Rondônia, 12 de julho de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

TRABALHADORES DE JIRAU DENUNCIAM QUE QUEBRADEIRA DESTA QUINTA-FEIRA COMEÇOU APÓS AGRESSÕES DA PM

Quinta-feira, 17 Março de 2011 - 17:06 | RONDONIAGORA


TRABALHADORES DE JIRAU DENUNCIAM QUE QUEBRADEIRA DESTA QUINTA-FEIRA COMEÇOU APÓS AGRESSÕES DA PM

Os tumultos desta quinta-feira na Usina de Jirau tiveram início após uma série de agressões sofridas por trabalhadores nos alojamentos que ainda restaram dos incidentes no dia anterior. A denúncia foi feita de forma generalizada por dezenas de homens, revoltados que alegaram terem sido acordados de forma brutal: aos chutes, cacetadas no corpo e spray de pimenta. Além disso, dizem que inocentes restaram presos como suspeitos do confronto. Eles afirmam que essa situação foi o estopim para o caos desta quinta. Relatam ainda que foram humilhados, e sem exceção, tratados como marginais depois dos primeiros incidentes.


De volta a BR-364, a maioria seguia andando ou em caminhões rumo a Jacy-Paraná. Nas proximidades de Nova Mutum uma equipe de policiais militares e civis, isso às 11 horas, se organizava para revistar os trabalhadores. A entrada da localidade foi rapidamente fechada e o helicóptero da PM deu apoio.
O RONDONIAGORA chegou a Jirau por volta das 8h30min desta quinta-feira. De Jacy-Paraná, a cerca de 10 quilômetros da Usina já era possível ver a enorme cortina de fumaça. Naquele momento as dependências de Jirau ainda eram consumidas pelo fogo. Dezenas, que aos poucos eram centenas e em seguida milhares de homens saiam às pressas do local. Os repórteres tentavam se aproximar, mas a fúria era grande. A cerca de 100 metros da usina os jornalistas foram orientados a irem embora. Para não serem atacados, os profissionais de imprensa, incluindo também o jornalista Rubson Luiz, do site O RONDONIENSE, ofereceram carona na carroceria da S-10 da equipe. Assim saíram todos ilesos de volta a BR-364. Alguns trabalhadores contam que lideranças dos baderneiros tomavam e queimavam também os equipamentos deles, como forma de não serem identificados.
De volta a BR-364, a maioria seguia andando ou em caminhões rumo a Jacy-Paraná. Nas proximidades de Nova Mutum uma equipe de policiais militares e civis, isso às 11 horas, se organizava para revistar os trabalhadores. A entrada da localidade foi rapidamente fechada e o helicóptero da PM deu apoio.

Já às 11h30min eles chegavam aos milhares em Jacy-Paraná e não tinham para onde ir. Os que conseguiram seguir de ônibus foram obrigados por policiais militares a ficaram na localidade. E rapidamente tomaram a BR e todas as vias do pequeno distrito da Capital. Reclamavam que não tinham para onde ir e que não tinham dinheiro nem para alimentação. Desde o momento de chegada dos jornalistas ao local do conflito, nenhum homem ou viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi vista. CLIQUE AQUI E CONFIRA IMAGENS DO INCÊNDIO NA USINA NESTA QUINTA-FEIRA OU CLIQUE AQUI E VEJA DEZENAS DE IMAGENS DO DIA EM JIRAU.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também

OS RASTROS DA DESTRUIÇÃO: MAIS DE 50 ÔNIBUS INCENDIADOS; VEJA IMAGENS

 A PM de Rondônia contabilizou mais de 50 ônibus incendiados durante atos de vandalismo na Usina de Jirau. O esquema de segurança montado no local ...

RECOMEÇA REVOLTA EM JIRAU; CANTEIRO DE OBRAS É INCENDIADO

A revolta que parecia estar controlada foi iniciada novamente hoje quando alguns funcionários da obra foram presos acusados de serem líderes do mov...

TRABALHADORES AFIRMAM QUE OBRA DE JIRAU “ACABOU”

Revoltados por agressões e prisões efetuadas pela Polícia Militar um grande número de trabalhadores estão reunidos e ameaçam agora incendiar um pré...

TRABALHADORES DE JIRAU FECHAM A BR-364

Reunidos na BR-364 centenas de trabalhadores voltam a pé para Porto Velho e alguns em direção ao distrito de Abunã, a BR-364 permanace fechada e nã...