Rondônia, domingo, 19 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Artigos

Publicado em Segunda, 21 de Fevereiro de 2011 - 16h21

Rondônia buscando novas tendências

Bruno Jorge


------------------------------------------------------------------------------

“Virtualizando Rondônia, uma nova visão,
que se expande cada vez mais”.
--------------------------------------------------------------------


Novos pensamentos, novas ideias, novos métodos de infraestrutura de TI (Tecnologia da Informação) vem mudando o cenário tecnológico em Rondônia. Pensando no desenvolvimento e na evolução, Rondônia abre sua visão para uma das mais novas tecnologias que é a Virtualização. Este conceito é tão evangelizador que está se destacando em empresas, órgãos governamentais e autarquias federais, obtendo inúmeras vantagens, melhoria no desempenho e qualidade nos serviços.

Podemos definir de forma simplificada e direta Virtualização como um processo de implementação de múltiplos sistemas operacionais através de um compartilhamento de hardware. Ela acontece quando é instalado num hardware físico um sistema conhecido como Hypervisor, onde ele compartilha e gerencia todo o processamento das placas de redes, processadores, discos e memórias, possibilitando assim a instalação de vários sistemas operacionais, como  por exemplo, Windows e Linux.

Cada “VM's” ou máquina virtual criada neste processo é um ambiente operacional completo, seguro e totalmente isolado, como se fosse um computador independente. Com a virtualização, um único servidor pode armazenar diversos sistemas operacionais em uso. Isso permite que uma organização opere com muito mais agilidade e com um custo mais baixo, obtendo vantagens como economia de energia, espaço físico, flexibilidade, acesso remoto e manutenção de hardware. Ela também facilita a restauração de sistemas com falha, pois não há exigência de uso de um hardware fisicamente idêntico.

Hypervisors traz um estilo muito diferente de virtualização e muito bem conceituada, pois oferece uma plataforma de infraestrutura virtual competitiva e pronta para o ambiente corporativo com gestão total centralizada.

O analista de sistemas Rodrigo Azevedo, que atua no setor empresarial no âmbito da capital, afirma que conheceu a virtualização através de outro analista, onde ele provou que a tecnologia é de alto nível e de grande performance! Hoje fala que está começando a migração da sua infraestrutura de TI física para infraestrutura de TI virtualizada, pois seu espaço físico não comporta mais servidores físicos. 

O DEOSP (Departamento de Obras e Serviços Públicos do Estado de Rondônia) -  que já está com todos os servidores virtualizados - afirma que virtualizar foi a melhor solução para seu departamento, pois se usufruía de pouco espaço físico e apenas dois servidores físicos em uma demanda muito grande de sistemas operacionais e servidores. Ressalta também que a está usando a  mais de 1 ano e até hoje a ferramenta tem suprido todas as suas necessidades e demandas do órgão.

Ricardo Jacarandá, Gerente do Departamento de Informática do CREA-RO (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura E Agronomia de Rondônia), afirmou que após a virtualização obteve maior controle e eficiências no processamento de dados. “Com mais servidores é possível avaliar um conjunto de softwares e submetê-los a homologação com maior agilidade. Todos os benefícios previstos em um projeto de virtualização foram alcançados na nossa implantação.” diz ele.

Com base nesses casos de sucesso, chamo a atenção para uma nota que a revista INFO do mês de fevereiro do ano corrente ressaltou sobre Carreiras:

“Sobram oportunidades em virtualização” onde se diz que “o crescente uso de serviços na nuvem e de aplicações de diferentes plataformas expandem a adoção de virtualização de servidores nos data centers. Para empresas de storage e computação em nuvem, está cada vez mais difícil encontrar especialistas no tema. Saiba quais características elas procuram e quais as perspectivas para quem quer se especializar no assunto”. (Fevereiro 2011 | pag. 9 - INFO).

Com o crescimento e a estabilidade dessa tecnologia, empresas, órgãos governamentais, autarquias federais e analistas de sistemas de nosso Estado precisam cada vez quebrar paradigmas, se capacitar e se organizar para essa nova tendência vantajosa e expansiva. Pois, se tratando de tecnologia da informação, faremos com que nosso Estado cresça e se desenvolva no que se diz respeito à evolução no cenário tecnológico. 



O autor é Bacharel em Sistema de Informação
Especializando em Tecnologia da Informação
brunomelopvh@gmail.com



 


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions