Rondônia, quarta-feira, 12 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Quarta, 29 de Junho de 2011 - 11h18

O que fazer se ela não quer estudar?

Ridison Lucas de Carvalho


Conversando com um leitor desta Coluna, via MSN, recebi a seguinte pergunta: “(...)Professor, o que fazer se ela não quer estudar?(...)”. E será este o tema da semana.

A situação é a seguinte, o concurseiro tem uma namorada, mas ela, pelo menos por enquanto, não tem vontade de estudar. Isso acaba gerando conflito entre eles. O leitor se sente incomodado pelo fato dos dois não seguirem os mesmos objetivos.

O caso é delicado e necessita muita reflexão.
Pois bem. Há duas situações a serem analisadas.
Primeiramente, se a postulante ao cargo de esposa sente raiva face o amado estar estudando (buscando a aprovação), significa que a relação não está sadia, haja vista que se houver respeito recíproco, também haverá torcida pelo sucesso do seu par.

Se a pessoa quer que você desvie do seu caminho de estudo, fazendo fé pela sua derrota, é melhor partir para outra. O namoro está falido! Relacionamentos desse tipo não são compatíveis com a trajetória de um estudante vitorioso. Destaque-se que persistir na dor culmina com derrota e sofrimento.

Sabemos que a vida de concurseiro não é um mar de rosas, muito longe disso. Assim, sempre peço aos “atletas do bunda-cadeira” que procurem estar próximos de pessoas que possuam objetivos semelhantes, sob pena de desânimo, frustração e desistência.
De outro lado, há os companheiros e companheiras que, apesar de não estudarem, torcem pelo sucesso do seu par.

Na presente situação, sugiro que o concurseiro tenha muito cuidado para não ferir seu par. Tire da cabeça que o que você pensa é a única coisa certa. Não cobre a perfeição de alguém se nem mesmo você tem isso. Lembre-se que não somos os senhores da verdade...

Sempre ouvi falar desde pequenino que nenhum dos dedos das mãos é igual. Ora, da mesma forma são os seres humanos, somos pessoas diferentes, com idéias, sonhos, objetivos e necessidades distintas.
Não estou negando que passar num concurso público é um sinal de felicidade, mas você já se perguntou se a aprovação também é a felicidade que ela está buscando? E se a amada quiser ser comerciante, professora ou ambulante? Será que o desejo dela não merece ser respeitado? Digo mais, será que você está certo?
É claro que quem estuda para concurso público tem o poder-dever de lecionar sobre os prós e contras da carreira pública para a(o) amada(o), mas jamais deve-se impor tal objetivo. Não a obrigue a realizar o seu sonho! Cada um deve buscar o seu ideal, mas sem atrapalhar o outro.

Da mesma forma que na escolha de um curso superior, a pessoa amada, diante de todas as opções que lhe são expostas, deve decidir por si só seu futuro. É ela que terá de conviver com aquela situação.
A vontade de ser servidor público deve partir de dentro do espírito para fora, algo pessoal, íntimo. Ela tem que querer e não fazer para agradar alguém. Tem que ter prazer.

Atente-se que ser servidor público não é a única opção existente no mundo. É claro que há o sinal de estabilidade, segurança, etc. Mas o que seria dos servidores públicos se não fossem os açougueiros, pedreiros, médicos, enfermeiros, técnicos, motoristas de ônibus, padeiros, chapeiros e etc.? Não vou nem falar dos sorveteiros.
Então o que fazer?

Respeite a posição dela, muitas mulheres tem o sonho de ter uma família, cuidar dos filhos, ter uma casa limpa e receber o marido com carinho quando ele chegar em casa. Sei que nos dias atuais pessoas assim são raras, mas será que elas estão erradas? Será que colocar o sonho de ter uma família a frente de ter carros, casas e dinheiro é um erro? Devemos pensar...

Sendo assim, converse bastante com seu par, abra seu coração. Se vocês foram feitos um para o outro, o final será feliz!

Lembro que terminei o Ensino Médio não gostando de determinadas matérias, mas a vida de concurseiro fez com que eu as enfrentasse. Acabei descobrindo que no final do caminho dos cravos havia uma rosa. E não é que hoje adoro furar meu pé nesta trilha!?

Tenha compreensão, talvez este seja o remédio para a maioria dos males do mundo.

Por fim, peço a todos que sigam a equação abaixo e verão que o resultado é certo:

“PENSAMENTOS POSITIVOS + AÇÕES POSITIVAS = RESULTADOS POSITIVOS”

ESQUENTEM AS TURBINAS, POIS O CONCURSO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA ESTÁ POR VIR! JÁ HOUVE PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL DA FORMAÇÃO DE COMISSÃO PARA OS RESPECTIVOS TRABALHOS.

Que Deus abençoe a todos!
Paz, luz, felicidade e amor!
Bons estudos!    

Ridison Lucas de Carvalho
“Sr. dos Mnemônicos”
Contato: e-mail/MSN (srdosmnemonicos@hotmail.com)


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/artigos/o-que-fazer-se-ela-nao-quer-estudar)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions