE TENTOU MATAR JORNALISTA É SERVIDOR EFETIVO DO GOVERNO

O ex-diretor do Pronto Socorro João Paulo II, Sérgio Paulo de Mello Mendes Filho é servidor efetivo do Estado, estando lotado na Secretaria de Estado da Saúde como médico 40 horas. Apesar de seu nome ainda constar na relação de servidores a disposição do Ministério Público de Rondônia (Clique e confira), a assessoria explica que desde 2010 ele deixou o órgão.

A agressividade de Sérgio Paulo de Mello Mendes Filho não é recente. No início do ano ele foi filmado em um surto, agrediu policiais militares e disse que era tarado. Depois afirmou que havia se automedicado e que acabou aplicando quase três vezes o limite permitido de anestésico. Mesmo sendo médico, disse que desconhecia o “detalhe”. O tom agressivo e explosivo sempre foi de conhecimento dos profissionais da Medicina, segundo disse em entrevista na época o presidente do Sindsaúde, Caio Marin.

Sérgio Paulo de Mello Mendes Filho acabou sendo exonerado do cargo dias após os sites jornalísticos divulgarem o vídeo e começou a onda de ameaças, deixadas claras diversas vezes pelo jornalista Rubens Coutinho, que quase foi morto na madrugada de sábado pelo descontrolado médico.

Em uma das matérias divulgadas no site Tudo Rondônia e republicadas no Rondoniagora em 28 de março, Rubens Coutinho descreve parte das ameaças que recebeu. E não só ele foi citado na lista do médico. “..Dirigiu suas ameaças e palavrões contra os editores dos três principais jornais eletrônicos de Rondônia – Rondoniaovivo, Rondoniagora e Tudorondonia”, afirmou o jornalista, registrando queixas policiais posteriormente sem que nada fosse feito.

Nesta segunda-feira, representantes dos veículos de comunicação que atuam em Porto Velho, do Sindicato dos Jornalistas e Associação Rondoniense de Jornalistas irão se reunir com autoridades do Conselho Regional de Medicina, policiais, do Ministério Público e do Governo, cobrando providências contra o médico.

Rubens Coutinho segue internado no Hospital 9 de Julho. Nenhuma autoridade policial buscou informações sobre o caso.



Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News