Rondônia, quinta-feira, 21 de novembro de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Segunda, 09 de Janeiro de 2012 - 15h16

MATADOR CONFESSO DA EMPRESÁRIA NEIDE BARROS REAFIRMA EM JUÍZO QUE MATOU PARA ROUBAR

RONDONIAGORA


MATADOR CONFESSO DA EMPRESÁRIA NEIDE BARROS REAFIRMA EM JUÍZO QUE MATOU PARA ROUBAR
Jânio Martins da Silva, o assassino confesso da empresária Neide Barros – morta em 13 de setembro do ano passado – reafirmou nesta segunda-feira ao juiz da 1ª Vara Criminal, Carlos Augusto Teles de Negreiros e aos promotores de Justiça, Jair Pedro Tencatti e Francisco Tojal Dantas Matos, todos os requintes de crueldade que utilizou para dar fim a vida da jovem mulher que o ajudou várias vezes. Neide Barros foi sequestrada de sua lan-house e morta horas depois. Jânio disse que estrangulou a empresária por duas vezes, mas como não conseguiu mata-la, passou o carro várias vezes por cima do corpo. Ela foi encontrada apenas de calcinha e sutiã em adiantado estado de decomposição. Também confessou que depois do bárbaro crime cometido, retornou à sua residência e, na companhia de sua mulher, foi às compras, com os cartões de crédito da vítima.O réu confesso teve a prisão preventiva decretada em 14 de outubro e deve permanecer por lá bastante tempo. Durante audiência nesta segunda-feira, o juiz Carlos Augusto Teles de Negreiros determinou a apresentação de memoriais aos promotores e ao advogado. A sentença condenatória pode sair em até um mês. O julgamento de Jânio Martins da Silva será feito pelo próprio juízo da 1ª Vara Criminal, uma vez que está comprovado que matou para roubar, ou seja, latrocínio, não sendo competência do Tribunal do Júri. Ele pode ser condenado a 30 anos de cárcere.

Jânio Martins da Silva é considerado um homem frio: ele é lutador de boxe e kung fu e era matriculado em uma academia nas proximidades da lan-house de Neide. No dia do crime, segundo o assassino contou aos policiais, ele foi a lan-house e como de costume ficou conversando com a futura vítima. No final da noite esperou os dois últimos clientes saírem e anunciou um suposto assalto. Neide disse que não acreditava e falou que era brincadeira. O homem então levou a mão ao bolso e mostrou um volume – descobriu-se depois que era um pedaço de isopor no formato de uma arma. Neide ficou com medo, mas devido ao fato de parecer estar armado e lutar artes marciais foi presa fácil. Os dois saíram no carro dela e seguiram para a área rural de Candeias do Jamary. Foi encontrada quatro dias depois morta.

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/policia/matador-confesso-da-empresaria-neide-barros-reafirma-em-juizo-que-matou-para-roubar)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions